[Arquivo] La vélo Duchene: As crónicas de André Carvalho

Status
Not open for further replies.
#41
Boas André,

conseguiste um feito ainda não conseguido por mim, este ano: Saír durante a semana. Há sempre alguma coisa que emperra a engrenagem e me impede de dar ao pedal durante a semana.

No final dizes que so vais pedalar na 1º semana de Julho. É no dia 6?????;);););):D:D
 
#42
BMC+Boneca? Fica a faltar a foto do 'casal' André!
De vez em quando também sou cliente do dia municipal da talega... é um desafio interessante e bastante 'compensador' no final de uma volta com algumas subidas longas!
Na terça feira passaste por mim em Recarei.... a minha caad passa despercebida, mas a bmc atrai logo o olhar!.. e diz lá que aquela estrada do salto não é uma dessas (quase) deserta e fascinante?!
 

duchene

Well-Known Member
#43
@Zé
Acuso o toque, mas dia seis é um bocadinho a meio da semana para mim :(
Devo ir dia nove para me despedir dos vintes e preparar a entrada na terceira idade :D

@Altino
Bem me parecia!

Sabes que fiquei a matutar uns bons metros depois de me cruzar contigo entre Rio Mau e Melres, porque me parecias mesmo tu. Fiquei só na dúvida porque o jersey era colorido demais para o que estou habituado em ti! E agora confirma-se... era o dia flower power? ;)

Mas cumprimentei-te e fui devidamente correspondido! :D

Quanto à estrada de Salto, depende do dia! :D
Ao domingo é uma romaria mas durante a semana gosto imenso de lá passar. Quando tenho mais tempo faço este circuito entre a Boneca e o Salto, para matar saudades dos quelhos d'outras paragens. E, apesar de ser um serviço remendado, à portuguesa, a R108 já está em muito melhor estado o que só torna as coisas mais agradáveis.

Já agora, lá para os lados de Branzelo, no final da primeira subida que vem da R108, mal a estrada fica plana, há ali um corte à esquerda que, segundo o gMaps vai dar "uma ganda volta" indo ter a Saint Peter de la Buraca. (mapa) Tens ideia do interesse/estado dessa estrada? Quando vinha para o Salto, um grupo de ciclistas que ia mais à frente virou para aí e deixou-me intrigado...

Quanto a fotos, desta feita não houve. Mas numa próxima subo pelo lado Sul, pelo temível ecocentro, e documento o momento.


Boas pedaladas!
 
#45
A estrada que mencionas tem algum interesse, já que 'rapidamente' se consegue chegar a S Pedro e Valongo/Sta Justa, no entanto não a frequento muito uma vez que logo depois da subida inicial, na descida para Covelo, existe um troço de 500m em muito mau estado e mais à frente um outro de 800m em cubos irregulares e a descer... Por estes dias colocaram lá 300m de tapete, pode ser que os outros 1300m tenham a mesma sorte!
Tens também um outro atalho para a bela localidade de Saint Peter de la Buraca por aqui, por Aguiar de Sousa, bem mais agradável (menos transito, melhor tapete), ainda que com uma última parte da descida em pavé... Esta já é uma alternativa que faço uso nas minhas 'rapidinhas' de final do dia!

- Foi no centro de Recarei que me cruzei contigo
 

duchene

Well-Known Member
#46
@Zé
Tu já estás na quarta idade! :D

@Al
Obrigado Altino... entretanto a trocar impressões com outro amigo descobri que já tinha feito a estrada ao contrário, vindo da Serra da pia e subindo depois por uns quelhos de BTT para Branzelo e daí para o "monte do meco" para regressar pela crista até valongo.

De facto ali a seguir ao rio (para quem sobe) está algo maltratada, acrescentando o facto de a rampa ser bastante empinada, mesmo para as desmultiplicações de BTT. Até tem por lá uma tabuleta que diz "Serra".

A alternativa que indicas também conheço e às vezes quando tenho vontade de apanhar um bocadinho de pavé, faço-a a descer e vou até Valongo pela Santa Justa. Já tenho visto muito maluco por lá, a descer das mais variadas formas, incluindo de patins em linha!

Quanto aos encontros... bolas... a proximidade terceira idade já me está a afectar! Será que tens um sósia? Em Recarei lembro-me de passar por ciclistas e um deles perto do cruzamento principal, mas de facto não fixei nenhum em particular... :(

Numa próxima usa o método milenar de comunicação verbal que incluí um berro e o nome próprio do interlocutor!
 

duchene

Well-Known Member
#47
Petite Force: Metade 34, metade 50!

Não, hoje não foi dia municipal da talega. :D

Foi uma pequena fugida de final de tarde com um percurso misto bem vincado.

Valongo > Vilar da Luz > Assunção > Frazão > Sobrado > Valongo.

Metade inicial a subir, culminando com a subida da Assunção e a segunda metade extremamente rolante sem subidas dignas de nota, interessante para espremer as minhas parcas qualidades de rolador.

O final de tarde estava ainda bastante quente e isso notou-se bastante na primeira parte da volta e em especial na subida da Assunção.

Na zona de S. Miguel-o-Anjo e Vilar da Luz ainda consegui acompanhar um colega do pedal que vinha da Areosa também para subir a Assunção mas na grande subida ele descolou e seguiu por lá acima a muito bom ritmo.

Fiz a subida em 28:30, uns 3 minutos mais lento do que o meu melhor tempo naquelas bandas. De qualquer forma não ia propriamente para lá marcar o tempo, senão tinha optado por ir pela N105 para ir mais fresco e atacar a subida com menos acumulado nas pernas.

Lá em cima inicia-se a segunda parte da volta, mais rolante a partir dos topos finais da serra e que deu para manter a média bem acima dos 35Km/h quase até casa.

No final foram 59Km, com 980m de acumulado à média de 25.8Km/h.

Está fechada a semana com 120Km que já devem compensar, de certa forma o interregno do fim-de-semana.

--

A todos os que vão pedalar nos próximos dias, boa viagem!
 
#48
Olá Duchene,

Recuperando o post da tua volta de sábado, a descida que fizeste por Ervilhais é a que vem ter a Pereira cá em baixo? O cotovelo que falas por acaso não é aquele em Pindelo?
Se puderes posta aí o mapa por favor.

Abraços e boas pedaladas
 

duchene

Well-Known Member
#49
Olá Mingus!

A descida que fizemos é um pouco mais ao lado. Mas olhando para o mapa, o cotovelo mais saliente é de facto nos arredores de Pindelo, pelo que deverá ser esse o que avistamos.

Podes ver o report Garmin aqui >> mapa
 

duchene

Well-Known Member
#51
Na altura ainda pensei castigar toda a gente com a subida por Ervilhais, mas depois ficávamos num "beco sem saída" forçados a ir para o lado da N321. Daí ter sido um pouco mais modesto na abordagem. Mas o susto que apanhei a olhar para lá, vai valer certamente uma visita, um dia destes.

Se quiseres mais ideias que se materializam à volta desse track, podes ver o track do PIF*U no tópico do evento.

Abraço!
 

duchene

Well-Known Member
#52
Petite force: Ainda a talega

Mais um dia Municipal da Talega, desta feita com a subida da Agrela para uma saída de final da tarde de descompressão. O trabalho tem andado impossível e precisava mesmo de ir estourar alguma energia.

Depois de Capela, a semana passada, já posso dizer que tenho pernas para fazer a Agrela sempre em talega, assim como o fiz no restante do percurso:

Valongo > S. Miguel-o-Anjo > Camposa > Covelas (Ecocentro) > Santo Tirso > Vilar da Luz > Água Longa > Agrela > Seroa > Lordelo > Sobrado > Valongo

O resultado até foi engraçado: 64Km, 1005m de acumulado, 27,1Km/h média.

A Agrela, feita à média de 19Km/h, foi subida em 15:32. Ainda assim isto é mais um minuto e quinze segundos do que a minha melhor subida, conseguida há exactamente um ano atrás. Mas percebo que os andamentos mais pesados tenham atrasado ao invés de se traduzirem num mais rápido deslocamento... e a minha regularidade é muito pior do que era há um ano atrás.

__

Tenho tentado quebrar a monotonia com estes pequenos desafios, mas na verdade estou desejoso é de voltar onde me sinto como um peixe na água: as longas tiradas.

Felizmente se correr tudo como previsto, afigura-se próximo esse regresso! Espero é que não seja ambicioso demais para um quase trintão! :D
 
#53
Olá Duchene,

No fim de semana também andei por esses lados. Como morei muitos anos em Alfena, às vezes dá-me a saudade de ir para aí pedalar, mas ainda só consigo fazer metade da Agrela na talega. :) Como o conta-kms avariou só consegui controlar a hora em que começei a subida e a hora em que terminei. Às 10:12 estava a passar a torre e às 10:28 estava na rotunda, o que dá um tempo entre os 16 e os 17 minutos, mas acho que dá para melhorar um pouco.

Quanto às grandes tiradas cheira-me que vai ser bem acima dos 200kms com uma fantástica ascenção inicial já tua conhecida e final em grande com conquista de nova altitude. Cuidado com o calor.
 

duchene

Well-Known Member
#54
Não me digas que foi um passarinho que te contou os meus planos? Eu até o castigava mas a esta hora já deve estar a ter castigo que chegue com um Castro Laboreiro a tentar morder-lhe os calcanhares! :D

Mas os meus planos serão qualquer coisa por aí... com o objectivo de passar pelo menos mais um recorde pessoal... vamos ver se a ferrugem não atrapalha :) Espero que o tempo se mantenha assim entre o fresco e o primaveril já que, embora a zona não seja muito agreste, sempre ajuda...

E tu não te desleixes! Ainda tens aí uns planos por cumprir!

_

A Agrela é um engraçado laboratório. Eu não sou muito dedicado, e por isso o melhor tempo é "normal", mas com jeitinho e perseverança, tudo se melhora. O que custa fazer com a talega são os cotovelos que ficam +/- a meio. Mas depois de ultrapassados em crenques, dá para voltar ao ritmo suficiente para não ter de baixar da talega. Pessoalmente acho que é mais uma questão psicológica do que física e é também essa preguiça que tenho andado a tentar contrariar.

So é pena é não haver nenhuma daquelas subidinhas de 20Km aqui pelos arrebaldes... essas sim são interessantes em termos de gestão de pedalada e podiam ajudar, e de que maneira, à progressão de forma.
 
#55
Se calhar estamos a falar de planos diferentes, visto que os que eu referia foram-me contados por ti. :) De qualquer forma devem ser graaaandes planos.

Eu estou aqui às voltas com o mapa da tua sugestão para o Marão. A ver se é possível no sábado....


Quanto à Agrela é exactamente nesses cotovelos que baixo a mudança, mas deve ser como dizes, mais psicológico que físico. O raio do vento que por lá faz também não ajuda muito.
E olha, gostava de ter os arrebaldes de Valongo para as voltinhas rápidas semanais. Aqui por baixo, perto de casa, a única "subida" para treinar é do freixo até à Areosa. :)

Boas pedaladas
 

duchene

Well-Known Member
#56
Quando o 80 aparece antes do 8...



Do avassalador e majestoso reino do granito ao (quase) espalmado império Minhoto, Sábado foi dia de regresso às aventuras de estrada a solo.
E nunca tinha feito nada com tamanha variação quer de perfil quer de paisagem. Do assombroso maciço granítico da serra da Peneda, com os seus segredos bem escondidos nas inclinadas estradas das encostas da Gavieira, passando pelo espraiar do terreno junto ao rio Minho e, finalmente, uma espreitadela aos encantos da serra de Agra.

Foram 160Km, com 2900m de acumulado positivo em 9 horas de relaxada viagem por terrenos em constante mutação. Uma espécie de reconhecimento tudo em um, a preparar 2 voltas mais dedicadas que tenho pensadas para esta zona, que ainda não tinha visitado a pedalar.

Mas para já o pensamento está no PIF*à nossa moda e na forma sádica como posso apimentar o percurso, presenteando assim os atrevidos que aparecerem... :D

Boas pedaladas!
 
#57
André,

cuidado com os Castro Laboreiros!! Eles são grandes e tem uns dentes a condizer.:D:D:D

Nada disso! Até ajudam a melhorar a já excelente zona e paisagem. Qaundo andei por lá, há duas semanas, tirei umas fotos a uns aflorametos rochosos impressionantes mas as fotos saíram uma miséria (nem sei como aconteceu...;);))

Gostaste da Gavieira? Encaixada entre duas vertentes, ficou-me na retina de tal maneira que não mais me esquecerei. Passaste na Gavieira a descer ou a subir?

Mostra e escreve mais.
 
#59
E isto agora é assim? meteres fotos destas para meter inveja?
A mim em particular não me estás a fazer inveja pois ja conheço bem a zona através dos seus trilhos e caminhos de pé posto, segundo as cartas militares o dizem!! Que sitios excelentes!! Acho que se andam a descobrir muitos caminhos..........
 
#60
Eu tou farto de dizer isto por aqui. Mas fico todo ruído quando vejo os locais por onde este pessoal passa...

E volto a dizer... Mas porque raio havia eu de viver no Oeste???
 
Status
Not open for further replies.