Volta a Portugal 2010

Figueiredo

Active Member
#1
Etapas da Volta 2010
4/08 – Prólogo Viseu
5/08 – 1ª etapa: Gouveia – Oliveira de Azeméis
6/08 – 2ª etapa: Aveiro – Santo Tirso (Assunção)
7/08 – 3ª etapa: Chegada a Viana do Castelo
8/08 – 4ª etapa: Chegada à Srª da Graça
Dia de descanso
10/08 – 5ª etapa: Fafe – Lamego
11/08 – 6ª etapa: Moimenta da Beira – Castelo Branco
12/08 – 7ª etapa: Idanha-a-Nova – Alto da Torre
13/08 – 8ª etapa: Oliveira do Hospital – Oliveira do Bairro
14/08 – 9ª etapa: Pedrogão – Leiria (CRI)
15/08 – 10ª etapa: Sintra – Lisboa

Finalmente uma etapa em Sintra;);), e mais uma vez o sul do País completamente esquecido acho que se devia chamar volta ao Norte... mas enfim
 

FVA

New Member
#2
Está bem assim! :)
O Sul para se "vingar" tem pelo menos duas provas de elevado nível, como são a volta ao Alentejo e ao Algarve.

A 4ª e 7ª etapa, que são as que se apresentam com maior potencial decisivo na Volta à Portugal, como é habitual.
Se tivesse oportunidade de ir ver uma delas optaria pela etapa de Torre, mas o mais provável é ir ver a da Srª da Graça, que calha a um Domingo.

Abraços e boas pedaladas
 
#3
Realmente esta organização da nossa voltinha a portugal é um atraso de vida!!!! Cada vez pior!

Com tão boas estradas e paisagens magnificas andam às voltinhas...

Enfim...
 

Figueiredo

Active Member
#4
Está bem assim! :)
O Sul para se "vingar" tem pelo menos duas provas de elevado nível, como são a volta ao Alentejo e ao Algarve.
Eu não digo que as Etapas não estejam bem escolhidas ou que o Norte tenha mais condições que o Sul, agora não lhe chamem volta a Portugal..., custava muito colocarem uma ou 2 etapas no Algarve ou no Alentejo, enfim é tudo um jogo de interesses...
 

FVA

New Member
#5
Sim, concordo convosco.

Obviamente que há sempre interesses por trás da escolha dos percursos. Há interesses Autárquicos, que normalmente se traduzem numa maior abertura das Autarquias a disponibilizarem meios para que a Volta passe por lá, ou pura e simplesmente porque se "pagam" favores ... ... mas isso sou eu a especular!

Claro que a nossa dimensão permitiria que a Volta a Portugal fosse mais "estendida" e assim percorresse o País de Norte a Sul, passando, para além da Serra da Estrela, em mais locais emblemáticos da paisagem Portuguesa, sem querer menosprezar os que a volta já contempla.

Abraços
 

RJLA

New Member
#6
Volta? Qual Volta? Já não existe Volta a Portugal há alguns anos. Esta espécie de coisa a que chamam volta não é mais do que uma compilação de etapas sem qualquer nexo, a não ser o de alimentar o interesse dos patrocinadores. Salve-se o facto de este ano ter o CRI em Leiria, junto à minha porta, ao qual obviamente não posso faltar.
 
#7
este ano n ha fim de etapa em sao joao da madeira???fico triste :-(
apesar de correr 2/3 de portugal penso que continuamos a ter uma boa prova..agora que podia ainda ser melhor isso podia..tinhamos sempre mais 3 ou 4 etapas para fazer o que endurecia bastante a volta e talvez lhe desse mais um pouco de vista a nivel europeu....;-)
 
#12
E mesmo fora do mês de Agosto perdia toda a mística...
Estou a contar ir ver 3 etapas: o prólogo, a chegada a Lamego e a partida em Moimenta da Beira.
 
#13
Concordo com a ideia de que de Volta a Portugal apenas tenha o nome visto não passar nem no Alentejo e Algarve,mas que ninguem se iluda ,actualmente do calendario internacional a nossa volta é a 4ª com mais dias a seguir ás três grandes o que só por si já é mais ke muito bom.
E no fim tudo se resume a euros porque para se efectuar o prologo este ano do tour a cidade anfitria pagou 14 mihoes de euros á organizaçao. Pois é 14 milhoes e em França as cidades que keiram receber alem de pagar tem lista de espera de 2 anos.
A Etape du Tour de 2008 - Pau - Tourmalet a cidade de Pau pagou para receber este evento 1 milhao de euros mas esperavam um retorno na casa dos 3 milhoes pois havia 8.500 atletas inscritos for a familia ke muitos levam e tuda esta gente faz muita despesa ker se keira ker nao.
Com a historia da crise a desculpa é ke nao ha dinheiro para nada (excepto para akilo ke alguns kerem) e como se costuma dizer : nao ha dinheiro nao ha palhaço
 
#14
Boa tarde! Estive a ver o percurso e real/ falta pelo menos 2 etapas a sul de Lisboa! Infelizmente é assim! Quanto às etapas, como sempre apenas 2 dias para decidir a volta! Se um dado ciclista está mal num dia já não vence a volta, pois não tem hipoteses de recuperar! Há tantas montanhas em Portugal, que podiam ser utilizadas, mesmo sem chegada ao alto... Vamos lá ver como corre!
Em relação à etapa da volta, nãos erá muito puxado, para as cicloturistas?! Aqueles que gostavam de ir a Senhora da Graça, com horários marcados (é previsão, mas mesmo assim) torna-se um bocadinho complicado!

Abraço, boas pedaladas!
 

duchene

Well-Known Member
#18
Nuno, compreendo o teu aborrecimento, como certamente compreendes que as gentes do Norte fiquem aborrecidas por não mais ver carros de rally voadores, no famoso troço de Fafe - Lameirinhas.

No entanto estas provas não se regem por princípios de equidade geográfica, mas cada vez mais por negociação económica em que quem assina na cruz primeiro, com dinheiro na mão, é quem é servido.

E mesmo num Tour como o de França, há etapas míticas que volta e meia ficam de fora....
 
#19
E palpites para equipas presentes, alguém tem?
Andei a fazer umas pesquisas e fala-se na presença da Lampre, Saur-Sojasun, Carmiooro (com Sella, segundo o jornal Record)...
 
#20
O Autódromo de Portimão é um belo exemplo porque apesar de tantas provas lá, continua a dar prejuízo, de tal forma que esse exemplo de seriedade chamado Armando Vara já sugeriu que o mesmo passasse para as mãos do Estado. Certamente estará a olhar pelo bem estar dos cidadão ao tirar tal mina de ouro da mão dos privados:D

Voltando ao tema do tópico, o ideal seria uma volta a passar pelo país todo, mas a verdade é que grande parte da emoção está nas míticas etapas do norte. É igual com o rally de Portugal (ou será do Algarve?) que nada tem haver com o antigo rally de Portugal com as fantásticas etapas no norte do país.

Até acho que os algarvios não se podem queixar visto que tudo o que são grandes eventos vão sempre lá parar à conta das belas políticas de promoção do turismo nacional.

Não pensem que estou contra o Algarve, pelo contrário, mas acho que regra geral, o pessoal do norte terá mais razão de queixa que os do sul.