Volta a Portugal 2014

#22
Estou com o Armando... não há a minima hipotese da VOlta a Portugal vir para território insular.

Se houvesse interesse por parte das ilhas em receber a volta a Portugal tinham de começar por investir numa boa prova na região. A volta à Madeira (a ultima edição teve o nome Grande Premio da Madeira) e teve apenas 3 etapas participando apenas atletas da região. Este ano foram duas equipas da Madeira participar na volta ao Açores já este mês. Até foi um madeirense que ganhou. Mas também nesta não veio nenhuma equipa do continente...equipas profissionais!! Acho que é uma coisa a melhorar!!

Não sei se consideras equipas profissionais todas as federadas, mas uma equipa alentejana(distrito Beja) teve presente e chegaram a vestir a Amarela no 1º dia por João Letras - Peçamodovar

Foi ele também que venceu um Grandfondo Evora.

Perdeu-a na 2ª etapa(montanha), considero-o mais um sprinter.
Mas as restantes etapas venceu! Trouxe a camisola Verde para casa!

E são equipas mais fracas e foram participar fora... Acho que era uma questão de organização e ia haver mais adesão!

Tal como no resto do país..

Com isto dizendo.. Se equipas "pequenas"(por assim dizer..) podem.. outras grandes também podem! digo eu..
 

Bruso

Well-Known Member
#23
Mas o que atrai a atenção do publico e dos media e do respetivo cashe €€ são nomes sonantes. Os nomes da terra nunca são atrativos. Para a VOlta ao Algarve as equipas continentais portuguesas já não são suficientes. A prova precisa de equipas World Tour. A Volta a Madeira acho que precisa de outra organização de forma a atrair equipas continentais...
 
#24
Não sei se consideras equipas profissionais todas as federadas, mas uma equipa alentejana(distrito Beja) teve presente e chegaram a vestir a Amarela no 1º dia por João Letras - Peçamodovar
A Peçamodovar, é uma equipa do pelotão Master e foi com tudo ou quase tudo pago. Só que estas organizações, não conseguem reunir verba para levar equipas profissionais.
 
#26
Boas. Alguém sabe a que horas fecham a estrada à circulação automóvel, para o Alto da Nossa Senhora da Graça, no dia da etapa?

Obrigado.
 
#27
Boas. Alguém sabe a que horas fecham a estrada à circulação automóvel, para o Alto da Nossa Senhora da Graça, no dia da etapa?

Obrigado.
Não te sei dizer a hora certa, mas por norma fecha muito cedo. Além disso, mesmo que consigas subir, dificilmente conseguirás estacionar lá, pois há muita gente que acampa logo no dia anterior.
 

jpacheco

Well-Known Member
#29
Curiosidade do Rui Costa no facebook :D

"Rui Costa Correr a Volta a Portugal? Mesmo que eu e a equipa quiséssemos, não podíamos. A Volta baixou de categoria e não permite que equipas World Tour possam competir. Quem sabe no futuro. É um objectivo meu, correr um dia a Volta do nosso país
Abraço, amigos e obrigado pelo carinho!
Unlike · Reply · 306 · 2 hrs · Edited"

:D
 

pratoni

Well-Known Member
#30
eh lá, esta não sabia que as equipas de WorldTour não podiam correr de um certo escalão para baixo.

Ou seja, a Volta a Portugal deve estar ao nível dos campeonatos do Inatel, é isso? LOL
 

GMQ

Well-Known Member
#32
Acho que a a nossa volta devia ser "re-calendarizada" para um período do ano em que pudesse ser mais atractiva em termos competitivos. Assim as equipas world tour e continentais podiam olhar de outra forma para a mesma. Agora na força do calor que se prepara para Vuelta procura outros pontos na Europa certamente com um tempo mais fresco e ameno. Só tínhamos a ganhar. Eu sei que é difícil e a crise tb contribui para o marasmo que hoje se vive. Faz-me uma certa impressão uma prova que já outro esplendor internacional estar reduzida desta forma.
 

jpacheco

Well-Known Member
#33
Acho que a a nossa volta devia ser "re-calendarizada" para uma período do ano em que pudesse ser mais atractiva em termos competitivos. Assim as equipas podiam olhar de outra forma para a mesma. Agora na força do calor que se prepara para Vuelta procura outros pontos na Europa certamente com um tempo mais fresco e ameno. Só tínhamos a ganhar. Eu sei que é difícil e a crise tb contribui para o marasmo que hoje se vive. Faz-me uma certa impressão uma prova que já outro esplendor internacional estar reduzida desta forma.
dantes fazia-se muito a volta a Portugal como preparação para a Vuelta..no entanto muitos desistiam a meio para não se desgastarem demasiado. Agora que a volta está mais curta poderia servir tipo dauphiné ou volta a suiça como preparação para a vuelta. em termos de organização nem sei se é possível mudar datas... pelo que me recordo as três grandes voltas sempre foram nesta ordem.

Na essência da questão está a falta de atractividade em termos de money... Se houvesse dinheiro seria bem mais fácil termos uma volta a Portugal com mais importância no panorama internacional.

@pratoni

eu também não daí a curiosidade... para além do interesse publico do Rui em participar na nossa prova :D
 

GMQ

Well-Known Member
#34
dantes fazia-se muito a volta a Portugal como preparação para a Vuelta..no entanto muitos desistiam a meio para não se desgastarem demasiado. Agora que a volta está mais curta poderia servir tipo dauphiné ou volta a suiça como preparação para a vuelta. em termos de organização nem sei se é possível mudar datas... pelo que me recordo as três grandes voltas sempre foram nesta ordem.

Na essência da questão está a falta de atractividade em termos de money... Se houvesse dinheiro seria bem mais fácil termos uma volta a Portugal com mais importância no panorama internacional.


@pratoni

eu também não daí a curiosidade... para além do interesse publico do Rui em participar na nossa prova :D
Não ponho em causa o calendário das grandes voltas. Digo da nossa volta para ser integrada como preparação para uma delas. Eu sou do Algarve e aos fins de semana oiço a radio Gilão (Tavira) e sendo terra de ciclismo têm uma rubrica sobre este desporto. Há uns tempos atrás alguém com ligação (dirigente desportivo) ao meio estava a analisar o calendário velocipédico referia que a maior das equipas não vem porque os ciclistas não estão para apanhar todo o calor do nosso verão. Mas acredito que o prize money tb tem a sua importancia.
 

torui

Well-Known Member
#35
Tal como em outras áreas, tudo é uma questão de dinheiro, no ciclismo também se aplica. Estabeleçam boas condições e bons prémios monetários que o calor passa a ser apenas um pormenor
 
#36
Em Portugal devia haver uma aposta estratégica no ciclismo como é o exemplo da Grã-Bretanha. Eles de ha uns anos para cá têm apostado fortemente através do ciclismo (partidas de grande voltas por exemplo) e o resultado está à vista: 25% das deslocações em Londres são atualmente feitas de bicicleta. Não se trata de financiar o desporto por financiar, trata-se de financiar o desporto para que tenha repercussão na vida do cidadão comum, e acho que é uma coisa deste género que devia acontecer em Portugal
 

GMQ

Well-Known Member
#37
Pois devia. Mas em Portugal é tudo deixado ao sabor da maré. Na frança têm apostado forte no ciclismo e o resultado 3 ciclistas no top 10. A colombia. Mudando de modalidade para os Rallyes, o Sebastien Loeb (9 vezes campeao do mundo WRC) e o Sebastien Ogier ( Campeao do mundo em titulo e a caminho do 2) foi o resultado de uma forte aposta da Federação FRancesa. Em portugal o que temos? O paitrocinio!
Em Inglaterra os sucessos da Sky ligados a grande propaganda em prol do ciclismo. Os resultados surgem e gera-se uma paixão popular. O ciclismo já foi muito forte em Portugal e movia multidões. Só que os tempos evoluem os patrocinios privados escasseiam para não falar de públicos. É uma bola de neve com os resultados que estão há vista.
 
#38
Basta olharmos à nossa vizinha Espanha.

Têm das melhores seleções, têm o melhor tenista, têm do melhor hóquei em patins, têm um grande campeonato de basquete, têm grandes ciclistas e por aí foram... Porquê? Porque se investe na formação!
 

Bruso

Well-Known Member
#39
Mas olha que os espanhois estão a desinvestir muito no ciclismo. Só têm uma equipa no WorldTour e uma Professional Continental. Têm tido pouco sucesso nas camadas mais jovens e no dia que os principais nomes se retirarem o ciclismo espanhol deverá passar uma crise de resultados ao nível WorldTOur.

Mas é verdade que a Espanha fez um grande investimento no desporto de formação e apresentou resultados. Mas olha que Portugal não fica atrás...Por exemplo no ciclismo temos o Velodromo Nacional de Sangalhos que é o mais evoluído da Europa. Felizmente estamos obtendo resultados no ciclismo de pista com as 3 medalhas obtidas nos ultimos Europeus jovens.

O problema de Portugal é sempre o mesmo...falta de dinheiro. A França tem muita industria exportadora, a Espanha e Inglaterra igual por isso não nos podemos comparar a esse tipo de países. Somos uma país periférico com pouca indústria, e a pouca que há vive momentos de sufoco, o que impossibilita de patrocinar o ciclismo. Depois há a velha história do petroleo. Quem é a maior empresa de Portugal?? Galp...O Governo e bancos portugueses são acionistas na Galp portanto não convém aquilo começar a dar barraca.

Para o ciclismo evoluir o ideal seria fazer um reset...quem defende o ciclismo não está a conseguir passar a mensagem.
 

Bruso

Well-Known Member
#40
Estão a começar bem!

A inscrição da OFM-Quinta da Lixa na Volta a Portugal está por agora suspensa. Em causa está a troca de diretor-desportivo, depois da saída de José Barros. O novo "detentor" do cargo, ao que tudo indica o espanhol Jesus Rosendo, tem de estar inscrito na União Ciclista Internacional (UCI), e enquanto não chegar o aval desta instituição, a formação de Valongo não pode participar na corrida rainha nacional. Foi o que explicou o presidente do Colégio de Comissários, o espanhol Santiago Zabala.

Desconhece-se para já a saída de José Barros, uma vez os responsáveis da equipa remetem-se ao silêncio, assim como o próprio José Barros.

A OFM-Quinta da Lixa é uma das favoritas à vitória na 76.ª edição da prova, tendo no galego Gustavo Veloso a sua principal arma.
in Record