Desistir por causa do frio !

#1
Aconteceu-me hoje de manhã, ia eu todo contente a caminho do furadouro, tendo partido da Maia, testar e gozar as minhas rodas novas, mas ao fim de 26 km, não deu mais para aguentar o frio :( é que nem sentia as extremidades dos dedos das mãos ! Comecei a ficar mesmo preocupado quando queria travar, e o cérebro a passar a informação para as mãos mas estas pura e simplesmente não obedeciam...tive de parar e ficar 20 min. a aquecer o corpo ao sol, o mais abrigado possível, de forma a que lentamente fosse ganhando sensibilidade perdida. Depois de pensar e repensar tudo algumas vezes, chego á conclusão que a causa foi mesmo o frio, pois dormi bem e o suficiente, alimentei-me bem e a tempo de digerir o pequeno-almoço,vesti bastante roupa própria para o frio, e a prova disso é que só nas pontas dos dedos tive mal, mas mesmo assim usava luvas grossas,óptimas e quentes, da willier, sem querer fazer publicidade. Quer dizer, o tempo todo ocupado durante a semana, juntamente com o clima, obriga-nos a matar o vício só ao final de semana,e nem assim é sempre possivel
 
#3
É de certa forma natural, porque as mãos são extremidades onde o sangue tem mais dificuldade de chegar e facilmente perdem muito calor.

No caso do João Garcia foi precisamente nos dedos e nariz que ele teve problemas.

Para evitar isso, é conveniente que mexas frequentemente as mãos, por forma a estimular a circulação. Levanta-te e abana os braços, por exemplo.
 
#4
olá a todos, eu antes de sair para a estrada faço 5/10 min. de corrida em ritmo lento, e mais uns minutos numa bike de spinning , para aquecer o corpo. Parece-me que paguei a factura de gostar mesmo de andar, e de pensar que sou o Lance...:D
 
#5
Eu fui andar, mas sai de casa as 11h. Só tive frio nos pés, não tenho nada para cobrir os sapatos e assim aquecer os pés.

Se tivermos um bom equipamento, consegue-se andar com o frio, se no Porto não conseguimos andar, então quem mora em trás os montes... Ja cheguei a andar com temperaturas de 0ºC na Bélgica, com voltas de 2h no máximo.

Se calhar, o teu equipamento para o inverno não é muito bom :confused:
 
#6
Eu andei depois de almoço. Cheguei à pouco mais de meia hora. Comprei umas protecções para os sapatos pelo durante a volta deuase 2 horas, os pés mantiveram-se quentes. Andar ao frio não faz bem a ninguém além disso somos amadores.
 
#7
As protecções para os pés são fundamentais nesta altura do campeonato...isso também eu uso, mas desde miúdo que o meu "calcanhar de Aquiles" são as mãos, fico com elas todas gretadas, das frieiras, não sendo a primeira vez que ando de inverno, nem a primeira vez este inverno, resta-me pensar positivo, amanha há mais :D
 
#8
O problema está, em que com este frio seco, ao pedalarmos ainda que seja a baixa velocidade, tornamo-lo mais forte, e isso obriga a um controlo rigoroso da respiração, quero dizer, temos de ter em conta a quantidade de ar que ingerimos e a que expulsamos, mas o pior, pelo menos para mim são as descidas, é terrível ! Ao menos nas subidas aquecemos qualquer coisita...
 
#10
Antes das luvas próprias para o frio calça tambem umas luvas finas em lã em que as lojas dos chineses ou alguns dos supermecados vendem ( são baratas ) e que no meu caso funcionam bastante bem..
Outra sugestão também muita boa é a paragem num tasco qualquer e pedir um bom bagaço e uma chouriça assada ( não esquecer de pôr as mãos durante o processo da assadura, resulta mesmo bem, eh,eh)...
O aquecimento ainda mais eficaz passa pela visulização de uma ou duas gajas boas, a respectiva paragem e com os dedos frios passar as mãos pelos traseiros das madames, isto ainda é melhor se estiverem acompanhadas pelos respectivos homens ou seja de certeza absoluta que há pugilismo e como é sabido é a melhor forma para o aquecimento das mãos e do corpo em geral, eh,eh...

aqui há gato....

já agora gostava de desejar ao forum e a vós meus caros amigos ciclistas um bom ano.
 
#12
Se a temperatura ambiente é de 0º graus como tem acontecido por volta das 9.h aqui por Coimbra, em andamento e a uma velocidade de 30km /h, a deslocação de ar faz com que a temperatura baixe entre 5 a 10º e aí a sensação de frio é muito maior, pagando a factura, naturalmente as extremidades, que é a parte do corpo menos irrigada de sangue nesta ocasião.
Por acaso costumo usar umas meias de neoprene, dos megulhadores, que mantêm os pés quentinhos, e então com umas capas do mesmo material por cima dos sapatos, é remédio santo. O pior é mesmo as mãos porque aí a protecção é bem menor e a exposição maior.
Uma coisa importantíssima a proteger são os joelhos, mais expostos e mais sensíveis a lesões que se poderão tornar irreversíveis.
Meto ainda um buff com um prolongamento em tecido polar que cobre a garganta, boca e nariz filtra o ar que entra menos frio nos pulmões.

Nesta alturas do ano e não é por acaso que se denominam de defeso, é de bom senso dar voltinhas mais curtas e iniciá-las mais tarde com uma temperatura mais amena.
Amanhã, por exemplo, vou abdicar da minha asfaltica e vou dar uma voltinha de btt, na qual sempre se vai mais devagar.
 
#13
De facto, protecção para o pescoço e cara não tenho, é a próxima e importantíssima aquisição, mas passar por experiências negativas também tem o seu lado positivo...aprendemos a não repetir o erro ! Obrigado a todos pelas dicas.
 
#15
Aconteceu a mesma coisa comigo. Saí de casa, cá com uma "fome", mas tive que me render ao facto de que aquilo estava a ser mais sacrificio que prazer. Pensei e decidi ir para casa. É opinão unânime no meio médico que com este frio só nos prejudicamos e como as artérias estão contraídas e o sangue mais espesso obriga o coração a trabalhar com mais força... e todos sabemos que o mal é o coração decidir não trabalhar. Mais uma vez digo: Somos amadores
 
#16
Caro amigo de luta Fogueteiro, é mesmo uma sensação de impotência que nos deixa pior que estragados quando isto acontece, não acha? tentamos organizar tudo ao pormenor para podermos desfrutar desse momento ao pedal, mas a mãe natureza ás vezes é mazita...:D
 
#17
O frio é péssimo para andar de bicicleta. Há dias que me arrependo de sair de casa, porque a volta é toda feita encolhido com frio, é mais sofrimento que prazer. E aqui por Lisboa as temperaturas nunca são tão baixas como noutras zonas do país.
 
#18
Ontem, o frio não deu hipótese, mas mesmo assim saí com a btt e dai uma volta pela cidade. Uma volta muito soft de 20km que ainda passou por alguns sítios engraçados de Coimbra como o Choupal (o Monsanto cá do sítio), e os parques ribeirinhos ao Mondego,
A estrada fica para quando o piso estiver mais seco e a temperatura mais amena.
Se para a semana fizer mais 4 ou 5 graus, já lá canta o asfalto de novo.
Só tenho pena não ter tido coragem para ir até à Lousã porque estava por lá um nevão que interrompeu a estrada da serra aos automóveis. A constipação não deixou.
 
#19
Leafman

Sim podes crer. Penso que a sensação é como quando estamos cheios de fome, um bom prato à nossa frente e somos interrompidos a meio da refeição, ficando ainda cheios de fome:D:D. Mas como se não chegasse temos que arrumar tudo que se tivessemos feito uma volta à maneira. Simplesmente detesto essas situações. Já disse aqui no fórum, noutro tópico, temos que convencer o s. Pedro a tornar-se cicloturista. :D
 
#20
Como é que fazem aqueles que, mesmo amadores, pretendem seguir um plano de treino? Simplesmente desistem do objectivo, interrompem e retomam mais tarde, ou substituem por outro tipo de treino?