Covid-19

cou7inho

Well-Known Member
#1
Com esta situação e com as recomendações da DGS para evitar-mos saídas para locais públicos, vão deixar de sair para a rua para as voltinhas habituais?

Pessoalmente estou a adotar a medida de levar abastecimento para a volta e assim não paro em lado algum.

Deixo aqui uma noticia onde explica algumas das razões que levou à interdição da pratica de ciclismo mesmo o recreativo, em Itália.
https://www.brujulabike.com/italia-...A4yLmJV-kdekBLnB9nbx09RENy5tGamc0x542nPcfI3Sg
 

cutkiller

Well-Known Member
#2
Vou falar sem conhecimento médico, no entanto acho que não tem mal nenhum a malta ir dar uma volta de bike ao fim de semana!
O mesmo se aplica a fazer caminhadas.

O que se pretende é mesmo evitar aglomerados de pessoas, e não me parece que isso seja o caso quando vamos dar uma volta de bicicleta. Obviamente que se for um grupo grande, provavelmente a história é diferente.

Se houver por aqui alguém na área da saúde nos poderá indicar melhor o que fazer.
 

Francisco Costa

Well-Known Member
#3
Eu esta semana tenho treinado sozinho e na rua... Assim não há qualquer risco

No fim de semana, quando dou voltas maiores, eventualmente se for com algum colega, vamos fazer por manter uma distância de segurança. Acabou-se rolar na roda.
 

Duke

Well-Known Member
#4
Vocês não leram o artigo, eu tambem nao percebo muito de espanhol mas o que percebi é que as autoridades não querem arriscar que um ciclista tenha um acidente ou seja colhido por um carro, e tenha de ir para um hospital...

Neste momento os hospitais estao sem capacidade e poderiam nao ter a melhor asistencia....

Por acaso tambem ja tinha pensado nisto... ainda nao sei como fazer, ontem ainda fiz um pequeno treino sozinho hoje nao sei como vou fazer... talvez passe para os treinos no rolo uma vez que tambem ja estou em teletrabalho


Parece que o virus é bem mais grave do que se pensava provavelmente os chinas só contaram da missa a metade...
 

Davidoff

Well-Known Member
#5
Vocês não leram o artigo, eu tambem nao percebo muito de espanhol mas o que percebi é que as autoridades não querem arriscar que um ciclista tenha um acidente ou seja colhido por um carro, e tenha de ir para um hospital...

Neste momento os hospitais estao sem capacidade e poderiam nao ter a melhor asistencia....
Ainda não tinha pensado por este ponto de vista.
 

SantosDaCasa

Well-Known Member
#6
O Duke tem razão.
Pelo que tenho lido, muitos dos recursos médicos (médicos, enfermeiros, máquinas) que estavam alocados a outras funções estão agora a ser concentrados no combate ao virus, ou seja, ao apoio das pessoas. O que o artigo argumenta é que não devemos sobrecarregar mais estes recursos com questões que podem ser, neste momento, evitadas (como lesões derivadas do ciclismo).
 

cutkiller

Well-Known Member
#7
Compreendo esse ponto de vista, mas o caos que se vive em Itália não é o mesmo que aqui (ainda).
E espero que estas medidas (e do meu ponto de vista deviam ser mais extremistas), controlem um pouco a propagação do virus.
 

Duke

Well-Known Member
#8
Compreendo esse ponto de vista, mas o caos que se vive em Itália não é o mesmo que aqui (ainda).
E espero que estas medidas (e do meu ponto de vista deviam ser mais extremistas), controlem um pouco a propagação do virus.
não vás em ilusões isto é um vírus mesmo muito grave, tomem todas as precauções que puderem e nao facilitem!
para terem noção, todos os profissionais de saúde do país já estão em alerta e proibidos de tirar férias até ao final de abril!

não pensem apenas em vocês, pensem também nos outros!

eu por exemplo ja decidi que nao vou visitar a minha avó e os meus pais durante uns tempos, porque posso ser portador e nem saber, e eles poderiam nao aguentar o vírus!

para teres noção da situação em Italia diz se por ai que respiração artificial só é dada a pessoas -60 anos, os mais idosos são quase dados logo como perdidos...
 

Bruso

Well-Known Member
#12
Caso de Itália é só comparavel com países asiáticos. Eles quando deram pelo virus já tinham mais de 100 pessoas infectadas e todas na mesma zona. Claro que os hospitais nãoterão capacidade.

Li ontem um comentáriode um especialista português que dizia que para a saúde pessoal, o corona vírus não é assim tão grave (se não tiveres no grupo de risco) mas para a sistema de saúde terá um impacto enorme.

Por isso é que é importante manter a calma e isolar-se ao mínimo sinal de gripe. Não é necessário ir para hospitais-centros de saúde a não ser que estejam num grupo de risco.
 
#13
Eu estou a trabalhar de casa e ontem optei por dar uma corrida aqui perto só para desanuviar e sair de casa.

De qualquer das formas vou optar por usar o rolo e dar umas corridas.
Se formos a ser tão rigorosos, até a correr há riscos...
Fica na consciência de cada um. Eu vou optar por andar na rua, com muito mais cuidado, mas sem voltas de grupo... De preferência sozinho.

Pessoalmente já passei a evitar situações onde possa estar no meio de muitas pessoas.

As compras de mercearia faço on-line evitando assim as grandes confusões e filas dos supermercados.. e compro apenas aquilo que necessito... Não vou fazer stock, impedindo assim que outros tenham acesso a produtos alimentares.
 

qwerAC

Well-Known Member
#14
Já vamos nos 112... Não sei do que se está à espera de fechar as fronteiras e meter toda a gente em quarentena por 3 semanas. Daqui a 1 semana chegamos aos 1000 casos se não forem tomadas medidas rigorosas...
 
#15
Já vamos nos 112... Não sei do que se está à espera de fechar as fronteiras e meter toda a gente em quarentena por 3 semanas. Daqui a 1 semana chegamos aos 1000 casos se não forem tomadas medidas rigorosas...
Para mim o mais preocupante e que não são as medida que sejam tomadas hoje que vão influenciar os números daqui a uma semana, vão influenciar as medidas daqui a 2/3 semanas e por ai diante. A meu ver não estamos nem perto da pior fase!
 

pratoni

Well-Known Member
#16
Por acaso andava a pensar ir andar sozinho este fds, mas nunca tinha ponderado por esse prisma de, no caso de algo correr mal, precisar dos hospitais e nesta altura quanto menos sobrecarregarmos o sistema de saúde melhor, quer para nós, quer para os outros...

Assim sendo acho que vou tentar fazer algo indoor...
 

elchocollat

Well-Known Member
#17
Por acaso andava a pensar ir andar sozinho este fds, mas nunca tinha ponderado por esse prisma de, no caso de algo correr mal, precisar dos hospitais e nesta altura quanto menos sobrecarregarmos o sistema de saúde melhor, quer para nós, quer para os outros...

Assim sendo acho que vou tentar fazer algo indoor...
O mesmo aqui.
Não há problema em ir, mas ao acontecer alguma coisa estamos a ir para o hospital e a sobrecarregar profissionais que estão alocados "ao vírus"

Ao sabermos as coisas, devemos agir no modo preventivo e como tal reduzir ao máximo contacto com pessoas e possíveis situações de risco que nos levem ao hospital.
Va malta, saúde em primeiro!
 

NULL

Moderador
Staff member
#18
Já vamos nos 112... Não sei do que se está à espera de fechar as fronteiras e meter toda a gente em quarentena por 3 semanas. Daqui a 1 semana chegamos aos 1000 casos se não forem tomadas medidas rigorosas...
Como já disseram, daqui por 1 semana o número de infectados irá rondar os 1000... mesmo com medidas tomadas. Os casos que apareceram hoje são contágios já com alguns dias devido ao período de incubação. É possível que daqui por 10 dias se comece a sentir um abrandamento em novos casos devido a estas medidas entretanto anunciadas.
 

Carolina

Well-Known Member
#19
Não é por estarmos todos fechados em casa que daqui a 3 semanas o vírus vai desaparecer. Temos de mudar o nosso estilo de vida e ter mais consciência de que todas as nossas acções podem ter um grande impacto na saúde de alguém.

Se todos tivermos cuidado o vírus vai-se espalhar mais devagar e não irá haver uma sobrecarga tão grande nos serviços de saúde.

Para quem for andar na rua... evitem arriscar demasiado, especialmente a descer!
 

Bipbip

Well-Known Member
#20
Meus caros antes de ciclistas somos cidadão adultos de um país que enfrenta talvez o seu maior desafio do ultimo seculo ( as grandes guerras passaram de raspão), de uma forma geral tb sou da opinião que a actividade de andar de bicicleta é inócua e quiçá até pode ajudar uma vez que sendo um exercício certamente em caso de infecção respiratória dará sinais que podem ser de alerta....contudo temos que ter consciencia que a bicicleta só tem duas posições em "pé" ou no "chao", pelo que existe risco e todas as semanas infelizmente temos tombos, sendo que de uma forma ou de outra todos precisam de tratamento desde hospital a uma simples ida à farmacia comprar betadine, e é aqui que acho que a responsabilidade individual tem que aparecer, ou seja vamos mitigar a possibilidades de dar trabalho a quem está focado noutra coisa, e por favor são só um par de semanas.
Eu irei dar uso o trainner como se chovesse torrencialmente todos os dias.....vejo-vos no Zwift,abraço.