uma máquina pra estrada! [Budget 1000 euros]

KAMIKAZE

Well-Known Member
O que o meu caro quer, sei eu.

Mas pode ficar a saber em primeira mão que não lhe será permitido continuar com esse tipo de comentários. Tentativas de fazer chacota ou rebaixar outro membro não serão toleradas.

Não percebeu à primeira, espero que perceba à segunda...
Mas esse 3 pontinhos são para que? Isso é que não percebi mesmo. Deixe-se hipocrisia e faça logo o que pretende... estou a mais bloquei expulse faça o que quiser. Agora, não fui mal educado e acho que temos direito a uma resposta. Ou o que o user disse la atrás (afirmou) foi uma bacurada? E que se foi então o meu comentário pode ser encarado como chacota, se não foi, aguardo feedback.
 

Sword

Well-Known Member
Mas esse 3 pontinhos são para que? Isso é que não percebi mesmo. Deixe-se hipocrisia e faça logo o que pretende... estou a mais bloquei expulse faça o que quiser. Agora, não fui mal educado e acho que temos direito a uma resposta. Ou o que o user disse la atrás (afirmou) foi uma bacurada? E que se foi então o meu comentário pode ser encarado como chacota, se não foi, aguardo feedback.
Não, não foi bacorada nenhuma e quem tem dois dedos de testa conseguiu perceber. Aliás é parecido com a pala do capacete. Se a pala do capacete come campo de visão é normal que se levante o pescoço para ter mais campo de visão para a frente e isso provoque dores cervicais.

Se os óculos têm uma moldura grossa acontece o mesmo. O campo de visão é comido pela moldura e a inclinação do pescoço será maior e daí dores. Aliás não será à toa que as marcas fazem lentes com moldura fina ou até sem moldura superior para não perder campo de visão.

Se os óculos não ficam no local correto, ou seja, se a ponte do nariz não estiver justa quando se vai a olhar com a cabeça para baixo os óculos vão escorregar um pouco pelo nariz e depois ao olhar em frente vão atrapalhar o campo de visão e existirá sempre tendência para que em vez de constantemente os ajeitar se incline ligeiramente o pescoço para olhar pela lente ao invés de espreitar por cima dos óculos porque para quem tem problemas de visão isso não resultaria. Adicionalmente, espreitar por cima dos óculos sendo que eles são para evitar a luz seria idiotice.

Também não é à toa que há óculos com hastes flexíveis que são moldáveis a frio para evitar essas situações proporcionando um bom ajuste.

Como é fácil de perceber...bastavam dois dedos de testa.
 

KAMIKAZE

Well-Known Member
Não, não foi bacorada nenhuma e quem tem dois dedos de testa conseguiu perceber. Aliás é parecido com a pala do capacete. Se a pala do capacete come campo de visão é normal que se levante o pescoço para ter mais campo de visão para a frente e isso provoque dores cervicais.

Se os óculos têm uma moldura grossa acontece o mesmo. O campo de visão é comido pela moldura e a inclinação do pescoço será maior e daí dores. Aliás não será à toa que as marcas fazem lentes com moldura fina ou até sem moldura superior para não perder campo de visão.

Se os óculos não ficam no local correto, ou seja, se a ponte do nariz não estiver justa quando se vai a olhar com a cabeça para baixo os óculos vão escorregar um pouco pelo nariz e depois ao olhar em frente vão atrapalhar o campo de visão e existirá sempre tendência para que em vez de constantemente os ajeitar se incline ligeiramente o pescoço para olhar pela lente ao invés de espreitar por cima dos óculos porque para quem tem problemas de visão isso não resultaria. Adicionalmente, espreitar por cima dos óculos sendo que eles são para evitar a luz seria idiotice.

Também não é à toa que há óculos com hastes flexíveis que são moldáveis a frio para evitar essas situações proporcionando um bom ajuste.

Como é fácil de perceber...bastavam dois dedos de testa.
E foram recomendados óculos que não provoquem essa questão? Ter em atenção que ainda não fui mal educado... queria um feedback e foi dado apesar de ter sido deselegante com a questão dos 2 dedos de testa, da mesma maneira que não faz agradecimentos porque não são necessarios. Mas essa parte deixarei para a moderação que parece estar muito activa.
 

KAMIKAZE

Well-Known Member
Não, não foi bacorada nenhuma e quem tem dois dedos de testa conseguiu perceber. Aliás é parecido com a pala do capacete. Se a pala do capacete come campo de visão é normal que se levante o pescoço para ter mais campo de visão para a frente e isso provoque dores cervicais.

Se os óculos têm uma moldura grossa acontece o mesmo. O campo de visão é comido pela moldura e a inclinação do pescoço será maior e daí dores. Aliás não será à toa que as marcas fazem lentes com moldura fina ou até sem moldura superior para não perder campo de visão.

Se os óculos não ficam no local correto, ou seja, se a ponte do nariz não estiver justa quando se vai a olhar com a cabeça para baixo os óculos vão escorregar um pouco pelo nariz e depois ao olhar em frente vão atrapalhar o campo de visão e existirá sempre tendência para que em vez de constantemente os ajeitar se incline ligeiramente o pescoço para olhar pela lente ao invés de espreitar por cima dos óculos porque para quem tem problemas de visão isso não resultaria. Adicionalmente, espreitar por cima dos óculos sendo que eles são para evitar a luz seria idiotice.

Também não é à toa que há óculos com hastes flexíveis que são moldáveis a frio para evitar essas situações proporcionando um bom ajuste.

Como é fácil de perceber...bastavam dois dedos de testa.
E foram recomendados óculos que não provoquem essa questão? Ter em atenção que ainda não fui mal educado... queria um feedback e foi dado apesar de ter sido deselegante com a questão dos 2 dedos de testa, da mesma maneira que não faz agradecimentos porque não são necessarios. Mas essa parte deixarei para a moderação que parece estar muito activa.
 

bogas

Well-Known Member
Como novo na modalidade acho que ocupas a cabeça com pormenores desnecessários.
Óculos x ou y para não doer a cervical, acho só demasiado. Usa uns que te tiram os mosquitos dos olhos que nesta altura do ano bem precisas.
A bike está no ponto ou quase, vai aproveitar que está bom tempo e diverte-te.
 

Bruso

Well-Known Member
É bom ver que tiveste uma boa experiência. Agora é trocar esse selim o mais rápido possível e começar a pedalar em força na rua e esquecer ajustes durantes uns meses. Corpo precisa de se habituar agora.

Em relação à história dos óculos, mostra lá os óculos que estavas a usar que te causavam dores. É perfeitamente plausível. Compra uns óculos normais de ciclismo e tenta usar as lentes como tens feito. Não recomendo andares sem óculos.
 

Sword

Well-Known Member
É bom ver que tiveste uma boa experiência. Agora é trocar esse selim o mais rápido possível e começar a pedalar em força na rua e esquecer ajustes durantes uns meses. Corpo precisa de se habituar agora.

Em relação à história dos óculos, mostra lá os óculos que estavas a usar que te causavam dores. É perfeitamente plausível. Compra uns óculos normais de ciclismo e tenta usar as lentes como tens feito. Não recomendo andares sem óculos.
Estava a usar os de sol com graduação que tenho para o dia a dia. Uns Rayban que como até estou a precisar de trocar de graduação não tinha grande problema em caso de riscos/queda. Já usei uns parecidos também graduados noutra bicicleta (MTB), mas em que a postura era mais erecta e portanto raramente eles escorregavam daí nunca ter sentido o que agora verifiquei.



E o que acontece é que são óculos além de terem a moldura grossa também não tem ponte nasal preparada para não escorregar nem são óculos que ficam muito justos. Para o dia a dia servem perfeitamente, mas para pedalar com a cabeça para baixo acontece....isto



E depois um tipo não os está sempre a arranjar e como expliquei olhar como na foto não dá tanto porque nem te tapa o sol nem porque se espreitas por cima não estás a usar a lente e se são graduados é porque te faz falta...então o que acontece?

Acontece que vais levantar mais o pescoço para conseguir ver através da lente...volta e meia lá os pões no sítio, baixas a cabeça entretanto e umas pedaladas depois já estás a erguer de novo o pescoço demasiado para ver através da lente depois deles escorregarem de novo e daí resulta também a dor. Apesar de todas as outras condicionantes e ajustes que estariam mal foi notória a dor das vezes que fui com ou sem esses óculos.

Quanto a isso já está resolvido que também já comprei uns.
 

Sword

Well-Known Member
Esses óculos são péssimos para pedalar. São super pesados comparando com uns óculos de ciclismo, vão sempre cair da cara.
Evidentemente...! E além de pesado não têm nenhum ajuste nem na haste nem na ponte. Agora eu precisava de óculos para pedalar, como sempre usei estes ou modelo igual em MTB e nada acontecia...porque pedalar de costas ao alto é diferente e a tendência era eles seguirem praticamente sempre no sítio e como estavam à mão para desenrascar siga. Claro que com a meia dúzia de voltas que fiz notei uma relação entre não ir com eles e não sentir dor...

Claro que agora percebe-se que parte da dor cervical esteja relacionada com esta situação. Em todo o caso já está resolvido.
 

elchocollat

Well-Known Member
Por acaso é o mesml modelo que os meus óculos de sol
Ó @Sword mais valia teres arranjado logo uns da Decathlon... :D
Mas ok, eu entendo-te!
Pá, a malta agora quer é que tu pedales, vás buscar o selim, vás ao bike fit fazer os últimos ajustes e siga!
Esses 30 km passarão a 60 facilmente, vais ver! :cool:
 

pratoni

Well-Known Member
Se consegues andar sem graduação compra uns quaisquer de ciclismo na decathlon sem armação e logo vês se resulta.

Aí sim pensas em investir um pouco mais, já sabendo que tipo de óculos queres/precisas...
 

Carolina

Well-Known Member
Algumas marcas permitem colocar lentes graduadas por dentro. Acaba por ter duas lentes, as normais de ciclismo e depois as graduadas por trás. A ekoi tinha essa opção há uns anos.
 

Sword

Well-Known Member
A opção foi continuar a usar lentes de contacto e comprar uns óculos fotocromáticos sem moldura superior e com hastes moldáveis a frio. Já chegaram e hoje vou experimentar na pedalada.