BTWin Triban 3

#1
No seguimento do meu tópico para decidir qual a bicicleta a comprar para me iniciar no ciclismo de estrada ( http://www.forumciclismo.net/showthread.php?6298-1a-bicicleta-de-estrada-BTWin-Triban-3 ), agora ficam aqui as minhas impressões sobre a bicicleta :)

Até agora fiz 25 kms com ela, e uma coisa que reparei imediatamente - e que penso que vai ser o primeiro componente a tentar melhorar - é a travagem. Em descidas a bicicleta simplesmente "abranda". É possível aplicar alguma potência de travagem, mas a força necessária nos manipulos é tanta, que não conseguimos dosear correctamente a potência, resultando numa travagem menos eficaz.

Claro que isto é possível contornar fazendo as descidas a uma velocidade mais reduzida.

Pelo que tenho lido aqui, uns calços decentes - Swissstop por exemplo - podem melhorar bastante. Para já quero gastar os de origem, não faz muito sentido ir já a correr trocar.

A nível de pedaleira, chego à conclusão que optar pela pedaleira tripla (50/39/30) foi o melhor. Ontem fiz um treino com umas subidas "inesperadas" :) só conhecia o percurso de carro, e não foi pouco o tempo que andei em 30-25.

Fiquei bastante satisfeito com a passagem de mudanças na cassete, é bastante suave para um grupo de entrada de gama. A passagem na pedaleira já é mais "abrupta", e o desviador dianteiro por vezes teima em ficar a fazer barulho até darmos um toquezinho, enfim são caracteristicas de cada sistema. Mas nada de muito incomodativo.

Ontem reparei que o pneu traseiro tinha saído fora da roda - numa área de uns 10 cms - levei a bicicleta à Decathlon e foi reparado nuns 2 minutos. Possivelmente foi má montagem na fábrica.
A jante de trás também já trazia um ligeiro empeno, coisa mínima, mas que já tinha reparado na travagem. Calibraram a roda em minutos, tudo muito profissional, os técnicos são impecáveis.

Gostei muito da experiência até agora, espero poder contar com muitos kms com a minha nova companheira do alcatrão!
 

pratoni

Well-Known Member
#2
Para além dos calços dos travões, pensa em mudar também os cabos e bichas dos travões.

Eu fiz isso na minha decathlon sport 3 (os calços já o antigo dono tinha trocado por uns da swissstop), foi uma dica do user duchene, e o resultado foi do dia para a noite!

Isto porque, ao que parece, as bichas de origem são muito flexiveis e parte da força que se exerce na manete perde-se no cabo/bicha.

Comprei o seguinte conjunto(travões + mudanças):
Jagwire Racer - http://jagwireusa.com/index.php/products/v/Racer_Cable_Kits

À primeira vista parecem caros (+-30€, salvo erro), mas fiquei super satisfeito... :)

É capaz de existirem kits apenas com os cabos de travão equivalentes, mas não te sei dizer quais são...
 
#3
pratoni obrigado! Já tinha lido sobre isso, onde é que compraste o kit? Montaste na Decathlon?

Em relação ao preço, acho que é preferível gastar mesmo os 30€... pois facilmente se arranja uma despesa maior ao bater um algum lado
 

pratoni

Well-Known Member
#4
Andei a ver em vários sites na net, mas acabei por comprar na bikezone.

Mandei montar noutra loja onde tenho confiança no mecanico e paguei mais a mão de obra, mas se pedires para montar na loja onde comprares, a montagem pode vir incluída no preço, ou fazerem-te um desconto na mesma...
 
#5
Tenho aompanhado com alguma expectativa este tópico e os anteriores.

A razão é simples, estava no "mesmo barco" quanto a dúvidas para a 1ª compra e finalmente comprei a fininha (Triban 3) à cerca de 2 semanas.

Só ontem consegui testá-la e foi uma maravilha!!!!!!!!

Fiz quase 50 km (48 para ser mais preciso) e simplesmente adorei-os a todos!

Saí do Hospital de S.João rumo ao Aeródromo da Maia (até ao final do alcatrão) e voltei. Claro que esta 1ª "aventura" foi feita acompanhado com um amigo experiente nestas andanças.

Para mim, esta bicicleta é fenomenal (é certo que preciso de muita experiência nas pernas) apesar de ser ligeiramente mais pesada mas, para o efeito, encaixa na perfeição.

Desculpa usar o teu tópico para expôr a minha pequenina experiência, mas não me contive......
 
#6
carlosevpinto comprámos praticamente ao mesmo tempo :)

Também acho a bicicleta excelente, não tenho base de comparação hehe, mas hey... temos de começar de algum lado. E considero o preço da Triban imbatível.

Fui a outra loja, e o dono da loja estava a elogiar a Triban, e quando me perguntou qual tinha sido o preço e lhe disse que tinha custado 400 euros... ele ficou surpreendido!

50 kms para iniciante é bastante bom ;) tinha muitas subidas o percurso?
 
#7
Para mim foi um pouco duro (zero experiencia em estrada - só indoor cycling), e as pernas na fase final do regresso (quase a chegar à zona da Areosa) começaram a ter algumas caímbras......

Nada que me desmotive, muito pelo contrário!

Inicialmente tinha planeado uma voltinha de 38kms a começar no cruzamento do Ameal, circunvalação, praia de Matosinhos, Ribeira, Ponte do Freixo e regresso ao Ameal pela Circunvalação, mas o meu parceiro demoveu-me e concordamos fazer o passeio pelo Aeródromo de Vilar de Luz (zona com menos trânsito e mais sossegada).

Cheguei a atingir uma velocidade máxima de 62 kms (pelo aparelho da Btwin) o que para mim já é qualquer coisa.

O foco principal é fugir do stress e da rotina do dia-a-dia, e acertou na mouche!

Aproveito para agradecer ao Fórum Ciclismo, pela grande contribuição que teve!!
 
#8
carlosevpinto por curiosidade, usaste muito o carreto mais pequeno à frente? Pergunto isto porque supostamente é uma mais valia a rookies... e eu sei que o usei bastante!
 
#11
No treino de hoje fiquei muito mais satisfeito com os travões. Principalmente quando travo nos "drops", já não é preciso fazer tanta força para ter uma travagem bem satisfatória. Com um dedo em cada manete cheguei a travar demasiado bruscamente.

Talvez o material precisasse de algum desgaste para acamar, fora isso só vejo como razão para a melhoria o facto de ter apanhado chuva muito ligeira, que tenha limpo alguma sujidade que tivesse nos aros ou calços. Tinha receio que a água atrapalhasse na travagem, mas qual não foi a minha surpresa quando vi que começou a travar melhor hoje!

A nível da transmissão, já compreendo as queixas que costumam fazer ao desviador dianteiro. Realmente podia funcionar bem melhor. Ao mudar de carreto, é quase certo que fique a "moer", raspando a corrente no desviador, e para contornar a situação é necessária dar um "toquezito" na manete para se chegar um nada ao lado. Isto acontece mesmo tentando manter a corrente o mais direita possível, sem cruzamentos agressivos. É um jeito que se apanha bem com a prática, e é concerteza resultado do grupo Shimano ser de entrada de gama.

Já a transmissão a nível de desviador traseiro funciona às mil maravilhas.

Em relação à pedaleira tripla, com carreto 30, realmente tem ajudado, mas posso dizer que já fiquei "a pé" duas vezes. Nem com relação 30-25 consegui manter o ritmo. Acho que esta informação pode ser útil para alguém que tal como eu se esteja a iniciar, antes de escolheres pedaleiras e cassetes "à homem" pensem nisto :) nem tudo o que é bom para profissionais é bom para iniciados
 
#12
Esse jeito que tu fazes com a manete é mesmo assim. Já foi criado com esse propósito, com o fim de a corrente abranger mais carretos... Hás-de reparar que quando desces as mudanças à frente faz dois cliques porque o desviador tem duas posições para cada mudança a frente.
 
#13
Esse jeito que tu fazes com a manete é mesmo assim. Já foi criado com esse propósito, com o fim de a corrente abranger mais carretos... Hás-de reparar que quando desces as mudanças à frente faz dois cliques porque o desviador tem duas posições para cada mudança a frente.
Abranger mais carretos na pedaleira? Para pedaleiras diferentes é isso? Podes explicar-te um pouco melhor? Obrigado desde já pelo esclarecimento
 
#14
A ver se consigo ser menos confuso :):):)

O Desviador da frente tem duas posições para cada prato da pedaleira. Este facto tem como objectivo cada prato abranger mais mudanças atrás (na cassete).

Ou seja, um teste que podes fazer com o prato 39 é o seguinte: Atrás metes a mundança de 11 dentes, e dás o jeito na manete do desviador da frente (sem mudar de mudança) até deixar de fazer barulho. A seguir mudas para a mudança de 25 dentes e vais ver que já faz barulho, mas se deres o jeito inverso na manete vai deixar de fazer. Se voltares a mudar para o de 11 dentes já faz neste.

Consegui-me explicar?!
 
#15
Ou seja, um teste que podes fazer com o prato 39 é o seguinte: Atrás metes a mundança de 11 dentes, e dás o jeito na manete do desviador da frente (sem mudar de mudança) até deixar de fazer barulho. A seguir mudas para a mudança de 25 dentes e vais ver que já faz barulho, mas se deres o jeito inverso na manete vai deixar de fazer. Se voltares a mudar para o de 11 dentes já faz neste.
Acabei de testar. Com 39, em 12 na cassete (é o minimo) faz sempre barulho. A corrente está demasiado cruzada, digo eu. Tentei dar um jeito na manete, sem sucesso. Se meter no próximo "click", salta para o prato 50.

Em 25 na cassete, consigo encontrar uma posição do desviador dianteiro que não faz barulho.

Percebi o que queres dizer - basicamente, cada click não tem de corresponder a um prato. E também começo a perceber quando falam em "complexidade" das pedaleiras triplas. Na realidade não é nada complexo, mas o curso maior provavelmente não ajuda a evitar ruídos deste tipo. Imagino que pedaleiras compactas sofram menos destes "problemas".
 
#16
eu também tenho tripla... E no prato 39 com 11/12 (não sei qual é o meu carreto mais pequeno) tenho que dar o jeito quase até meter o 50.

As duplas (compactas -> 34/50 ou clássicas -> 39/52) também possuem este sistema.

De facto, estas pedaleiras são mais complexas porque o desviador da frente tem que "percorrer" uma distância maior entre o prato 30 e o 50 e tornam-se mais "mesquinhas" mas fora isso... Na perspectiva de utilização acho que é igual às outras.
 
#17
Pelo que tenho lido, e pela experiencia que tenho tido com 50-39-30 + 12-25 ... acredito que com 50-34 + 11-28 de 10 velocidades se tenha mudanças para tudo e mais alguma coisa. (desde que se tenha um minimo de treino e pernas). Gostava de experimentar.
 
#18
Usa este site http://www.campagnolo.com/jsp/en/techmetric/index.jsp

E vês que a diferença entre o 25+30 e o 28+34 é de 2 cm apenas... Logo a nível de pernas não sofres mais e sais beneficiado no resto (peso, etc)....

Eu quando comprei a de estrada já fazia btt e fazia distâncias com mais de 60km e mais de 1500m de acumulado, e olha que o prato 30 ajudou-me muito na adaptação, porque eu pedalava muito em cadência e pouco em força.

Então quando faço treinos de montanha com mais de 4horas ajuda-me muito.
 
#19
Já tinha utilizado outro "gear calculator", sim são praticamente equivalentes. Pode ser um upgrade interessante para o futuro, já vi preços de sistemas completos Ultegra (por ex.), por 200 ou 300 euros já se mete tudo o que interessa, e a bicicleta deve ficar outra. Penso que não devo ter qualquer problema na instalação, desde que troque tudo (pedaleira, BB, cassete, corrente, manetes, desviadores, etc.).

Mas, para já, e para iniciar está mais que bom ;) Também tenho-me esforçado para evitar a força, e ir sempre para a cadência, só em algumas subidas é que me dá aquele prazer de meter uma mudança mais pesada e trepar de pé, é dificil resistir hehe

Treinos de montanha com mais de 4h? Hey tu estás noutra liga :)
 
#20
Ontem enquanto treinava, tive a ver quais era as mudanças que roçavam no desviador e a 25-50 era a unica que não deixou de roçar.... Todas as outras foi tranquiilo, até mesmo 11-30 não fazia barulho nenhum...