Barras energéticas

R

Renato_Franca

Guest
#21
Eu custumo comprar barras energéticas da Sport Zone, concretamente, de laranja e chocolate!!!
Pode parecer ridículo, mas considero-as muito saborosas!
Quanto ao gel energético, costumo comprar na decathlon, da Aptonia, sabor também a laranja...
Quanto aos enjoos, que tal experimentar uma banana? Prática e cumpre a mesma função!

Abraço!
 

duchene

Well-Known Member
#22
Eu faço armazenamento em grande escala de barras de laranja e chocolate da Decathlon. :D



Sempre que vou a espanha trago ás 15 embalagens de cada vez. Custam 1 euro e têm três barrinhas, portanto sai a 33 cêntimos cada uma.

Cá em portugal custam 1,5 euro cada, portanto a poupança é considerável, sendo que não vou naturalmente de propósito busca-las. Mas consumo uma média de 10 por mês, portanto tenho sempre stock.

Uso-as como sólido de reabastecimento ao longo do percurso, sendo que também levo barrinhas de marmelada da decathlon com sabor a maracujá (agora que não há de morango), e que tento ingerir sempre que espero uma necessidade mais imediata de energia.



Normalmente acho os géis e as barrinhas caríssimas e de marcas conceituadas, algo enjoativos e não consigo comer mais de meia, portanto esta acaba por ser a melhor combinação que experimentei.
 
Last edited:

fogueteiro

Moderador
Staff member
#23
Duchene

Isso mesmo, eu tb me dou melhor com essas barras, e tal como tu eu mal consigo comer metade das outras. Fico logo enjoado. Já experimentei esses cubos de marmelada, e gostei. Realmente é pena o preço. Quando for a Espanha, vou tentar trazer bem mais barato, ao que parece
 
#24
Outra fonte da má disposição pode ser a laranja que comes antes de sair de casa.
Há pessoas que não têm muita tolerância à laranja.
Num dia normal podes não ficar mal disposto, mas em esforço a indisposição pode aparecer.

Tens que ir testando várias alternativas até acertares com a fórmula certa ;)
 

fogueteiro

Moderador
Staff member
#25
Mais uma vez muito obrigado, pessoal, pelo vosso interesse em me ajudar. Espero que este assunto seja igulamente útil para outros. Vou experimentando as vossas dicas e de certeza que irei encontrar a razão do meu problema.
 
#28
Por tratar- se de uma modalidade Desportiva onde os treinos e provas apresentam longas durações e percursos de variados graus de dificuldade e intensidade, o ciclismo é considerado um esporte de grande exigência física e nutricional. O desgaste energético e de hidratação são condições comuns na prática, que tem a nutrição como uma grande aliada.
Alguns ciclistas, devido a características genéticas, têm melhor desempenho em subidas duras e longas, enquanto outros têm uma grande performance no plano durante longos períodos de tempo. Existem ainda os atletas superpotentes em chegadas explosivas que não duram mais que 30 segundos, os chamados sprintistas ou velocistas.
A maioria dos ciclistas realiza seus treinos nas estradas ou em locais asfaltados com pouca movimentação de carros. Para os atletas de elite, as distâncias podem variar entre 400 à 1000km na semana, dependendo da época do ano. Os treinos são distribuídos entre exercícios de força, tais como: tiros, e treinos longos com velocidade controlada. Mesmo para os ciclistas amadores os volumes de treino podem chegar a 300km na semana.
No que diz respeito à nutrição, o desempenho em provas e treinos depende de uma hidratação adequada e ingestão correta de carboidratos. A desidratação severa pode atrapalhar o desempenho, e o vento pode atrapalhar a percepção de suor pelo corpo durante a atividade.
A ingestão de fluídos e alimentos dependerá da intensidade do esforço, praticidade, fome e condições de temperatura ambiente. Estudos mostram perdas de líquidos de aproximadamente 300 a 1200ml por hora de prática de ciclismo, e dependendo das condições climáticas, da intensidade do esforço e das características individuais do atleta, essas perdas podem ser ainda maiores. O controle de peso antes e após provas e treinos é fundamental para que o ciclista possa conhecer sua perda de fluídos.
É importante que sejam garantidas as necessidades desde o início do treino, antes que a hipoglicemia ou desidratação já estejam instaladas e atrapalhe o rendimento nos estágios finais da prova ou treino. Na bicicleta, a ingestão de alimentos sólidos e líquidos é facilitada. A melhor opção é o consumo de bebidas esportivas, que garantem as necessidades de água, sódio e carboidrato.
Como deve ser a nutrição na prova?
Antes da competição - Os atletas devem consumir de 8 a 10g de carboidratos por quilograma de peso nas 72horas que precedem o evento. A refeição pré-competição deve ser rica em carboidratos, tais como: cereais, pães, frutas, massa e batata, e deve ser feita de 2 a 3 horas antes da prova, pois alguns ciclistas podem ter desconforto gástrico.
Os treinos de ciclismo geralmente começam muito cedo, porém o atleta nunca deve iniciar a atividade em jejum. O jantar da noite anterior deve ser rico em carboidratos, pobre em gorduras e moderado em proteínas. Boas opções são os pratos a base massas, cereais e batata. O café da manhã pode ser a base de pães, cereais como aveia, frutas com teor moderado de fibras (como a banana). Nos intervalos antes da prova pode-se ingerir bebidas esportivas, barras energéticas ou pequenos e rápidos lanches energéticos.
A ingestão de carboidratos e fluídos durante o exercício deve ser planejada para os treinos com duração acima de uma hora. A nutrição deve atender as necessidades de 30 a 60 gramas de carboidrato por hora de treino, que devem ser armazenados na bicicleta e nos bolsos da camisa, em forma de bebidas ou alimentos. Além das bebidas esportivas, que contém energia e eletrólitos, alguns alimentos comumente consumidos durantes provas longas são os sanduíches com recheios doces e salgados, barras energéticas e géis.
DICAS PARA O CICLISMO DE ESTRADA:
Priorizar a ingestão de carboidratos na véspera da prova, na refeição pré-competição e durante o evento;
Hidratar-se adequadamente antes, durante e após as provas. A bebida preferencial deve conter carboidratos, na proporção de 6 a 8%, e sódio e potássio, eletrólitos que são perdidos no suor;
Ter certeza de que as garrafas de água estão cheias na bicicleta ou conhecer quando encontrará o apoio para fazer a reposição de líquidos;
O abastecimento de alimentos durante a corrida deve priorizar os alimentos fontes de carboidratos, como sanduíches, barras, géis e bebidas esportivas.
A ingestão de líquidos após a prova deve ser equivalente a 150% do peso perdido. Por exemplo, a perda de 1kg implica na ingestão de 1,5 litro de líquidos.

VÊ MAIS AQUI NESTE SITE - -
http://pt.shvoong.com/medicine-and-health/nutrition/1658496-estratégias-da-nutrição-ciclismo/
 
Last edited:
#30
Comigo muitas vezes o leite de manha provoca-me um pouco de azia qd estou a andar.
Tento evita-lo.
As vezes levo marmelada que eu proprio corto em cubos, pois nao custa nada e nao vale a pena estarmos a pagar para que alguem a corte por nos!!!:D
Essa da marmelada com sabor a maracuja ta fixe, da que pensar, atao mas e marmelada ou maracuja!:D
Abraço
 
#31
Por acaso, porque concordo que estes produtos se tornam algo enjoativos, o que costumo fazer é levar comigo dois bidões. Num levo o sumo, que vou bebendo para hidratar, no outro, água.
O que acontece é que a água uso-a para refrescar se for preciso e, quando estou a comer as barras, para não ficar ainda mais doce. A própria barra, não a costumo comer toda de uma vez... normalmente começo a comer a partir de 1h30~1h45 e chego a demorar meia hora a comê-la toda... guardo-a no bolso de trás da camisola.
 
#33
Boas

Alguns erros basicos:

1. Qualquer produto/alimento quando ingerido tem que ser acompanhado com liquido, para não agravar a desidratação.
2. Comer durante o esforço requer alguma habituação. É comum muitas pessoas que não comem nos treinos e só comem nas provas.
3. Não escolham as barras pelo sabor, leiam a traseira, o sabor nas barras é bom na proporção que tenham mais gordura, habitualmente as marcas usam manteiga de amendoim, é isso que faz com que as barras fiquem mais saborosas.
4. Tempos de ingestão. Normalmente só comem quando já têm o organismo em defice, ai "já foram", têm que antecipar e conhecer o vosso timming correcto para se alimentarem, bem como o gasto energetico que têm.
5. Os produtos energeticos vendidos por marcas reconhecidas são na realidade de melhor qualidade que as marcas de supermercado, porem milagres só acontecem quando se treina, barras e gel não fazem nada sem treino.
6. Produtos de melhor qualidade podem ser mais caros, isso é uma realidade, mas a questão é simples, comparem as calorias por cada 100gr que as baratas e as caras têm e os diversos compostos usados.

Uma grande verdade é que fruta durante os treinos de verão "sabe a pato":D
 
#34
para mim não há melhor que as barritas do decatlon são baratas e boas outra coisa que utilizo mais no verão é uma cocacola bem fresquinha ai no meio da saida para repor liquidos e dár força ................
 
#36
Boas!
O Jose Julio fala num ponto muito importante, deve-se comer e beber antes de sentir necessidade. Convém agir por antecipação.

Em relação às barras, eu costumo comprar aquelas barritas normais que se encontram nos hipermercados, tenho em atenção as que têm maior quantidade de calorias. São mais baratas do que as "próprias" para desporto e cumprem bem a função delas.
 

fogueteiro

Moderador
Staff member
#37
Ainda ando à procura de uma marca que não enjoe. Já experimentei sei lá quantas e todas elas até me enjoam só de pensar.

Num passeio até aos 120 kms mal ou bem ainda vão, mas daí para a frente quase nem as mastigo para não ficar ainda pior. Geis incluídos.

Se alguém souber de uma marca anti-enjoativa, agradeço muito que me diga.