Covid-19

pacheco

Well-Known Member
@Afonso_Albufeira eu não crussifixo ninguém. Todos temos direito a nossa opinião e outros concordam ou não.

Não me referia a depender dos lisboetas, falava do turismo em geral... Se fechassem o país nos feriados o turismo sofria mais.

Posso dizer que vou para um apartamento (pertence a uma estrutura hoteleira) que acho caro para o que oferece, só alojamento. Mas vou. Podia ir 50km mais para o lado e por mais 200€ tinha tudo incluído! Preferi ficar em Portugal.

E sim, percebo que os estrangeiros gastem mais visto terem outro poder de compra... Obviamente com o que vou gastar no alojamento não me vou esticar na restauração, mas também não gosto de ir a um restaurante e apresentarem-me só ementas em inglês...

Por isso mesmo no regresso ainda fico uns dias no Alentejo onde a recepção é completamente diferente...

Abraço
 
@Afonso_Albufeira ... mas também não gosto de ir a um restaurante e apresentarem-me só ementas em inglês...

Por isso mesmo no regresso ainda fico uns dias no Alentejo onde a recepção é completamente diferente...

Abraço
Faço destas as minhas palavras. Se vou a um sítio em portugal e apresentam-me ementa em inglês e os empregados nem português falam, não obrigado... Ridiculo. Há muito bom sitio em Portugal onde prefiro gastar o dinheiro e onde dão valor ao cliente independentemente da sua nacionalidade. Agora Algarve? Não obrigado...
 

pacheco

Well-Known Member
Claro que não podemos esquecer que nem todos os restaurantes/alojamentos são assim... Da mesma maneira que nem todos os portugueses pedem uma carcaça e um copo de água para dois... Da mesma maneira que nem todos os ciclistas são "bestas" nem todos os automobilistas são parvos..

Abraco
 
O que o Algarve tem de bom, é uma belas Douradas de 2kg ou mais para pescar, pronto, o Vela2 também é muito bom, por acaso não vou lá comer pão, mas 1.30 2.00 horas não me tiram de lá, também tem uns doces de Alfarroba muito bons
E os figos brancos, uuuiiiiiiii, nas beiras das estradas, belissssiiiimooooosssss


Não, não, as praias não me dizem nada, a não ser para refrescar em dias de muito calor
 

MiGuEl_82

Well-Known Member
Para encerrar o assunto só vou fazer uma pergunta para qual já sei a resposta; preferes ganhar por dia 1000€ ou 5000€? Esta é a diferença entre uma casa com clientes maioritariamente Portugueses vs casa com clientes maioritariamente estrangeiros. Por isso nalguns sítios (não todos) se olha um pouco de lado para os Tugas, quer se goste ou não. Não te esqueças tb que o Inverno no Algarve é muito complicado, existe zonas onde 90% dos estabelecimentos fecham. São 4,5,6 meses a ganhar 0, ZERO. Portanto, tem que se dar o máximo durante os meses de Verão, para que se possa passar um Inverno descansado. Amigos ???
Afonso, eu encho o meu frigorífico á base de vendas. Sou gestor comercial numa empresa de renting automóvel e como tal uma boa fatia do meu vencimento corresponde a componente variável em função da minha produção. E na minha carteira de clientes tenho de tudo. Tenho clientes particulares com um carrito apenas e depois tenho empresas com frotas até 6 carros. E se me perguntares o que prefiro, logicamente que prefiro fazer 5 ou 6 contratos de uma vez numa empresa. Mas isso não me leva a desprezar aqueles que apenas têm 1 carro e onde sei q n tenho hipótese de fazer mais q isso. Pq?

1) por uma questão de lógica. Não deverão haver diferenças em termos de tratamento só pq existem diferenças em termos de potencial;

2) por uma questão de brio profissional;

3) pq aquele particular que tem apenas 1 carro mas q está satisfeito me recomenda ao primo, à tia e ao colega de trabalho (e felizmente que isso tem acontecido com alguma regularidade);

Dito isto, volto a dizer q adoro o nosso país, de norte a sul. Ainda que no Algarve por vezes me tenha sentido “a mais”, é uma zona onde gosto sempre de passar alguns dias e onde deixo algum do meu dinheiro. Acredito q n deixarei tanto como ingleses ou alemães que ganham 3 ou 4 vezes mais q eu. Mas deixo aquilo q posso é que é aceitável para a minha carteira. A

Dou-te todo a razão quando falas da sazonalidade da hotelaria algarvia. Mas eu diria que isso é uma realidade em muitas zonas de muitos países europeus. E por esse motivo é que o turismo não deve ter um peso excessivo nas economias locais.
 
O que o Algarve tem de bom, é uma belas Douradas de 2kg ou mais para pescar, pronto, o Vela2 também é muito bom, por acaso não vou lá comer pão, mas 1.30 2.00 horas não me tiram de lá, também tem uns doces de Alfarroba muito bons
E os figos brancos, uuuiiiiiiii, nas beiras das estradas, belissssiiiimooooosssss


Não, não, as praias não me dizem nada, a não ser para refrescar em dias de muito calor
Ui, nem me falem em tarte de alfarroba que eu babo-me todo.o_O
 
Afonso, eu encho o meu frigorífico á base de vendas. Sou gestor comercial numa empresa de renting automóvel e como tal uma boa fatia do meu vencimento corresponde a componente variável em função da minha produção. E na minha carteira de clientes tenho de tudo. Tenho clientes particulares com um carrito apenas e depois tenho empresas com frotas até 6 carros. E se me perguntares o que prefiro, logicamente que prefiro fazer 5 ou 6 contratos de uma vez numa empresa. Mas isso não me leva a desprezar aqueles que apenas têm 1 carro e onde sei q n tenho hipótese de fazer mais q isso. Pq?

1) por uma questão de lógica. Não deverão haver diferenças em termos de tratamento só pq existem diferenças em termos de potencial;

2) por uma questão de brio profissional;

3) pq aquele particular que tem apenas 1 carro mas q está satisfeito me recomenda ao primo, à tia e ao colega de trabalho (e felizmente que isso tem acontecido com alguma regularidade);

Dito isto, volto a dizer q adoro o nosso país, de norte a sul. Ainda que no Algarve por vezes me tenha sentido “a mais”, é uma zona onde gosto sempre de passar alguns dias e onde deixo algum do meu dinheiro. Acredito q n deixarei tanto como ingleses ou alemães que ganham 3 ou 4 vezes mais q eu. Mas deixo aquilo q posso é que é aceitável para a minha carteira. A

Dou-te todo a razão quando falas da sazonalidade da hotelaria algarvia. Mas eu diria que isso é uma realidade em muitas zonas de muitos países europeus. E por esse motivo é que o turismo não deve ter um peso excessivo nas economias locais.
Isto já chateia estar sempre a dizer a mesma coisa, AQUI NINGUÉM DESPREZA PORTUGUESES, APENAS SÃO OLHADOS DE MANEIRA DIFERENTE DOS ESTRANGEIROS, e não é em todo lado, isso acontece maioritariamente em zonas de praia. Se saíres das praias e andares um pouco mais para o interior isso RARAMENTE acontece. Já agora, se não fosse o turismo, o Algarve vivia do quê? Alfarrobas e figos? Gaivotas? Medronhoo_O?
 
Sim é esse o problema:
Algarve=praias

Quer queiramos quer não é isso que se vê.
Talvez possa ser un ponto a explorar. "Ninguém" vai para o Algarve para não ir para a praia. Sempre que se vai para o Algarve, vai-se para a praia.
A própria região vende-se com isso.

Talvez tenham que encontrar algo para explorar para o inverno. Se chove poucas vezes aí, talvez na altura de inverno se possa fazer qualquer coisa.
Portugal tem imensa costa. Aveiro é uma cidade costeira e vive "bem" fora do Verão.

Ora "ninguém despreza, mas são olhados de maneira diferente"
@Afonso_Albufeira desculpa, mas ao dizeres isso não me cativas em nada para ir para o Algarve. Só por saber que sou olhado de maneira diferente nem me dá vontade de ir. Se for diferente que seja melhor.
Um caso muito fácil:
Estive nos jardins da rocha o ano passado.
E sabes? Não recomendo. Fui maltratado, desprezado e cagaram em mim por completo. E sabes mais? Nem se esforçaram para me agradar depois disso. E é a mim que têm que agradar sabes porquê? Porque eu se for um português médio, faço férias cá e provavelmente vou para o Algarve se gostar de praia. E se me tratarem bem, consigo voltar para o ano e recomendo a mais pessoas. Assim, trataram-me mal não recomendo.
E eu vejo isto muito como uma família: os de cá tenho que e quero contar com sempre com eles. Se os ingleses descobrem outro sítio vão para lá. Sim, porque como vocês no Algarve já viram isto não é só porque os ingleses querem vir. É porque a relação Portugal-Inglaterra/UK funciona. Até ao dia.
Depois quem se trabalha é o Algarve, que depende deles.
E depois? Depois os o resto de Portugal diz "ai agora já nos querem?" e depois fica ao critério de cada um.
Mais uma vez (não sei se é de sermos portugueses ou não) :
Cada um a remar para seu lado, ao invés de remarem todos juntos.
O mesmo se passa em outros sítios deste país, e não sei porquê.
 
Afonso, se não fosse o turismo teriam que fazer o mesmo que outras zonas do pais, e procurar formas de dinamizar as coisas que existem.
Mas penso que não é isso que está em causa, podem viver do turismo e capitalizar esse turismo, não podem é ignorar os portugueses apenas porque estão a contar com o dinheiro estrangeiro.
A preferência já é dada quando estabelecem preços que apenas "portugueses de media/alta" ou estrangeiros podem pagar.
Eu pela minha experiência, que vale o que vale, sinto que em unidades hoteleiras com algum nome isso não acontece e depois de estar hospedado nunca senti que era tratado de forma diferente, o mesmo já não se pode dizer quando existe a necessidade de procurar um restaurante fora ou um café, ai já se sente uma certa vontade de agarrar umas gorjetas engraçadas que certamente serão mais faceis vindas dos estrangeiros.

Para não acabar sem uma história engraçada, em 2018 estive hospedado no Hilton de Vilamoura (não que seja relevante mas foi pago com pontos de fidelização por "consumir" muito Hilton em trabalho) e durante os primeiros dias ao pequeno almoço a empregada falava em inglês e seguia a sua vida, até que um dia me ouviu a falar com os meus filhos e veio falar connosco a dizer: ah vocês são portugueses, peço desculpa por estar sempre a falar inglês mas é mesmo raro encontrar portugueses por aqui... ou seja o falar inglês é mesmo o mindset e não me parece que seja para ofender.
 
Afonso, se não fosse o turismo teriam que fazer o mesmo que outras zonas do pais, e procurar formas de dinamizar as coisas que existem.
Mas penso que não é isso que está em causa, podem viver do turismo e capitalizar esse turismo, não podem é ignorar os portugueses apenas porque estão a contar com o dinheiro estrangeiro.
A preferência já é dada quando estabelecem preços que apenas "portugueses de media/alta" ou estrangeiros podem pagar.
Eu pela minha experiência, que vale o que vale, sinto que em unidades hoteleiras com algum nome isso não acontece e depois de estar hospedado nunca senti que era tratado de forma diferente, o mesmo já não se pode dizer quando existe a necessidade de procurar um restaurante fora ou um café, ai já se sente uma certa vontade de agarrar umas gorjetas engraçadas que certamente serão mais faceis vindas dos estrangeiros.

Para não acabar sem uma história engraçada, em 2018 estive hospedado no Hilton de Vilamoura (não que seja relevante mas foi pago com pontos de fidelização por "consumir" muito Hilton em trabalho) e durante os primeiros dias ao pequeno almoço a empregada falava em inglês e seguia a sua vida, até que um dia me ouviu a falar com os meus filhos e veio falar connosco a dizer: ah vocês são portugueses, peço desculpa por estar sempre a falar inglês mas é mesmo raro encontrar portugueses por aqui... ou seja o falar inglês é mesmo o mindset e não me parece que seja para ofender.
Pela MILIONÉSIMA vez, ninguém despreza/ignora/rejeita Portugueses. Será que estou falando estrangeiro e já nem sinto!? Alternativas ao turismo no Algarve, dê-me um exemplo concreto. Industria ? Serviços? Agricultura?
 
Pela MILIONÉSIMA vez, ninguém despreza/ignora/rejeita Portugueses. Será que estou falando estrangeiro e já nem sinto!? Alternativas ao turismo no Algarve, dê-me um exemplo concreto. Industria ? Serviços? Agricultura?
A tua opinião é que não desprezam, não quer dizer que outros não pensem o contrário.
Quanto a alternativas é isso mesmo... É preciso criar. Nem todas as zonas do país tiveram de mão beijada alternativas. Se o Algarve perder turismo certamente que tem que ir atrás. Para algumas atividades precisas de certas condições naturais, para outras é preciso imaginação.
Mais uma vez eu não estou a criticar o Algarve viver do turismo, eu mesmo vou lá gastar a minha parte, estou a dizer que isso não é 200% a única hipótese.
 
Sim é esse o problema:
Algarve=praias

Quer queiramos quer não é isso que se vê.
Talvez possa ser un ponto a explorar. "Ninguém" vai para o Algarve para não ir para a praia. Sempre que se vai para o Algarve, vai-se para a praia.
A própria região vende-se com isso.

Talvez tenham que encontrar algo para explorar para o inverno. Se chove poucas vezes aí, talvez na altura de inverno se possa fazer qualquer coisa.
Portugal tem imensa costa. Aveiro é uma cidade costeira e vive "bem" fora do Verão.

Ora "ninguém despreza, mas são olhados de maneira diferente"
@Afonso_Albufeira desculpa, mas ao dizeres isso não me cativas em nada para ir para o Algarve. Só por saber que sou olhado de maneira diferente nem me dá vontade de ir. Se for diferente que seja melhor.
Um caso muito fácil:
Estive nos jardins da rocha o ano passado.
E sabes? Não recomendo. Fui maltratado, desprezado e cagaram em mim por completo. E sabes mais? Nem se esforçaram para me agradar depois disso. E é a mim que têm que agradar sabes porquê? Porque eu se for um português médio, faço férias cá e provavelmente vou para o Algarve se gostar de praia. E se me tratarem bem, consigo voltar para o ano e recomendo a mais pessoas. Assim, trataram-me mal não recomendo.
E eu vejo isto muito como uma família: os de cá tenho que e quero contar com sempre com eles. Se os ingleses descobrem outro sítio vão para lá. Sim, porque como vocês no Algarve já viram isto não é só porque os ingleses querem vir. É porque a relação Portugal-Inglaterra/UK funciona. Até ao dia.
Depois quem se trabalha é o Algarve, que depende deles.
E depois? Depois os o resto de Portugal diz "ai agora já nos querem?" e depois fica ao critério de cada um.
Mais uma vez (não sei se é de sermos portugueses ou não) :
Cada um a remar para seu lado, ao invés de remarem todos juntos.
O mesmo se passa em outros sítios deste país, e não sei porquê.
Um os maiores problemas do Algarve é esse mesmo, ser "vendido" cá dentro e lá fora como praia e mais nada. O Algarve é MUITO mais que isso tem historia, natureza, gastronomia com fartura. O interior do Algarve é um ESPECTÁCULO, começando pela Serra, passando por aldeias típicas, Castelos/Fortes e Fortalezas. Para nós, amantes da bicicleta, o interior algarvio é um paraíso, estradas boas (bem melhores que junto à costa), pouco ou nenhum transito, zonas com serra, zonas sem serra, é para todos os gostos e condição física. O que te aconteceu em Portimão apenas confirma o que venho dizendo, mas acredita, não é em todo lado. "É porque a relação Portugal-Inglaterra/UK funciona. Até ao dia". Com o Covid, nem a relação Portugal-Portugal funciona quanto mais Portugal-UK/França/Alemanha/Holanda.
 

MiGuEl_82

Well-Known Member
Afonso, acho que não vamos a lado nenhum com esta “discussão”. Tu tens a tua opinião enquanto residente e presumo que natural do Algarve, nós temos as nossas enquanto visitantes. Agora dizeres que n os turistas tugas n são desprezados ou maltratados mas q são olhados com outros olhos… acho que diz tudo.

Olha, em Julho estarei uma semana na Mexilhoeira e outra em Benagil. Se quiseres trocar umas impressões durante uma voltinha de fininha conta cmg. Tem é q ter uma paragem para café e bolo ;) E ainda há 3 semanas estive em Tavira. Como podes ver continuo a ir ao Algarve ;)
 
Não é a minha opinião, é a realidade. Muitos de voçês já sentiram isso, e eu só estou a tentar explicar o porquê. Voltinha em Julho, só se não estiver calor porque senão esquece. Aqui a tradição é bifana e Sagres Preta.o_O
 

Velhadas

Well-Known Member
Faço destas as minhas palavras. Se vou a um sítio em portugal e apresentam-me ementa em inglês e os empregados nem português falam, não obrigado... Ridiculo. Há muito bom sitio em Portugal onde prefiro gastar o dinheiro e onde dão valor ao cliente independentemente da sua nacionalidade. Agora Algarve? Não obrigado...
Tive uma situação engraçada em albufeira. Passei 3 vezes com a minha mulher por um gajo que estava a chamar estrangeiros para um restaurante. Nem uma unica vez o gajo nos intrepelou e de uma das vezes nao estava a fazer nada.
Foi engraçado tendo em conta que para os efeitos que lhe interessavam a ele eu era Irlandes.
Só que ele nao sabia :p
 

pratoni

Well-Known Member
Tive uma situação engraçada em albufeira. Passei 3 vezes com a minha mulher por um gajo que estava a chamar estrangeiros para um restaurante. Nem uma unica vez o gajo nos intrepelou e de uma das vezes nao estava a fazer nada.
Foi engraçado tendo em conta que para os efeitos que lhe interessavam a ele eu era Irlandes.
Só que ele nao sabia :p
Ou seja, um excelente exemplo de restaurante a evitar.
 

pacheco

Well-Known Member
Infelizmente, a maioria dos turistas (tugas e estrangeiros) desligam o botão do bom-senso assim que cá chegam . . .
Este sim, é o grande problema... Em todo o país... Claro que em alguns locais o efeito é maior porque têm mais pessoas...

Ainda ontem falava que com um vizinho meu que teve aqui famíliares do Porto, pensou em ir mostrar o Bairro Alto a sobrinha... Chegou lá tava a abarrotar de malta e muitos sem cuidado nenhum... Entre portugueses e estrangeiros...