Pela S. da Freita e arredores

petrix

Well-Known Member
#1
A pedido de algumas famílias, lá me decidi a criar um tópico para publicar as fotos que vou tirando durante a minhas voltas de Bike.
Sou uma pessoa de poucas palavras e não tenho muito jeito para escrever, por isso não esperem grandes relatos relacionados com as fotos aqui publicadas.
Até há pouco tempo fazia estrada com uma bike de btt, mas como estava a ficar farto de ver o pessoal das fininhas a passar por mim, lá tive que adquirir tb uma, e diga-se de passagem que já o devia ter feito à mais tempo, pois agora o meu raio de acção ficou mais alargado.
Adoro fazer estrada, sair de manhã cedo, com um track novo no GPS para percorrer por estradas desconhecidas, é a melhor terapia que pode haver.

Mas passando então às fotos, aqui estão algumas tiradas na S. da Freita, que é o meu sítio predilecto para pedalar.

Perto do parque eólico










Na descida para Arouca


 

edununo

Well-Known Member
#6
Já aí estive mas nunca de bike. A paisagem é lindíssima e as subidas impressionam. Não sei se tenho preparação física para voltas pela Serra da Freita.
 

petrix

Well-Known Member
#8
Mais algumas fotos que ficaram por publicar.

Perto da S. da Saúde em Vale de Cambra com gêlo na estrada:


Ponte do Pessegueiro em Sever do Vouga:


Esta foi tirada no rio Douro, margem sul:


Estas seguintes foram tiradas em plena S. da Freita perto de S. Macário.

Aldeia da Pena lá em baixo:


Única estrada de acesso para a aldeia da Pena:



Em S. Macário com a minha bike de BTT:

 

pratoni

Well-Known Member
#12
Belas fotos.

No meu caso, em que há vários relatos na net de o gps saltar (Forerunner 305), tenho um elástico que enrola o gps ao próprio suporte/guiador...
 
#13
Pedro,

grande topico que aqui esta.

Essas voltas e fotos nao podem ficar guardadas apenas para ti :)

Amarra bem o GPS porque sem alguem encontra isso no chao e decide experimentar os percursos... apanha tamanho empeno que fica a comer por uma palhinha durante uns tempos :) esse GPS deveria ter alem do cordel uma etiqueta com o aviso " material potencialmente perigoso no interior, nao tentar em casa "

Fica bem e força nas canetas
 

petrix

Well-Known Member
#14
LOL
Obrigado pelas tuas palavras.
Muitas mais ficam por tirar durante as minhas voltas, não gosto muito de parar quando vou a subir, geralmente só tiro no fim das subidas ou em descidas. Agora durante o inverno tb é mais complicado, ora tira tlm da proteção plástica, ora tira luvas e depois o inverso, isto tudo leva o seu tempo, fazendo com que eu arrefeça, tornando a tarefa de voltar a pedalar mais penosa, já para não falar que geralmente tenho hora marcada para chegar a casa.
Abraço
 
#17
Boas,
Estas ultimas fotos não foram tiradas com o telemóvel, pois não? Em que altura do ano deste estas voltas? A de Vale de Cambra deve ter sido no inicio de Dezembro, ??
Cumprimentos
 

petrix

Well-Known Member
#18
Estas últimas não foram postadas por mim, nem a pessoa que as colocou, fez uma introdução das mesmas. As minhas são sempre tiradas com o telemóvel.
Eu por norma, costumo ir todos os fim de semana para aqueles lados, excepto quando o tempo está de chuva, que fico mais por perto de casa.
Sim, a de Vale de Cambra foi em Dezembro, quando ainda não havia chuva, já as de Junqueira e Castanheira foram este ano.
As próximas que postar, conto também acompanhar com uma breve descrição da volta.
Cumps.
 

petrix

Well-Known Member
#19
Ontem foi dia de mais uma volta pela Freita, como fui com um grupo de amigos e o ritmo foi elevado (pelo menos para mim), não houve tempo para grandes fotos.
O percurso foi o seguinte, saída de Ovar com passagem pela Feira, Caldas de S. Jorge, Arouca e o grande rebuçado do dia foi a subida para a Freita até ao parque eólico. Esta subida não é nada fácil, tem cerca de 11Km com 800m de desnível e o piso também não ajuda nada, pois é muito irregular. Um facto curioso que me aconteceu, foi a certa altura, dar por mim a pedalar em falso e depois de ter olhado para a corrente para verificar se tinha acontecido alguma coisa, é que me apercebi que era devido ao gelo na estrada. :)
Aqui fica a foto do alto da Freita com a minha pessoa:



O regresso para Ovar, foi feito por Chão d´Ave e S. João da Madeira.
Link do percurso:
http://www.strava.com/activities/113783364

Ontem também foi dia de estreia do meu novo casco:



Boas pedaladas.
 

petrix

Well-Known Member
#20
No sábado passado foi dia para mais uma volta em solitário, o objectivo era conhecer o trajecto de Arrifana até Castelo de Paiva passando pelo Pejão.
O inicío foi algo lento, pois as pernas pareciam que não queriam responder da mesma maneira que a mente pretendia, mas com o decorrer da volta a coisa lá foi melhorando.
A estrada M-504 foi uma surpresa para mim, tem um piso excelente com pouco trânsito e uma paisagem bonita. É composta por duas partes, uma longa descida até ao rio Arda e depois (como geralmente quem desce tem que subir) uma subida com uma paisagem excelente.
Aqui ficam umas fotos do rio Arda.









Na subida:





Chegando a Castelo de Paiva, apanhei a N224 para Arouca, estrada esta que só tinha feito uma vez e em sentido contrário. Este percurso já não tem um piso tão bom para rolar, mas é muito agradável de se fazer pois tem também uma paisagem excelente e sempre sem carros por perto.









Chegado a Arouca e como as pernas estavam agora a corresponder melhor, resolvi fazer a grande subida aqui da zona, que é o percurso de Arouca até ao parque eólico da Freita. São cerca de 12Km com 800m de desnível, bem durinha de se fazer. Devido ao adiantado da hora, pois já estava a ficar atrasado, não tirei fotos desta parte do percurso, fica para uma próxima. O regresso foi feito pelo percurso do costume, descendo pelo Merujal e Chão de Ave.
Esta voltinha rondou os 118Km e 2500m de acumulado.

http://www.strava.com/activities/115151611/overview