SRAM eTAP AXS

jppina

Well-Known Member
#3
Mais do que as 12v, a verdadeira revolução está na nova forma de encarar a transmissão com pratos mais pequenos e carreto de 10, o que permite ter mais range do que com as transmissões atuais, e ter uma cassete com menos espaçamentos.

É caro, de facto, mas em breve há de sair a versão Force Etap axs, mais barato (palpita-me que vai ser também caro, embora menos :) )
 

jppina

Well-Known Member
#5

DMA

Well-Known Member
#14
Realmente a grande novidade é a versatilidade que o carreto de 10 traz. Permite "brincar" com os racios duma forma interessante.
O 46/33 com a cassete 10-30 dá uma combinação muito interessante para quem gosta de voltas longas com paredes e muita subida.

No fundo é algo que já tínhamos abordado aqui no fórum; pratos mais pequenos fazem muito sentido para a maioria dos amadores.

Outra coisa engraçada é que optaram por um salto de 13 dentes entre pratos. Assim sendo o desviador da frente deve trabalhar como manteiga.

Haja é guito para o brinquedo.

Uma solução "à pobretanas" (LoL) é usar um crank 48/32 da FSA, com uma cassete 11 spd SRAM e um ETAP de 11 spd. Já dá uma solução interessante para voltas de endurance em montanha à patrão.
 

DMA

Well-Known Member
#15
Uma cena meia maluca, é que pelo que percebi, o PM está instalado duma forma que quando os pratos forem à vida há que trocar o PM também. Uma decisão muito estranha.
 

pratoni

Well-Known Member
#17
Uma cena meia maluca, é que pelo que percebi, o PM está instalado duma forma que quando os pratos forem à vida há que trocar o PM também. Uma decisão muito estranha.
E quer acha ou não PM os pratos tem de ser sempre mudados em conjunto.

Faz lembrar as pedaleiras das bicicletas de hipermercado
 

Wawando

Well-Known Member
#19
Estou curioso para ver se a shimano vai reagir ou se se deixa dormir como aconteceu no btt em.qie a sram.ficou c o mercado...
Os meus pratos shimano durace têm.45000km e continuam impecs e eu n sou la muito cuidadoso c limpezas...
 

jpacheco

Well-Known Member
#20
Na versão do crank sem power meter ouvi na review do GCN que está preparado para integrar o PM mais tarde. Por isso não deve fazer sentido trocar de pratos e ter que trocar o PM também. A verdade é que se dura 5 anos é a vida toda...quem compra este tipo de bichus daqui a 5 anos vai querer comprar o ultimo grito da altura. É mais que suficiente :p