Futuro da mobilidade em Lisboa

elchocollat

Well-Known Member
Pois é, não sabia onde colocar a pergunta e decidi criar um tópico novo.

Carlos Moedas acaba de ser eleito presidente da Câmara Municipal de Lisboa.

Qual o impacto na mobilidade?
Será o fim das ciclovias ou a construção de novas mas como deve ser? (já que disse várias vezea que as que existem estão mal construídas)

A malta que está mais dentro do assunto, sabe de alguma coisa?

Não é a minha área de residência, vou a Lisboa para passear, trabalhar, jantar fora... E não utilizo a bicicleta e raramente os transportes (a não ser que vá trabalhar ou situações pontuais)

Vocês que têm mais info devido aos grupos de FB e estão mais dentro da coisa... O que vão lendo?

Peço desculpa por ser um tópico mais focado em Lisboa, mas é o que mais me poderá afetar e diria até no geral, pois sendo a capital a probabilidade de influenciar outras câmaras, diria que é maior.
 

Davidoff

Well-Known Member
Detestei acompanhar os bitaites do Moedas durante a campanha mas achei sempre que a ideia dele era provocar para ganhar alguns votos, apenas isso.

Agora que ganhou de certeza que as ciclovias vão continuar, podem é mudar uma ou outra já que ele prometeu essas mudanças, mas no geral o comboio das mobilidade já arrancou e não vai ser o Moedas a mudar isso.
 

cconst

Well-Known Member
Sinceramente, em relação à mobilidade urbana e a medidas que fomentem o uso de mobilidade suave, tenho reservas que as coisas evoluam. Explico: das intervenções que fui ouvindo do Moedas, sempre me pareceu que a posição dele face às ciclovias foi de que as mesmas servem para passear. Depois, se virem o programa dele, existe um objetivo de desaparecer com o comboio de superfície entre o Cais do Sodré e Algés... o que irá provocar um aumento do trafego automóvel para entrar em LX já que um meio de transporte fundamental ficará limitado até Algés.

O Moedas pareceu mais interessado em chavões para chamar votos (passes gratis para netos e avós? quem os pagará?? certamente com a redução da receita de IRS que promete...) do que em apresentar soluções que sejam válidas.

O comboio de bicicletas para acompanhar os miúdos do primeiro ciclo para a escola do qual faço parte, que é coordenado pela CML, ainda não iniciou este ano letivo. A indicação que tenho é que a CML ainda se está a organizar nesse sentido. Será que vai continuar?

podem é mudar uma ou outra já que ele prometeu essas mudanças
A da Av. Almirante Reis deverá desaparecer assim que o executivo entre em funções, deixando assim a baixa desligada da zona de Areeiro, pela zona que apresenta o menor declive possível para ligar essas duas zonas.

mas no geral o comboio das mobilidade já arrancou e não vai ser o Moedas a mudar isso
Não acredito que pare este comboio. Mas acho que o vai abrandar. Exemplo disso mesmo é a posição dele com a ciclovia da Almirante Reis (sem alternativas viáveis) e o querer retirar o comboio entre Cais do Sodré e Algés.

A ver vamos...
 

cconst

Well-Known Member
E outra do Moedas que me lembrei: reduzir em 50% o custo da EMEL para os residentes em LX (portanto, aqueles que podem usufruir de transportes públicos porque em LX a maioria da cidade tem transportes à porta, é incentivada a locomover-se de automóvel dentro da cidade... ). Não entendo.
 

Bernalve

Well-Known Member
Para construção ou "demolição" de uma ciclovia ou de uma obra qualquer, não é necessário ser aprovado em assembleia municipal e depois na assembleia de freguesia também ?
 

cconst

Well-Known Member
Para construção ou "demolição" de uma ciclovia ou de uma obra qualquer, não é necessário ser aprovado em assembleia municipal e depois na assembleia de freguesia também ?
Sinceramente, não sei como funciona. Mas se for necessário podem-se sempre negociar contra-partidas com os vereadores do contra e penso que basta convencerem um vereador...
Quanto às freguesias envolvidas na ciclovia da Almirante Reis: Arroios e Areeiro são PPD-PSD (eram ambas PS).
 

Bernalve

Well-Known Member
Também não sei como funciona, mas não há maioria em nenhuma dessas freguesias. Assembleia Municipal continua a ser de esquerda.
 

cconst

Well-Known Member
Aqui está o futuro da mobilidade em Lisboa. Copio a mensagem do grupo do WhatsApp dos pais do comboio de bicicletas da escola da minha filha:
Caros Pais e Encarregados de Educação: lamentamos informar que o Programa Municipal de Comboios de Bicicletas de Lisboa será temporariamente suspenso até decisão do Novo Executivo da Câmara Municipal de Lisboa. Assim, este grupo de WhatsApp será desativado e os seguros em vigor serão suspensos até novas indicações. Até breve. A equipa da Câmara Municipal de Lisboa

Obrigado.
 

elchocollat

Well-Known Member
Não demorou muito, parece :D:D
:rolleyes:o_O:eek:

Será o fim? Eu no acredito que se desfaça tudo o que se fez... Mas acredito que hajam mudanças.
Contudo, pode haver um volte face:
A malta já está habituada a andar de bicicleta e quer mais ciclovias, por isso pode dar certo de outra maneira.

Engraçado que só nos comparamos aos melhores quando o discurso nos dá jeito... Agora que podíamos evoluir como uns Países Baixos, talvez comecemos a regredir...
 

Davidoff

Well-Known Member
Quando há mudança no poder é normal que se suspendam certas atividades até se perceber as ideias dos novos.

Vamos confiar que seja só isso :rolleyes:
 

cconst

Well-Known Member
Os grupos do face do qual faço parte sobre mobilidade em LX já "adivinham" o fim de algumas coisas.
Mas a verdade é que não tendo maioria nos vereadores, será difícil a tomada de decisão sem acordos, neste caso à esquerda... E para o conseguirem terão que apresentar muitas contra-partidas... ainda assim... fico espectante com o que aí vem.
 

cutkiller

Well-Known Member
A malta stressa com tudo!
Mas vocês acham mesmo que o Moedas vai acabar com as ciclovias?
A mobilidade sem automoveis dentro de uma cidade é uma prioridade europeia, por isso, seja PS ou PSD a mandar na capital, as ciclovias são o futuro.
Agora se uma ou outra vai ser intervencionada? Segundo se consta há algumas que não estão bem, logo porque não?

Já sobre a falada suspensão... O que não vão faltar é obras suspensas, até que o novo executivo perceba o que cada uma é.
O homem ainda ontem entrou ao serviço... Vai andar 1 ou 2 meses aos papéis com tanta coisa... Ele e todos :D
 

elchocollat

Well-Known Member
A malta stressa com tudo!
Mas vocês acham mesmo que o Moedas vai acabar com as ciclovias?
A mobilidade sem automoveis dentro de uma cidade é uma prioridade europeia, por isso, seja PS ou PSD a mandar na capital, as ciclovias são o futuro.
Agora se uma ou outra vai ser intervencionada? Segundo se consta há algumas que não estão bem, logo porque não?

Já sobre a falada suspensão... O que não vão faltar é obras suspensas, até que o novo executivo perceba o que cada uma é.
O homem ainda ontem entrou ao serviço... Vai andar 1 ou 2 meses aos papéis com tanta coisa... Ele e todos :D
Concordo contigo.
Para já não acredito que desfaça tudo nem talvez 90% ou mais do que está feito.

Aliás, nem deverá deixar a questão da mobilidade totalmente de lado.
MAS pode fazer pouco por ela :)

Este tópico à partida não será esquecido nem fechado, por isso vamos ver o que temos daqui a 4 anos :p
 

pratoni

Well-Known Member
Se as decisões principais tiverem em conta o n° de vereadores vai ser complicada a vida do moedas porque tem o mesmo n° de mandatos que o PS(7) e com os vereadores do pcp(2) e be(1), a esquerda teria maioria.

Mas acho que as decisões das câmaras não são tomadas geralmente dessa forma...
 

Duke

Well-Known Member
Aqui está o futuro da mobilidade em Lisboa. Copio a mensagem do grupo do WhatsApp dos pais do comboio de bicicletas da escola da minha filha:


Obrigado.
Acho isso um pouco estranho o Moedas ja tomou posse oficial do cargo?
Não sei muito bem como isto funciona mas normalmente a tomada de posse demora uns dias.

Certamente o Moedas terá coisas mais importantes para se focar do que cancelar o apoio ao comboio das bicicletas... ou com as ciclovias...
 

cconst

Well-Known Member
Acho isso um pouco estranho o Moedas ja tomou posse oficial do cargo?
Não sei muito bem como isto funciona mas normalmente a tomada de posse demora uns dias.

Certamente o Moedas terá coisas mais importantes para se focar do que cancelar o apoio ao comboio das bicicletas... ou com as ciclovias...
Pode ser temporário. I.e. decisões que ainda não foram tomadas oficiais terão que o ser pelo novo executivo. E possivelmente este tema não estará na lista de prioridades, pelo que a reativação pode demorar...
 

Duke

Well-Known Member
Pode ser temporário. I.e. decisões que ainda não foram tomadas oficiais terão que o ser pelo novo executivo. E possivelmente este tema não estará na lista de prioridades, pelo que a reativação pode demorar...

O que eu queria dizer é se o Moedas ainda nem tomou posse como podia ele desativar o comboio ou tomar alguma decisão?
Se foi desativado foi a equipa do Medina que ainda deve estar na gestão.

Mas posso ser eu que estou a ver as coisas mal..
 

nunoaomaia

Well-Known Member
No programa dele dizia o seguinte:

HARMONIZAR A MOBILIDADE ATIVA
COM A CIDADE, NOMEADAMENTE
AS CICLOVIAS
• Implementar um programa de
segurança para a mobilidade suave
(bicicletas, trotinetes, etc);
• Implementar uma campanha de
informação e envolvimento dos
lisboetas na mobilidade ativa;
• Redesenhar a rede ciclável de Lisboa
com enfoque na segurança, no
conforto e na funcionalidade para
os ciclistas e os peões, eliminando
ciclovias com problemas, como seja
a da Almirante Reis e desenhando-se
alternativas viáveis.

Falta saber que alternativas viáveis vão ser desenhadas.
 

cconst

Well-Known Member
O que eu queria dizer é se o Moedas ainda nem tomou posse como podia ele desativar o comboio ou tomar alguma decisão?
Se foi desativado foi a equipa do Medina que ainda deve estar na gestão.

Mas posso ser eu que estou a ver as coisas mal..
Não foi ele que desativou. Pelo facto de ter mudado o executivo, o que ainda está em funções não toma decisões neste periodo, pois a prioridade passa a ser a preparação e passagem de pastas para o novo executivo poder tomar posse.
 
Top