ACP quer seguro obrigatório para bicicletas

Bruso

Well-Known Member
#2
Tá tudo louco!! Daqui a uns dias para correr na rua tbm será preciso seguro de responsabilidade civil.

Este gajo da ACP é um pato de 1ª.
 
#3
como o homem não ficou nada contente de perderem a exclusividade da estrada agora doi-lhe a barriga.
Todas as bicicletas com seguros. Se é todos não pode haver excepções. Muitos de voces têm filhos pequenos, compram-lhe uma bicicleta daquelas com rodinhas, têm logo de ir aos chupistas fazer um seguro pro miudo. Ah e não pode andar nos passeios que são para os peoes, tem de andar na estrada pois agora está mais seguro pois os carros agora passam todos a metro e meio e abrandam a marcha... ou não...
tristeza de país.
E se torna obrigatório os seguros de certeza que nao vao ser a 25€/ano como custam agora, de certeza que vão dizer que é muito barato e vao aplicar logo a pastilha.
Vai ser outra como os certificados energéticos das habitações e comércios... é so mamar.
 
#4
O senhor Carlos Barbosa não gosta de bicicletas, ele deve ter alguma fobia a bicicletas. Ele anda a ficar muito retrógrada, tirando os automoveis só faz e diz disparates (quando fala do Sporting também só diz disparates, etc)
 

klaser

Well-Known Member
#6
O problema é que o que eles querem sei eu,querem é arranjar mais uma forma de renda (seguros),não estão preocupados com as bikes,isso de que as bikes foram equiparadas aos veículos vai ocasionar mais acidentes é treta,se tivesse ideia de todas a bikes deviam ter seguro já era de ter esta opinião antes...Então os peões devem ter seguros também,pois o pára-choques deles é o mesmo das bikes,ou seja,as nossas pernas...ainda riscamos a pintura a um maquinão de um enlatado sócio do ACP para isso querem seguros...
 
#7
como o homem não ficou nada contente de perderem a exclusividade da estrada agora doi-lhe a barriga.
Todas as bicicletas com seguros. Se é todos não pode haver excepções. Muitos de voces têm filhos pequenos, compram-lhe uma bicicleta daquelas com rodinhas, têm logo de ir aos chupistas fazer um seguro pro miudo. Ah e não pode andar nos passeios que são para os peoes, tem de andar na estrada pois agora está mais seguro pois os carros agora passam todos a metro e meio e abrandam a marcha... ou não...
tristeza de país.
E se torna obrigatório os seguros de certeza que nao vao ser a 25€/ano como custam agora, de certeza que vão dizer que é muito barato e vao aplicar logo a pastilha.
Vai ser outra como os certificados energéticos das habitações e comércios... é so mamar.
Permite-me corrigir uma só coisa, é só mamar à grande!
 
#8
Boas,

Se nós queremos direitos na estrada então tb temos de ter deveres, por isso acho q o seguro contra acidentes e terceiros faz todos o sentido.
Agora haver seguro para quem anda em ciclovias e faz alguns trilhos, acho q não q não devia ser obrigatório.
 
#9
Desculpa lá, mas lê a reportagem sobre a Holanda que menciono atrás. Direitos e deveres iguais, mas para coisas iguais. Uma bike polui o mesmo que um carro? Degrada o pavimento como um carro? É suscetível de causar os mesmos danos que um automóvel? O risco de magoares alguém é o mesmo? Claro que há riscos. Até um peão pode passar uma palheta a outro, que cai e morre. Vamos pedir seguro aos peões? Haja lá decência.

Por outro lado a notícia é muito positiva porque vai divulgando as novas alterações ao Código da Estrada. E isso é bom.
 
#10
Só falta inventarem a inspecção obrigatória e o imposto de circulação e depois a policia começar a fazer operações de stop às bikes...nós por cá é a miséria do costume... por estas e por outras é que este país nunca vai para a frente...enfim :confused:
 

grouk

Active Member
#11
tou mesmo a ver como vao explicar ao senhor antonio que tem 90 anos e anda na sua pasteleira que tem que ter seguro, ou ao miudo com 13 ou 14 com a sua bmx que tem que ter seguro, tratem mas é de dos problemas que realmente interessam em portugal acho que se perde tempo com coisas quenao interessam para nada,
qual é o maior estrago que um biker pode fazer amolgar uma porta, ou riscar uma lateral...
 
#12
Sinceramente, acho uma questão complicada.

Por um lado, penso que todos concordamos que enquanto ciclistas de estrada regulares devemos ter um seguro de responsabilidade civil.

Por outro lado, levanta-se a questão: que grupo de ciclistas deverá ter seguro de responsabilidade civil? O problema é que dificilmente se consegue fazer esta separação tão rigorosa entre grupos de ciclistas.

Um bttista, por exemplo, que praticamente só anda em trilhos acaba quase sempre por pedalar também um pouco em estrada. Deverá ter seguro?

Uma criança de 6 anos de idade que só pedala acompanhada pelos pais, deverá ter? Até que idade a criança não deverá ter seguro? No caso de ela andar sozinha na estrada (tem, por exemplo, 12 anos) e ocorrer um sinistro, são os pais que assumem a responsabilidade, mas o seguro dos pais (no caso de o terem sequer) cobre os danos causados pelos filhos?


O motivo que leva este senhor a querer implementar esta medida pode nao ser propriamente a protecção dos ciclistas, mas a verdade é que para mim há um défice de seguros para ciclistas, principalmente naqueles que andam regularmente em meio urbano, muitas vezes pedalando num ambiente de trânsito intenso.
Talvez entre ninguém ter seguro ou todos terem, eu prefira a segunda opção.
 
#13
Não vai para a frente? Se vai... neste caso serão as seguradoras a andar para a frente com mais uma oportunidade de negócio.

Numa altura em que os municípios praticamente não geram receita porque a construção parou, um dia destes ainda alguém se lembra de fazer regressar a antiga licença de condução de velocípedes. Que por sua vez poderá implicar renovação... Com tantos utilizadores de bicicleta, daria uma boa maquia para os cofres do estado.
 
#14
tou mesmo a ver como vao explicar ao senhor antonio que tem 90 anos e anda na sua pasteleira que tem que ter seguro, ou ao miudo com 13 ou 14 com a sua bmx que tem que ter seguro, tratem mas é de dos problemas que realmente interessam em portugal acho que se perde tempo com coisas quenao interessam para nada,
qual é o maior estrago que um biker pode fazer amolgar uma porta, ou riscar uma lateral...
É isso mesmo grouk!

E ter vasos à janela? Não deveria ser obrigatório ter seguro para isso? E ter filhos? Um tipo que tem filhos devia ser obrigado a ter seguro por causa dos danos que estes possam causar. E os solteiros? Também devia haver um seguro, para o caso de fazerem filhos inadvertidamente e não terem dinheiro para pagar a pensão de alimentos.

Olhem mas é para os exemplos dos países desenvolvidos. Bem, o que é importante é que ninguém está a pensar exigir seguro nenhum e, normalmente, vozes de burro não chegam ao céu.


Nota: Tenho seguro e costumo andar de capacete.
 
#15
Vão mas é trabalhar e deixem de querer viver à custa do povo fingindo preocupar-se!
Se estão assim tão preocupados arranjem as bermas, as estradas e criem condições para carros e bicicletas circularem com menos probabilidades de acidentes.
Mas pronto xular uns €€ à malta custa menos :mad:


p.s - tenho seguro e não me foi imposto.
 

torui

Well-Known Member
#16
Reconheço que se trata de uma matéria controversa, ser ou não obrigatório. Independentemente da sua obrigatoriedade tenho seguro de responsabilidade civil porque ando na estrada diariamente, mas isto parte do meu bom senso.

Ainda na semana passado um puto sem querer, montado na bike desequilibrou-se e riscou o carro de um amigo meu, inicialmente estava tudo bem, a mãe prontificou-se a reparar o "dano", logo não houve a necessidade de chamar as autoridades (burrice do meu amigo). Após a apresentação do orçamento tendo em vista a reparação do carro, os pais do pequeno cortaram-se. Eu pergunto, não dava jeito in caso a existência de um seguro? Mesmo que apresente queixa crime, a mesma vai ser arquivada por não existiu dolo (intenção de danificar) apenas negligencia, vai interpor uma ação em tribunal para após 6/7 anos ter a situação "resolvida", e feitas as contas pagou duas ou três vezes mais do valor inicial do dano.
Penso que a existência de seguro ou não parte da consciência de cada um, mas se existir facilita a vida todos....
 
#17
Desculpem lá, mas já pensaram bem no que implica uma medida dessas, cujo objetivo, quando muito, era resolver meia dúzia de questões com umas portas amassadas e pouco mais? Têm nocão do que isso representa? Um seguro obrigatório para andar de bicicleta? Brincamos ou quê? Um tipo vai ensinar um filho a andar de bicicleta, tira o seguro antes? Se não tiver seguro e decidir no fim de semana, ir fazer um pouco de exercício e andar de bicicleta, não posso, porque a seguradora só abre segunda-feira.

Se fosse proibido ir de carro para o trabalho, também se facilitava muita coisa: Menos défice energético, menos poluição, menos portas para os putos amassarem a andar de bike.... Mas esta ideia idiota não passa pela cabeça de ninguém. Já a de inventar seguros e coisas que tais, pelo que vejo, não só é defendida por quem odeia os ciclistas, como por alguns deles.
 
#18
Boas,

A Holanda é mm um caso à parte, já lá tive e realmente não há hipótese.
Eles têm ciclovias por todo o lado, as próprias ciclovias têm semáforos (verídico!!!), existe parques de estacionamento apenas para bicicletas, o pessoal q anda de mota e bike não usa capacete (aqui discordo totalmente), o número de carros q vês circular em Amesterdão não se compara ao número de bicicletas é mt menor.
Em relação ao seguro contra terceiros e de acidentes para nós que andamos sempre na estrada, acho que devia ser obrigatório, isto pq para alem da segurança que dá ao ciclista, ficamos em pé de igualdade para qualquer veiculo q tb circule na estrada e q tb é obrigado a ter seguro contra terceiros, ou seja, se eu como condutor de um automóvel tenho um seguro contra terceiros obrigatório e circulo na via publica, como ciclista tb devo ter já que em termos de circulação quero exactamente os mm direitos. Nada te garante que a andar de bike um gajo não bata num carro e seja o culpado, tal como o contrário.
Sinceramente não tou a ver um miudo de 5 anos a andar numa estrada tal como nós e se isso acontecer é irresponsabilidade dos pais.
Agora a questão de ser obrigatório para todos isso já é mais complicado, pq há aquele ciclista q pega na bike para ir comprar pão, ou para dar uma volta de fim de semana, aqui secalhar não faz sentido, mas se formos pragmáticos e se estes tb usam a via publica tb deveriam ter seguro.
Resumindo, para quem anda na estrada acho que devia ter seguro!
 
#20
só há aqui uma coisa que ainda não percebi...

então a malta é contra os seguros, mas por opção têm seguro?!?!?

wtf?!?!?
Para além de outras e variadas rasões, algumas já aqui referidas...uma coisa é eu ter a opção de...outra completamente diferente é imporem-me...ainda por cima quando aparenta ser por razões duvidosas...

Eu optei por ter seguro por opção, achei que andando na estrada seria mais prudente uma vez que faço muitos quilometros, e por isso decidi delegar essa minha responsabilidade numa seguradora...mas se não o tivesse tambem era responsavel pelos meus actos, como alias está previsto na lei...