Trek Émonda SL5 2021

kostaviks

Well-Known Member
Vivas.

Há uns dias cai na tentação de trocar a minha fiel Time Alpe d'Huez 21 por uma Émonda SL5.
Gostaria de saber a opinião sincera de quem tem estas bikes.
Pessoalmente, gosto da geometria e do aspecto geral da bike. É muito bonita, sem dúvida.
Os problemas começam quando se começa a olhar à qualidade de montagem.
Sim! A forma como a montagem é feita e tratada, faz toda a diferença e pode tornar uma das melhores bikes que anda por aí em uma das piores bikes que se pode comprar.

Na minha opinião, fiquei super admirado, é a bicicleta mais mal montada que tive até hoje!!! Tive uma Confersil que tinha os detalhes mais cuidados!!!

Refiro-me a borrachas de proteção em todas as passagens de cabos e tubos de travão (falta delas), à falta de uma unica espuma de proteção de ruidos nos tubos e eapirais, no interior do quadro, do barulho completamente absurso que faz o encaixe de selim, etc...

É sem dúvida uma bike a evitar! Se alguem quiser, vendo :|

Alguém partilha da opinião ou sou eu que sou muito sensível?!
 

Aslume

Active Member
É bastante aborrecido quando compramos algo (especialmente se custar muito dinheiro) e não corresponde às nossas expetativas. Tenho uma TREK de BTT (X Caliber 7) que custou 800,00€ e acho os acabamentos excelentes. Uma das coisas que admiro na TREK é o cuidado que eles poem nos acessórios de modo a integrarem-se na Bike Os avanços Blender e os acessórios para as luzes Flate, são coisas muito simples mas bem pensadas. Desejo que consigas resolver essa situação da melhor maneira. Com a escassez de material que existe se a venderes não deves ter perdas financeiras.
 

Trizade

Well-Known Member
O problema é que tu passaste do que é provavelmente a companhia que constrói as melhores bicicletas (leia-se qualidade de montagem e de materiais utilizados) para uma companhia de produção em massa em que as margens de tolerância dos materiais utilizados e qualidade,etc nada tem uma empresa como a Time.
Poderá ser que infelizmente tenhas apanhado uma bicicleta que teve um conjunto de materiais que "bateram" nas tais margens de tolerância e que devido a isso provoca os tais ruídos,etc...
Nunca tive uma Trek por isso não sei se é algo recorrente deles, mas atendendo ao facto de vires da Time, pode explicar as diferenças que sentiste digo eu...
 

petrix

Well-Known Member
O que eu mais detesto é ruídos parasitas...:confused:... a minha Scott também não trazia espuma nos cabos internos e aquilo fazia um ruído horrível, teve que ser o meu mecânico a colocar, mas claro dá algum trabalho.
 

kostaviks

Well-Known Member
O problema é que tu passaste do que é provavelmente a companhia que constrói as melhores bicicletas (leia-se qualidade de montagem e de materiais utilizados) para uma companhia de produção em massa em que as margens de tolerância dos materiais utilizados e qualidade,etc nada tem uma empresa como a Time.
Poderá ser que infelizmente tenhas apanhado uma bicicleta que teve um conjunto de materiais que "bateram" nas tais margens de tolerância e que devido a isso provoca os tais ruídos,etc...
Nunca tive uma Trek por isso não sei se é algo recorrente deles, mas atendendo ao facto de vires da Time, pode explicar as diferenças que sentiste digo eu...
Sim, de facto, depois de ter uma Time a fasquia fica bastante alta.
A troca deveu-se ao facto de achar a bicicleta muito bonita e na verdade também tenho bastantes amigos que têm Émonda e falam maravilhas.
Acontece que quando lhes perguntei sobre se as deles faziam os mesmos barulhos, etc... todos respondem "as trek são todas assim, mas rolam muito bem, os barulhos que se fod...."
Não compreendo como é que nem se queixam de falta de qualidade em algo que não é, de todo, barato!!!
Enfim
 

pratoni

Well-Known Member
Sim, de facto, depois de ter uma Time a fasquia fica bastante alta.
A troca deveu-se ao facto de achar a bicicleta muito bonita e na verdade também tenho bastantes amigos que têm Émonda e falam maravilhas.
Acontece que quando lhes perguntei sobre se as deles faziam os mesmos barulhos, etc... todos respondem "as trek são todas assim, mas rolam muito bem, os barulhos que se fod...."
Não compreendo como é que nem se queixam de falta de qualidade em algo que não é, de todo, barato!!!
Enfim
Isso devem ser gajos que não pagam as bikes com o seu dinheiro...:oops:
 

card0so

Well-Known Member
Realmente, nestas gamas $$$, não é admissível essas coisas mais "básicas". É que nem são coisas dispendiosas, mas fazem a diferença.
 

Trizade

Well-Known Member
Sim, de facto, depois de ter uma Time a fasquia fica bastante alta.
A troca deveu-se ao facto de achar a bicicleta muito bonita e na verdade também tenho bastantes amigos que têm Émonda e falam maravilhas.
Acontece que quando lhes perguntei sobre se as deles faziam os mesmos barulhos, etc... todos respondem "as trek são todas assim, mas rolam muito bem, os barulhos que se fod...."
Não compreendo como é que nem se queixam de falta de qualidade em algo que não é, de todo, barato!!!
Enfim

É o que dá comprar coisas de marcas de produção em massa. Haverá sempre esse tipo de situações. Eles depois salvaguardam-se nas margens de tolerância para se desculparem digamos assim...
Continuo a dizer que tu talvez também tenhas tido azar e apanhado uma máquina que está nos limites das tolerâncias em vários sitios...
Uma das coisas que me fez optar pela Factor foi a transparência deles, e a comunicação que tiveram comigo a responder a todas as perguntas que eu tinha antes de comprar o quadro...
Digo-te já que em termos de customer support nunca vi uma empresa assim. (e não estou a falar só de ciclismo). São absolutamente fantásticos e mostram um profissionalismo e brio naquilo que fazem que é simplesmente top.
Tive um problema na forqueta (que eles assumiram publicamente que foi um erro de design nos primeiros modelos que saíram de fábrica) e sem custo nenhum enviaram uma forqueta nova em 2 dias para eu trocar pela minha.
Duvido que uma marca como a Trek, uma Specialized ou essas "Big Guns" tomasse uma posição como a Factor tomou por exemplo...
 

tuga

Well-Known Member
Nestas marcas de produção en masse a satisfação do utilizador final depende muito onde é por quem é feita a montagem de acessórios. O produto em si, i.e. Trek, é de qualidade indubitável.

A minha CAAD12, por exemplo, exigi da loja que a deichasse na caixa para eu próprio montar. A anterior Canyon Ultimate, graças ao sistema de vendas Canyon, também fui eu a poder montar.
Já com a minha Domane não pôde ser assim, mas felizmente o representante tem uma oficina competente e só precisei de lá ir uma vez trocar os rolamentos da roda traseira e eliminar os barulhos vindos do IsoSpeed.
Recentemente encomendei um quadro Émonda, travão normal, e vou ser eu a montar tudo com a R8000 e pedaleira 2x12.
Por isso, recomendo a quem tiver capacidade e possibilidade, ser o próprio a pôr mãos à obra para o resultado desejado. Para mim é uma parte importante do hobby ciclismo.
 

pratoni

Well-Known Member
É o que dá comprar coisas de marcas de produção em massa. Haverá sempre esse tipo de situações. Eles depois salvaguardam-se nas margens de tolerância para se desculparem digamos assim...
Continuo a dizer que tu talvez também tenhas tido azar e apanhado uma máquina que está nos limites das tolerâncias em vários sitios...
Uma das coisas que me fez optar pela Factor foi a transparência deles, e a comunicação que tiveram comigo a responder a todas as perguntas que eu tinha antes de comprar o quadro...
Digo-te já que em termos de customer support nunca vi uma empresa assim. (e não estou a falar só de ciclismo). São absolutamente fantásticos e mostram um profissionalismo e brio naquilo que fazem que é simplesmente top.
Tive um problema na forqueta (que eles assumiram publicamente que foi um erro de design nos primeiros modelos que saíram de fábrica) e sem custo nenhum enviaram uma forqueta nova em 2 dias para eu trocar pela minha.
Duvido que uma marca como a Trek, uma Specialized ou essas "Big Guns" tomasse uma posição como a Factor tomou por exemplo...
Compraste online?
 

elchocollat

Well-Known Member
Nestas marcas de produção en masse a satisfação do utilizador final depende muito onde é por quem é feita a montagem de acessórios. O produto em si, i.e. Trek, é de qualidade indubitável.

A minha CAAD12, por exemplo, exigi da loja que a deichasse na caixa para eu próprio montar. A anterior Canyon Ultimate, graças ao sistema de vendas Canyon, também fui eu a poder montar.
Já com a minha Domane não pôde ser assim, mas felizmente o representante tem uma oficina competente e só precisei de lá ir uma vez trocar os rolamentos da roda traseira e eliminar os barulhos vindos do IsoSpeed.
Recentemente encomendei um quadro Émonda, travão normal, e vou ser eu a montar tudo com a R8000 e pedaleira 2x12.
Por isso, recomendo a quem tiver capacidade e possibilidade, ser o próprio a pôr mãos à obra para o resultado desejado. Para mim é uma parte importante do hobby ciclismo.
Também me lembrei disto ao ler o tópico.

Ou seja, eu conheço uma loja em Lisboa que vende Trek e Scott, e eles tal como todas as outras lojas (acredito eu) recebem as bicicletas em caixas e depois montam.
Ou seja, a fraca qualidade de montagem é culpa da loja e não da marca.
Quem sabe se a marca não manda tudo direito e a loja fica com certas peças que utilizarão mais tarde a custo 0?

Bolas, a Trek fornece serviços a pelo menos uma equia World Tour. Uma vez mais, o serviço será feito por mecânicos tal como nas lojas (claro que com mãozinha, disponibilidade, visão e até amor ao serviço diferentes).

Não conheço a marca, nunca tive outra bicicleta além da que tenho mas concordo que a qualidade numa destas marcas tem que ser alta. Agora, quem pode fazer a diferença serão os mecânicos/lojas
 

kostaviks

Well-Known Member
Os problemas de montagem que encontro, são mesmo problemas de concepção da bicicleta e/ou contenção de custos!
A questão é que são coisas que parecendo insignificantes, podem tornar a experiência do cliente, uma má experiência!
O uso de borrachas nas passagens de cabos e espirais, mangas anti-ruido, stichers de proteção em pontos de contacto entre componentes e o quadro, etc... tudo isto é da responsabilidade de que projeta e decide como a bike vai ser entregue ao cliente.
Eu trabalho na área e uma das marcas com que trabalho é a Canyon. Em todos estes pormenores, está a anos luz destas Trek que compramos. O nível de exigência e a preocupação pela obtenção de uma boa experiência e consequente feedback positivo por parte do cliente, são notórios.
Para além disso, tudo é pensado ao mm! Todas as configurações das bikes, medidas de cockpits, etc...
 

elchocollat

Well-Known Member
A loja que referes é a Lisboa bike shop e duvido que seja problema de montagem deles. Os mecânicos são muito bons.
Sem dúvida. É onde eu levo as minhas bicicletas e posso afirmar que eles são muito bons mesmo.
X2! :)

Gosto muito do serviço deles e é sempre lá que vou! :)
Mas era aí que queria chegar: nessa loja a montagem poderia ser excelente, mas noutra ao lado seria má. A mesma montagem de bicicleta.
 

Carolina

Well-Known Member
Pois, eu tenho uma Trek de 2018 e nunca notei barulhos estranhos nenhuns. Coisas como os stickers para proteção do quadro também me foram dados, até me deram a mais.

Ou é de quem fez a montagem ou é coisa dos modelos recentes.
 

bogas

Well-Known Member
Os problemas de montagem que encontro, são mesmo problemas de concepção da bicicleta e/ou contenção de custos!
A questão é que são coisas que parecendo insignificantes, podem tornar a experiência do cliente, uma má experiência!
O uso de borrachas nas passagens de cabos e espirais, mangas anti-ruido, stichers de proteção em pontos de contacto entre componentes e o quadro, etc... tudo isto é da responsabilidade de que projeta e decide como a bike vai ser entregue ao cliente.
Eu trabalho na área e uma das marcas com que trabalho é a Canyon. Em todos estes pormenores, está a anos luz destas Trek que compramos. O nível de exigência e a preocupação pela obtenção de uma boa experiência e consequente feedback positivo por parte do cliente, são notórios.
Para além disso, tudo é pensado ao mm! Todas as configurações das bikes, medidas de cockpits, etc...
então compravas uma Canyon...
quando tive a trek também tive de pedir para colocarem essas "proteções" nos cabos internos, caso contrário em estradas menos boas fazia muito ruido.
 
Top