Covid-19

Gandartista

Well-Known Member
Isso acontece na administração pública por culpa de quem manda (ministério finanças), como é sabido durante o ano não é permitido gastar todo o orçamento disponível utilizando para isso várias condicionantes (cativacoes...duodecimos etc) e no ano seguinte os bons gestores sabem como são compensados?? Se tinham orçamento de 100 para gastar e conseguiram poupar e gastar 90....no ano seguinte o orçamento passa a 90!! Isto se n for menos ainda....ou seja isto claro qe leva smp a gastarem os orçamentos disponíveis até ao último cêntimo!!
 

pemartins

Well-Known Member
Pelo andar dos números, vamos chegar ao ponto de recolher obrigatório, que até bem vistas as coisas, é a única forma de abrandar o contágio. Espero que todas as medidas mais rigorosas sejam antes dos hospitais esgotarem os recursos, é melhor prevenir porque está vaga está a ser bem pior que a primeira.
 

cconst

Well-Known Member
antes dos hospitais esgotarem os recursos
Hoje na RTP
13h26 - Hospital São João no Porto no limite

O Hospital de São João, no Porto, está a atingir o limite da capacidade de resposta e pode vir a suspender as cirurgias programadas. O alerta foi deixado pelo coordenador da equipa Covid da Urgência do hospital.
Tenho ideia que ouvi na TV que poderia acontecer já este sábado.
 

pemartins

Well-Known Member
A comunicação tem tendência a exagerar, é um facto. No início desta semana já tinha visto num canal de TV que as cirurgias iam ser canceladas, no dia a seguir noutro canal que só iam cancelar algumas cirurgias por isso não é de fiar. Mas que o hospital São João está a chegar ao limite, isso é verdade, conheço quem lá trabalhe na área do internamento e confirma.
 

cconst

Well-Known Member
Medidas avulso.
Certo. Mas que medidas sugerias tu?

Quando o povo não segue voluntariamente as medidas mais básicas e temos números que podem colocar em risco o SNS, têm que ser tomadas algumas. Sabendo que o fim de semana do dia de Todos-os-Santos (ou do dia dos Finados) tem tipicamente um fluxo grande das cidades para as "terrinhas" (terrinhas essas que tipicamente são envelhecidas, logo consideradas de risco), tenta-se desta forma minimizar o potencial contágio dos grandes centros a esses locais mais desprotegidos.

Eu não sei qual a vossa realidade. Mas apenas para dar dois exemplos:
1. quando vou por/buscar as miúdas à escola é recorrente encontrar ADULTOS que não respeitam a distancia de segurança nem usam máscara.
2. à porta de cafés pessoas (ADULTAS) a cruzarem-se e a conviverem de cerveja na mão e máscara no cotovelo e - claro - nem 1m de distanciamento.

A culpa destas medidas avulso não é de quem as impõe. São, do meu ponto de vista, tentativas para minimizar uma pandemia que muitos teimam em não valorizar (seja porque motivo for) e esquecem-se daqueles que - por causa da COVID-19* - necessitam do SNS por uma outra qualquer patologia e não conseguem.

*o por causa da COVID-19 pode ser mesmo porque as pessoas infetadas ocupam o SNS ou porque o Estado usa o COVID-19 para esconder as deficiências e falta de investimento no SNS.

Os mais céticos podem sempre argumentar que os números são o que são, e que outras patologias têm números superiores e não se faz alarido... Mas a verdade é que se nada se fizer, serão os números do COVID somado aos outros todos. Podem argumentar que é tudo inventado. E até podem dizer que a terra é plana!. Mas jogam no Euromilhoes 2x por semana (porque podem ganhar... mas a probabilidade de ganhar o EM é menor do que morrer com o COVID, arrisco eu a dizer, que não me apetece ir fazer contas).
 

TiagoLopes

Well-Known Member
... Sabendo que o fim de semana do dia de Todos-os-Santos (ou do dia dos Finados) tem tipicamente um fluxo grande das cidades para as "terrinhas" (terrinhas essas que tipicamente são envelhecidas, logo consideradas de risco), tenta-se desta forma minimizar o potencial contágio dos grandes centros a esses locais mais desprotegidos.
....
E que tal fechar os cemitérios?!? Fechando os cemitérios o fluxo será o mesmo de um fds normal. O que me parece é que proíbem um direito fundamental como se fosse apenas mais medida e não com a gravidade e seriedade que exige.

O qual mal tem de estar preparado o país para se proibir a livre circulação como medida sanitária?
 

cconst

Well-Known Member
E que tal fechar os cemitérios?!? Fechando os cemitérios o fluxo será o mesmo de um fds normal.
Não acredito. As pessoas irão ver os seus familiares [idosos] na mesma. É uma tradição.


O qual mal tem de estar preparado o país para se proibir a livre circulação como medida sanitária?
Ficaria muto F@£d@ se familiares meus ficassem internados nos cuidados intensivos porque um artolas assintomático qualquer os interpolou na terrinha a pedir indicações.
 
ainda na 4f estive em felgueiras num espaço publico (um mini centro comercial) estive la entre as 20 e 23h a trabalhar

fumam em espaços publicos fechados!!! (dentro desse mini centro comercial)
estao no cafe como se nada fosse a ver futebol...

ca fora nos outros estabelecimentos tipo cafés... bares estão como se nada fosse a beber uns copos e a fumar...
eu falo na questao do fumar porque eu acredito que isso contribui para espalhar eventuais particulas que não interessam a ninguem mas pronto... e quem passa está sujeito a inalar as mesmas...

e eu pergunto...

estão à espera do quê?

o tal recolher obrigatório se fosse as 21h ja seria tarde...
 
E que tal fechar os cemitérios?!? Fechando os cemitérios o fluxo será o mesmo de um fds normal. O que me parece é que proíbem um direito fundamental como se fosse apenas mais medida e não com a gravidade e seriedade que exige.

O qual mal tem de estar preparado o país para se proibir a livre circulação como medida sanitária?
Não concordo que o fluxo seria o mesmo de um fim de semana normal.

Este seria um fim de semana que ia aos meus pais, aos meus tios ou a alguns amigos. E podia até nem ir ao cemitério... Vou quando sinto que devo ir não vou por ser dia de ir.

Pelo menos na minha zona existia a tradição de se juntarem grupos e irem a casa uns dos outros petiscar e beber (certo que era dentro do mesmo concelho e não resolve)

Então, mais do que fechar os cemitérios, seria fechar os cafés, têm muito mais movimento... São um negócio ou um sustento... Os cemitérios, principalmente neste dia também são para muitos (floristas, por exemplo).

Sei de municipios que ordenaram o fecho. Sei de outros que estão a organizar para "policiar" o acesso e promover a desinfeção e distânciamento e afins...
 

cou7inho

Well-Known Member
Depois no meio disto tudo temos a DGS a mandar casos positivos voltarem à vida normal :rolleyes:
Resumindo, temos um pais que, apesar de ter muita gente com noção, tem muitos burros que se estão a marimbar para isto.
Por outro lado temos uma autoridade de saude que anda quase tão perdida como uma barata tonta.
Juntando tudo é caso para dizer "estamos bem arranjados".
 

cou7inho

Well-Known Member
Não são casos positivos depois de 10 dias sem sintomas?

Quando dizes vida normal é com distanciamento social, uso de mascara, regras de higiene, tele trabalho quando possivel, etc correcto?
O caso que conheço deu positivo e mesmo antes de saber o resultado já lhe tinham dito que podia voltar à sua vida. Ms sim ele não tinha sintomas há alguns dias.
Sim quando digo voltar à vida normal é manter essas regras todas. Aliás a nossa "normalidade" agora é essa mesmo.