[Running Report] Fui... Devagar...

pacheco

Well-Known Member
#21
Boa tarde,

A semana passada dei por mim a tentar editar uma série de vídeos que tinha feito numa das últimas pedaladelas pelo Norte do país, entre Ponte de Lima e Viana do Castelo.

Não contém com nada do outro mundo... Ele não é grande ciclista, não é grande gajo da câmara nem grande realizador... Por isso... É o que é.


Abraço,
 

mussulo

Well-Known Member
#22
Fiz uma visualização em velocidade acelerada,
Brutais alguns dos sítios por onde passaste.

Tenta fazer outros pontos de vista,
para a máquina e passa com a bike, para dar algum movimento aos vídeos.
 

NULL

Moderador
Staff member
#23
Boa tarde,

A semana passada dei por mim a tentar editar uma série de vídeos que tinha feito numa das últimas pedaladelas pelo Norte do país, entre Ponte de Lima e Viana do Castelo.

Não contém com nada do outro mundo... Ele não é grande ciclista, não é grande gajo da câmara nem grande realizador... Por isso... É o que é.


Abraço,
Engraçado que já fiz muitos percursos por esses lados, inclusive do lado esquerdo do Lima em direção a Viana, mas do lado direito nunca me atraiu... um que costumo fazer por um lado e vir por outro é de Ponte de Lima aos Arcos com o rio à esquerda e regressar dos Arcos a Ponte de Lima com o rio também à esquerda, isto é, ir por um lado e vir por outro.
 

pacheco

Well-Known Member
#24
Engraçado que já fiz muitos percursos por esses lados, inclusive do lado esquerdo do Lima em direção a Viana, mas do lado direito nunca me atraiu... um que costumo fazer por um lado e vir por outro é de Ponte de Lima aos Arcos com o rio à esquerda e regressar dos Arcos a Ponte de Lima com o rio também à esquerda, isto é, ir por um lado e vir por outro.
Já fiz até a Barca de um lado e voltar do outro. Aos Arcos ainda não me aventurei... Tenho de comer mais sal. A ideia deste dia era ir por um lado e vir pelo outro, mas a ponte Eiffel esta em reparação das juntas de dilatação.

Nunca me tinha atraído para além de Lanheses, porque achava que era basicamente estrada... Depois encontrei um track que ia junto ao rio pelos campos agrícolas e gostei.

Como já tinha feito a margem esquerda até miad ou menos Vila Franca... Fui pela outra. O regresso foi pelo mesmo lado ate Lanheses onde atravessei para a outra margem.

Abraço
 

NULL

Moderador
Staff member
#25
Já fiz até a Barca de um lado e voltar do outro. Aos Arcos ainda não me aventurei... Tenho de comer mais sal. A ideia deste dia era ir por um lado e vir pelo outro, mas a ponte Eiffel esta em reparação das juntas de dilatação.

Nunca me tinha atraído para além de Lanheses, porque achava que era basicamente estrada... Depois encontrei um track que ia junto ao rio pelos campos agrícolas e gostei.

Como já tinha feito a margem esquerda até miad ou menos Vila Franca... Fui pela outra. O regresso foi pelo mesmo lado ate Lanheses onde atravessei para a outra margem.

Abraço
Muito bem!!

Enquanto imaginava esses percursos lembrei-me de fazer uma volta até Sistelo! Um dia destes vai ser isso! Barcelos - Sistelo - Barcelos
 

dragom

Active Member
#28
Muito bem!!

Enquanto imaginava esses percursos lembrei-me de fazer uma volta até Sistelo! Um dia destes vai ser isso! Barcelos - Sistelo - Barcelos

É um percurso espetacular. Eu fiz no ano passado, mas de S. Romão - Sistelo - S. Romão (perto do Porto). Mas fui de BTT, roda 26. De gravel deve-se fazer bem, um amigo meu foi com uma bicicleta de ciclocross, embora alguns segmentos de pedra teve de desmontar.

Já agora, se forem, não falhem a posta ao almoço em Sistelo.

https://www.strava.com/activities/3812756634
 

NULL

Moderador
Staff member
#29
É um percurso espetacular. Eu fiz no ano passado, mas de S. Romão - Sistelo - S. Romão (perto do Porto). Mas fui de BTT, roda 26. De gravel deve-se fazer bem, um amigo meu foi com uma bicicleta de ciclocross, embora alguns segmentos de pedra teve de desmontar.

Já agora, se forem, não falhem a posta ao almoço em Sistelo.

https://www.strava.com/activities/3812756634
Impecável!! Mas que bela empreitada!!
 

pacheco

Well-Known Member
#30
É um percurso espetacular. Eu fiz no ano passado, mas de S. Romão - Sistelo - S. Romão (perto do Porto). Mas fui de BTT, roda 26. De gravel deve-se fazer bem, um amigo meu foi com uma bicicleta de ciclocross, embora alguns segmentos de pedra teve de desmontar.

Já agora, se forem, não falhem a posta ao almoço em Sistelo.

https://www.strava.com/activities/3812756634
Bom dia,

Isso acho que não vou lá só a comer mais sal

Mas fica a dica.

Abraço
 

pacheco

Well-Known Member
#31
Fiz uma visualização em velocidade acelerada,
Brutais alguns dos sítios por onde passaste.

Tenta fazer outros pontos de vista,
para a máquina e passa com a bike, para dar algum movimento aos vídeos.
Bom dia.

Obrigado pelas dicas. A razão de não aparecer a bike a passar é mesmo por não gostar de ser actor...

É sim o video ficou grande demais. A minha ideia era resumir em três ou quatro minutos mas não consegui. Achava que tudo era engraçado. Também a experiência não é muita.

Estava demasiado tremido, a câmara ia montada no guiador e depois percebi que as opções "estabilizar" e "redução do olho de peixe" não eram compatíveis entre si... Ou uma ou outra. Depois houve alguma tentativa de estabilizar minimamente por software e deu o que deu.
 

mussulo

Well-Known Member
#32
Eu tenho feito umas filmagens e montagens com o software da go-pro,
Dá para fazer umas brincadeiras giras

Se fosse eu a editar... acho que nem tinha coragem de publicar :p
 

pacheco

Well-Known Member
#33
A minha é uma akaso... Ou era.. Que entretanto a miuda deixou ir ao chão e agora fico com uma "pinga de água" na lente.

E onde estão esses vídeos?

Abraço
 

pacheco

Well-Known Member
#34
Boa noite,

Hoje voltei a rua sem ser com a miúda, mas com uma série de coisas que tinha comprado pro inverno, ou não, para testar.

Garmin Edge 130: Como já tinha referido por aí,
tinha adquirido no final de Fevereiro, mas ainda não o tinha testado. A experiência foi boa. Apesar de andar numa zona conhecida e sabia mais ou menos onde virar, gostei da experiência de seguir o risco, sem mapa.
  • Rota criada com o Ride With GPS, conectado com o Garmin Conect. Depois de guardar a rota, estava no Garmin Conect.
  • Ligar GPS, send to GPS e já está.
  • No final Save da volta, conectar com o Garmin Conect e a seguir tava no Ride With GPS
  • No arranque esqueci-me de carregar no Start, mas bem que estava a estranhar o mapa não se mexer... Mas até que percebi porquê. Problema do Utilizador.
  • Tinha os tons activos e ia recebendo os avisos das mudanças de direção.
  • Desconfio que falhou uma ou outra vez, não sei se foi falta de atenção minha ou falhou mesmo. Acho que falhou... Eram bifurcacões, curiosamente.
  • A banda cardíaca não se conectou. Já a tinha emparelhar... Em tempos, ao emparelhar com uma aplicação apareceu-me um aviso de bateria fraca.
  • Finalmente, gosto do aspecto maneirinho no avanço.
Blackburn Dayblazer 1100: Parte da volta foi feita ainda de dia pelo que ia só para ser visto. No final da volta tive de a usar mesmo e bastou. Não fixa na potência máxima, não sei se é defeito ou feitio.

Cateye Wearable X: Não sei o que dizer. Acho que cumpriu o serviço. Apenas notei que com um raspão com a coxa ela caiu... A ver melhor.

Óculos Rockrider BTT XC Photo: Gostei. Sai de casa com eles para proteger o por do sol. É cheguei com eles a casa para proteger do vento. São photocromaticos, mas dizem, variando de 1 a 3 na intensidade. A testar com sol mais intenso.

Resumindo, para a minha utilização tudo impecável!






Acho que de equipamento chega... Mas as próximas aquisições serão Chispe, Rabo de Boi e Bofes... Que os meus ficam facilmente cansados...

Abraço
 

mussulo

Well-Known Member
#35
A minha é uma akaso... Ou era.. Que entretanto a miuda deixou ir ao chão e agora fico com uma "pinga de água" na lente.

E onde estão esses vídeos?

Abraço
Tenho partilhado maioritariamente no meu instagram.
Na próxima volta, já começo a fazer upload para o youtube, e posteriormente coloco-os aqui no forum.
 

pacheco

Well-Known Member
#36
[2021.03.21]

Março 2021 e nova tentativa de regresso à bicicleta. Depois de algum tempo em casa com a escola da pequena fechada e sem se poder/dever andar na rua, esta foi a primeira volta maior sem sair do concelho.

Saída em direção à Zona Ribeirinha da Póvoa de Santa Iria daí em direção a Alverca, Alhandra e Vila Franca de Xira.

Tanto na Zona Ribeirinha da Póvoa de Santa Iria como na ciclovia entre Alhandra e Vila Franca de Xira apesar de ir de bicicleta senti necessidade de usar máscara dada a concentração de pessoas.

Fotos...

Na primeira paragem junto à Igreja de Alhandra







Paragem seguinte já na chegada a Vila Franca de Xira



E depois no momento do abastecimento e retorno



Resumo:




Fui... devagar...

Abraço
 

pacheco

Well-Known Member
#37
[2021.03.28]

Fazia uns bons anos que já lá tinha estado. Na altura, saí de bicicleta (BTT) da Gare do Oriente acompanhado da cara metade, de comboio até Vila Franca de Xira. Depois a volta desenrolou-se por lá.

Para este dia o objectivo estava traçado. Alcançar a Ermida de Nossa Senhora de Alcamé. Depois o EVOA.

Para a alcançarmos, são precisos oito quilómetros numa estrada de terra batida de planície agrícola, uma distância que, por si só, amplia a sua solidão. Esta é uma paisagem reduzida ao mínimo. Enquanto nos vamos aproximando da ermida, recuamos no tempo, uma boa chave para compreendermos o lugar onde nos encontramos. Até há algumas décadas, o cultivo destes 5000 hectares de terreno ficava a cargo do trabalho árduo de centenas de trabalhadores. Em épocas de muita faina, como a colheita, vinham muitos mais, deslocados da sua terra, à procura de um ganha-pão. Para alimentar espiritualmente esta grande comunidade e agradecer a Deus as colheitas, foi decidida a construção de uma capela em honra da Nossa Senhora de Alcamé (a palavra “alcamé” deriva do árabe “achmé”, que significa trigo).

in Museu da Paisagem
Desta vez a partida era de casa. Assim, saída de Vialonga até à Zona Ribeirinha da Póvoa de Santa Iria.





Seguindo até Alverca - Alhandra - Vila Franca de Xira pelo Caminho de Fátima





Travessia da Ponte Marechal Carmona (eu pessoalmente faço a travessia pelo passeio que assim posso parar para apreciar a paisagem quando me apetece)



Entrada nas Lezirias.. .Será que descobri o "Gravel Heaven"?



Seguindo onde nada acontece



Até alcançar a Ermida de Nossa Senhora de Alcamé



O primeiro objectivo do dia estava atinjido. Daqui seguia até a zona do EVOA, mas o acesso encontrava-se encerrado



Depois disto, pelo mapa parecia que ainda dava para chegar junto ao rio, mas também não tinha passagem. Time to Go Back





O regresso a casa, foi feito pela Nacional 10. Apróximava-se a hora de almoço e a volta estava a tornar-se das maiores que alguma vez dei.



Resumindo





Fui... Devagar...