Desistir por causa do frio !

MigC77

Well-Known Member
Em relação às frieiras não posso ajudar.

No entanto posso partilhar aqui um fundamento, que se calhar muitos já conhecem, relativamente a manter de forma mais eficiente a temperatura do corpo em situações de frio. Para conseguir manter a temperatura do corpo de forma mais eficiente é fundamental conseguir manter as extremidades quentes, ou seja: cabeça, mãos e pés devem sempre estar bem protegidos das intempéries. Isto porque é nas extremidades onde é mais complicado e dispendioso ao nosso organismo manter a temperatura. Esta é uma regra que muitos desportistas seguem durante o inverno, montanhistas e muita gente comum (que vive em climas mais frios que o nosso) no seu dia a dia… A partir daqui, consoante a prática da modalidade, cada um deve saber aquilo que se adapta melhor ao esforço que vai desenvolver.

Relativamente ao ciclismo e o que vestir no inverno, não há uma fórmula perfeita que funcione para todos e para todas as condições. Eu diria que mais do que te tornares resistente às baixas temperaturas, vais começar é a ganhar experiência e a perceber melhor que “fórmula” é que funciona melhor para ti. Nessa fase haverá dias em que sais com roupa à mais e passas algum calor, haverá dias em que sentes falta daquela peça e bates um bocado o dente. Mas isso acaba por ser um processo de aprendizagem pelo qual quase todos temos que passar.

O meu conselho para todos aqueles que estão neste processo é que se vistam por camadas e que em caso de dúvida mais vale levar uma camada a mais do que a menos. Com roupa a mais é quase sempre possível encontrar uma forma de regular a temperatura, seja abrindo um fecho eclair ou até mesmo tirando uma peça enrolando e atando à cintura… A primeira camada deve ser sempre uma camada justa que respire bem e que transfira bem o suor para o exterior. Isto é fundamental no inverno para evitar que o suor fique junto à pele e com frio arrefeça aumentando a nossa sensação de frio.

Por último é preciso ter em conta as condições climatéricas às quais nos enfrentamos, perceber as características especificas de cada uma das peças que temos no armário e qual a melhor forma das combinar. Alguns exemplos… se chover convém ter a noção que a roupa com características impermeáveis não costuma “respirar bem”, logo é conveniente ter a noção que debaixo dessa camada vai haver um “efeito estufa” e se formos muito agasalhados “vamos assar”. Por outro lado convém ter a noção que a roupa térmica se não tiver uma membrana corta-vento não nos vai proteger convenientemente num dia ventoso, portanto nesses casos convém levar uma camada especificamente para esse efeito por cima das outras.

My 2 cents
 
Uma coisa que aconselho e não falaste é a utilização de um creme gordo ou até mesmo vaselina no nariz, orelhas e para quem quiser, até pode espalhar nas bochechas e onde achar que sente mais frio. ISto para quem não usar passa-montanhas ou lenços para proteger o pescoço/face. Eu costumo usar por vezes a vaselina no nariz ou nivea. Costumo pôr nas orelhas uma boa camada e acreditem que dá muito resultado na protecção contra o frio. :)

É o que dá usar a bike como meio de transporte à 3 anitos e sair de casa as 7horas da matina ou mais cedo todos os dias. xD

Quantas às camadas de roupa é como o MigC77 disse: Camadas. Aconselho é uma boa camada exterior corta-vento para quem saí cedo e para estes dias de maior ventania.
 
Também estou pelo Alentejo/Algarve e sinceramente, está aqui frio como está na zona de Lisboa de onde sou natural. De semana ando de manhã cedo (6 da manhã) e normalmente apanho 4º 5º, já é o suficiente para ficar completamente desgraçado das mãos, pés e orelhas. Hoje foram -3º e já estou com as mãos em brasa!!

Normalmente não sinto frio (levo capas de sapatos, térmica, casaco com protecção de vento e ainda levo colete corta vento para manter o tronco quente, tapa pescoço e gorro e luvas), mas acabo sempre por ficar com frieiras nas mãos!
 

Bernalve

Well-Known Member
Eu durante o Inverno/Outono, tento sempre andar entre as 10h e as 16h. Fora dessas horas, o frio juntamente com o vento, é sempre desconfortável principalmente nas descidas.
 

JPLopes_73

Well-Known Member
Também estou pelo Alentejo/Algarve e sinceramente, está aqui frio como está na zona de Lisboa de onde sou natural. De semana ando de manhã cedo (6 da manhã) e normalmente apanho 4º 5º, já é o suficiente para ficar completamente desgraçado das mãos, pés e orelhas. Hoje foram -3º e já estou com as mãos em brasa!!

Normalmente não sinto frio (levo capas de sapatos, térmica, casaco com protecção de vento e ainda levo colete corta vento para manter o tronco quente, tapa pescoço e gorro e luvas), mas acabo sempre por ficar com frieiras nas mãos!
Dikas ... mas não passam disso mesmo ...

mãos ... luvas de silicone ... dentro de luvas se possivel termicas. Transpira-se ... mas é uma situação passageira ... mais tarde tira-se tudo e depois de aquecer suporta-se bem o frio ...
pés ... cobre sapatos termicos ... custam nem 15 € no aliexpress ... comprei uns são impecaveis ...

Orelhas ... uso sempre 2 Buffs ... um no pescoço ... outro na cabeça ... cobrem-se os dois na parte de trás e tapam duas vezes as orelhas ...

São soluções de improviso que me têm resolvido os problemas maiores ... e ainda ontem andei com -2ºC ... sensivel -4ºC.

Isso resolve as extremidades e como alguém disse as zonas mais frágeis ... e onde os sinais de hipotermia surgem em primeiro lugar ... depois é obvio que uma dupla camada no corpo deve ser utilizada. Comprei um fato termico da saxo thinkoff e outra dupla face térmica ... este inverno tem sido suficiente para todas as situações.

Claro que a parte de favorecer a transpiração pode gerar o desconforto de forma mais tardia.

Tenho um corta vento que não entra nadinha ... e pouco sai. Uma verdadeira sauna ... :p mas resolve algumas situações mais curtas ... e quando as condições o permitem abre frontalmente ...
Nas descidas e como já estão todos fartos de ver ... faz jeito um jornal para ler ...
 
Bom dia,

Fazendo um "up" ao tópico, não sabendo se existe algum mais atual, digam-me quais são as vossas técnicas contra o frio, principalmente nas mãos. Este Inverno ando com umas crises de frieiras nas mãos que já me fizeram falhar uns quantos dias.

Actualmente passei a incluir na alimentação canela, piripiri, copo de vinho à refeição, gengibre com o objectivo de melhorar a circulação. Uso o creme Akhilhiver durante o dia e ponho antes das voltas, vestindo por cima as luvas de Inverno da Cofides.

Normalmente tenho a situação controlada, algum inchaço nos dedos mas sem sentir dores.. Basta vir um dia mais frio e fica de tal forma inchado que até me doiem as articulações, não conseguindo abrir ou fechar os dedos.

Concluindo, é mesmo um caso crónico (má circulação) porque tenho frieiras por todo o lado (orelhas, nariz, pés, mãos)..
João, em relação a frieiras também posso falar com conhecimento de causa. Quis a genética que eu ficasse com esta herança (sim, a propensão para as frieiras é, normalmente, uma questão hereditária) e desde sempre que me lembro de ter frieiras no Inverno...uns melhores, outros piores, mas tenho sempre. Afecta-me sobretudo as mãos, é doloroso, incomodativo, mas é algo com que se aprende a viver...(que remédio :) ).

Já consultei vários médicos, já experimentei vários tratamentos, mas normalmente são unânimes em afirmar que não há cura para as frieiras, há sim forma de aliviar os sintomas. Os próprios médicos recorrem à sabedoria popular na hora de prescrever o remédio para as frieiras: o pó de Maio! :) Quer isto dizer que as frieiras são uma condição temporária e sazonal, da mesma forma que me começam a atormentar por volta de Novembro ou Dezembro, desaparecem durante Março ou Abril. Ou seja, é uma condição que depende muito da intensidade do frio, da tua exposição ao frio e dos choques térmicos a que estás sujeito nas extremidades.

Como disse, no meu caso afecta-me sobretudo as mãos e sei que calor em excesso vai-me inchar os dedos e gerar imensa comichão. Se procurar o frio, vou senti dores. Portanto, a solução passa por tentar encontrar um equilíbrio térmico e por não submeter as mãos a mudanças de temperatura drásticas e constantes. No caso específico do ciclismo, as frieiras nunca me impediram de o praticar. Basicamente uso umas boas luvas nos dias mais frios e, quando sito que as mãos estão demasiado quentes, tiro-as e deixo um pouco ao ar, aliviando o desconforto. É como digo, é algo chato mas com que aprendes a lidar. As pomadas e mezinhas que te possam receitar poderão apenas dar algum alívio temporário, mas não curam as frieiras por si só....até porque, como já disse, é algo que não tem cura. Já experimentei várias coisas mas concluo sempre que é dinheiro jogado para o lixo. Actualmente tenho apenas o cuidado de hidratar bem as mãos com um creme gordo e esperar pela chegada da Primavera :)
 
Ângela, obrigado pela partilha. Analisando a pouca informação que disponibilizam, especialmente em relação ao caso concreto das frieiras, coloco muitas reservas em relação à eficácia dessa nova "tecnologia". A conjugação das variáveis frieiras/luvas/calor assusta-me. Quando se está com frieiras, prefiro ainda assim ter as mãos frias do que quentes e muito menos pondero usar luvas. Mas, sem experimentar, há que dar o benefício da dúvida...
 

JPLopes_73

Well-Known Member
Boas,

no alinhamento da questão das frieiras ... tenho umas luvas ... nem me perguntem de onde vieram ... aliexpress ... obvio ...

Giant full finger ride cycling gloves bicycle racing outdoor sports full-finger spring autumn winter green blue red orange

mas já não há iguais ... bem fixes ... só as uso até o motor entrar em modo de arrefecimento ... depois para aquecer basta tocar na cabeça do motor :eek:

este ano fui o unico maluco a querer fazer o rek dos castelos no dia 05/03 ... até nevou ... :D o que vale ficaram todos em casa com frio ...