Regurgitação Mitral

Cláudio

Active Member
#1
Boas pessoal.
Na semana passada fui fazer um ECG, ecocardiograma e prova de esforço. Disseram-me que estava tudo bem, sem problemas.
Mas como sou um curioso por natureza, abri os exames e li o relatório. No ecocardiograma diz "regurgitação Mitral e triscúpida fisiológica", sendo que em cima assinala que o grau de regurgitação de ambos é de "I/IV".
Alguém sabe o que isto significa ou se pode vir a causar problemas? É que fui ver o ecocardiograma que fiz há 5 anos e diz "sem regurgitação". É algo que possa evoluir?
Muito obrigado!
 

prata_7

Well-Known Member
#2
Regurgitação quer dizer que há uma pequena quantidade de sangue que não faz o trajecto correcto no coração, nesse teu caso a valvula mitral e tricuspida permitem que haja essa pequena quantidade de sangue a passar. O grau vai de 1 a 4 e pelo que dizes as tuas são de grau 1, pelo que não necessitam de tratamento.
Agora não vale a pena ires para o google senão vais te assustar, fala com o teu médico de família e ele explica-te tudo.
 

Cláudio

Active Member
#3
Regurgitação quer dizer que há uma pequena quantidade de sangue que não faz o trajecto correcto no coração, nesse teu caso a valvula mitral e tricuspida permitem que haja essa pequena quantidade de sangue a passar. O grau vai de 1 a 4 e pelo que dizes as tuas são de grau 1, pelo que não necessitam de tratamento.
Agora não vale a pena ires para o google senão vais te assustar, fala com o teu médico de família e ele explica-te tudo.
Obrigado pela resposta. Vou falar com a médica de família, embora ela não seja muito comunicativa.
Tenho 25 anos, é uma coisa normal ou pode progredir e piorar? Tem alguma implicação na prática desportiva? A cardiologista que fez os exames não deu muita importância, por isso estou mais ou menos descansado
 

elchocollat

Well-Known Member
#4
@Cláudio
Percebo que estejas preocupado, mas considero que a Internet não é o melhor sítio para se tirar dúvidas, como até te foi dito acima.
Ou vais a outro cardiologista procurar uma 2a opinião , ou fazes como te disse o @prata_7 .
Já sabes o que é. Não te fiques em perguntas na internet por mais que as pessoas saibam por vezes é necessário outro tipo de exames.
Força nos crancks!!
 

joseruivo

Well-Known Member
#5
Obrigado pela resposta. Vou falar com a médica de família, embora ela não seja muito comunicativa.
Tenho 25 anos, é uma coisa normal ou pode progredir e piorar? Tem alguma implicação na prática desportiva? A cardiologista que fez os exames não deu muita importância, por isso estou mais ou menos descansado
Existem cardiologistas especializados em desporto.
Eu tive de ir a um depois de o "normal" me dizer que os meus exames estavam todos bons, mas que não devia fazer grandes subidas de bicicleta (de estrada) e não fazer btt :rolleyes: O especializado em desporto disse-me que podia treinar à vontade.
 

prata_7

Well-Known Member
#6
Existem cardiologistas especializados em desporto.
Eu tive de ir a um depois de o "normal" me dizer que os meus exames estavam todos bons, mas que não devia fazer grandes subidas de bicicleta (de estrada) e não fazer btt :rolleyes: O especializado em desporto disse-me que podia treinar à vontade.
Sim, havendo possibilidade de ir a um cardiologista mais virado para desporto é sempre uma mais valia.
 
#7
Ás vezes mais vale não ler, só por uma questão de interpretação, que não temos a mais correta
Se não acreditamos no que os especialistas nos dizem, mais vale não fazer nada e viver consoante o vento
 

prata_7

Well-Known Member
#8
Ás vezes mais vale não ler, só por uma questão de interpretação, que não temos a mais correta
Se não acreditamos no que os especialistas nos dizem, mais vale não fazer nada e viver consoante o vento
Nesse ponto não concordo inteiramente contigo, acho que devemos ler para que quando se for falar com o médico pedir para ele nos esclarecer todas as duvidas. A saúde é nossa, e temos o direito de saber tudo sobre o nosso estado e desfazer todas as dúvidas.
É certo que os médicos não estão para nos enganar, mas ás vezes não explicam tudo de forma a que a pessoa fique a saber tudo do seu estado de saúde.

Agora o que não vale a pena é quem não sabe o que está a ler tirar conclusões por ele próprio e/ou ir ao doutor google devorar tudo o que por lá se diz.
 

Cláudio

Active Member
#9
Existem cardiologistas especializados em desporto.
Eu tive de ir a um depois de o "normal" me dizer que os meus exames estavam todos bons, mas que não devia fazer grandes subidas de bicicleta (de estrada) e não fazer btt :rolleyes: O especializado em desporto disse-me que podia treinar à vontade.
Porque esse cardiologista "normal" te disse isso? Quando foste ao especializado voltou a repetir os exames ou mostraste apenas os que fizeste?

Para já vou falar com a médica de família e, se não ficar satisfeito, consulto um especialista. Aqui mais perto de mim, já ouvi falar do dr. Paulo Jorge Dinis em Coimbra ou o dr. João Freitas no Porto
 

joseruivo

Well-Known Member
#10
Porque esse cardiologista "normal" te disse isso? Quando foste ao especializado voltou a repetir os exames ou mostraste apenas os que fizeste?
Porquê? Nas palavras do especialista, "o meu colega nunca deve ter praticado desporto".... Apenas mostrei todos os exames - prova de esforço, ECG e ecocardiograma, dopler - que tinha feito 1 mês antes.
Eu não tinha queixa nenhuma, apenas quis saber como estava depois de ter tido covide.

Para já vou falar com a médica de família e, se não ficar satisfeito, consulto um especialista. Aqui mais perto de mim, já ouvi falar do dr. Paulo Jorge Dinis em Coimbra ou o dr. João Freitas no Porto
Estou em Lisboa, para esses lados não te posso ajudar. Sugiro pesquisa nos sites de clínicas e hospitais onde conste as especializações e currículo dos médicos.
 
#11
Nesse ponto não concordo inteiramente contigo, acho que devemos ler para que quando se for falar com o médico pedir para ele nos esclarecer todas as duvidas. A saúde é nossa, e temos o direito de saber tudo sobre o nosso estado e desfazer todas as dúvidas.
É certo que os médicos não estão para nos enganar, mas ás vezes não explicam tudo de forma a que a pessoa fique a saber tudo do seu estado de saúde.

Agora o que não vale a pena é quem não sabe o que está a ler tirar conclusões por ele próprio e/ou ir ao doutor google devorar tudo o que por lá se diz.
Eu fui fazer uns testes a uma clinica especializada, com médicos especializados, que trabalham na área e num hospital com especialização na área
Duas das coisas que referiram foi o colesterol alto e uma válvula um pouco maior
O colesterol teria de fazer um teste especifico para saber mais em pormenor, possivelmente não era nada a válvula disseram que não era nada de mais
Tudo isto porque era desportista amador, referente ao não ser nada de mais
O que fiz foi entregar os exames ao medico de família que também não viu nada de mais, a não ser mais uma vez o colesterol

Nem me preocupei em ver mais em pormenor os exames

Se me fosse preocupar mais com o assunto, estava a demonstrar não acreditar no que 3 pessoas me disseram e para isso mais valia ter deixado de fazer desporto desde pequenino, porque fui proibido de o fazer, derivado a uma doença que afeta os músculos e mais outros pormenores, cada vez que caiu no hospital lá tenho de ficar umas horas ligado a maquina para ver se está tudo bem e poderem fazer o que têm de fazer, da ultima vez até depois da operação estive ligado e a fazer o teste ao motor uma semana seguida

Se devemos ler, claro que sim, se nos devemos informar, claro, mas devemos fazer poucos macaquinhos no sótão
 

prata_7

Well-Known Member
#12
Eu fui fazer uns testes a uma clinica especializada, com médicos especializados, que trabalham na área e num hospital com especialização na área
Duas das coisas que referiram foi o colesterol alto e uma válvula um pouco maior
O colesterol teria de fazer um teste especifico para saber mais em pormenor, possivelmente não era nada a válvula disseram que não era nada de mais
Tudo isto porque era desportista amador, referente ao não ser nada de mais
O que fiz foi entregar os exames ao medico de família que também não viu nada de mais, a não ser mais uma vez o colesterol


Nem me preocupei em ver mais em pormenor os exames

Se me fosse preocupar mais com o assunto, estava a demonstrar não acreditar no que 3 pessoas me disseram e para isso mais valia ter deixado de fazer desporto desde pequenino, porque fui proibido de o fazer, derivado a uma doença que afeta os músculos e mais outros pormenores, cada vez que caiu no hospital lá tenho de ficar umas horas ligado a maquina para ver se está tudo bem e poderem fazer o que têm de fazer, da ultima vez até depois da operação estive ligado e a fazer o teste ao motor uma semana seguida

Se devemos ler, claro que sim, se nos devemos informar, claro, mas devemos fazer poucos macaquinhos no sótão
Lá está o que dizia, foste aos médicos e ficaste esclarecido sobre a tua situação. Assim tens perfeita noção do que se passa..

A última frase que escreveste diz tudo.. esclarecer a situação, confiar nos especialistas e seguir a vida sem estar sempre a pensar nisso
 

NULL

Moderador
Staff member
#13
Boas

Eu tenho o mesmo problema. Isso acontece quando existe um prolapso da válvula e o sangue em vez de circular apenas num sentido, quando a válvula está a fechar, recua mais do que é suposto e acontece a tal regurgitação.

Eu fiz uma prova de esforço e mais uma série de exames e durante a prova disseram-me logo para não passar dos 165/170bpm´s. Assustado, recorri a um cardiologista especializado em desporto de alta competição. Após mais uma série de exames acabou por me dizer que podia carregar à vontade.

Para o problema que tenho há 2 cuidados a ter:
- Muito cuidado com os dentes. Ir ao dentista pelo menos 1 vez ao ano! Esses cuidados têm como objectivo evitar a entrada de alguma bactéria no coração. Essa regurgitação pode levar a que uma bactéria entre no coração.
- Avaliar com alguma frequência o grau do prolapso. De ano a ano ou de 2 em 2 anos deve-se vigiar para perceber se houve algum aumento...

Apesar de tudo eu recomendo que sejas visto por um cardiologista especialista em desporto e lá ele irá tirar-te todas as dúvidas.
 

Cláudio

Active Member
#14
Boas

Eu tenho o mesmo problema. Isso acontece quando existe um prolapso da válvula e o sangue em vez de circular apenas num sentido, quando a válvula está a fechar, recua mais do que é suposto e acontece a tal regurgitação.

Eu fiz uma prova de esforço e mais uma série de exames e durante a prova disseram-me logo para não passar dos 165/170bpm´s. Assustado, recorri a um cardiologista especializado em desporto de alta competição. Após mais uma série de exames acabou por me dizer que podia carregar à vontade.

Para o problema que tenho há 2 cuidados a ter:
- Muito cuidado com os dentes. Ir ao dentista pelo menos 1 vez ao ano! Esses cuidados têm como objectivo evitar a entrada de alguma bactéria no coração. Essa regurgitação pode levar a que uma bactéria entre no coração.
- Avaliar com alguma frequência o grau do prolapso. De ano a ano ou de 2 em 2 anos deve-se vigiar para perceber se houve algum aumento...

Apesar de tudo eu recomendo que sejas visto por um cardiologista especialista em desporto e lá ele irá tirar-te todas as dúvidas.
Muito obrigado pela resposta.
Mas por acaso sabes se o teu grau de regurgitação é superior ao meu? Pelo que diz no relatório tenho uma regurgitação considerada fisiológica, portanto aceitável dentro dos parâmetros da normalidade. E na minha prova de esforço não me disseram nada. Levei praticamente até às 190bpm e o médico disso que já chegava, mesmo sentindo que conseguia ir mais um pouco.
Por acaso não és da zona centro ou norte para saber recomendar um cardiologista especializado?

Obrigado
 

NULL

Moderador
Staff member
#15
Muito obrigado pela resposta.
Mas por acaso sabes se o teu grau de regurgitação é superior ao meu? Pelo que diz no relatório tenho uma regurgitação considerada fisiológica, portanto aceitável dentro dos parâmetros da normalidade. E na minha prova de esforço não me disseram nada. Levei praticamente até às 190bpm e o médico disso que já chegava, mesmo sentindo que conseguia ir mais um pouco.
Por acaso não és da zona centro ou norte para saber recomendar um médico?

Obrigado
Não tenho comigo o relatório, logo posso ver e digo-te.

Zona Norte sim, posso recomendar-te. Eu fui ao Prof. João Freitas na Clínica do Dragão. É o cardiologista do F. C. Porto.

Na mesma clínica também tens o Prof. Ovídio Costa, pelo que me disseram também é bom.
 

Cláudio

Active Member
#16
Não tenho comigo o relatório, logo posso ver e digo-te.

Zona Norte sim, posso recomendar-te. Eu fui ao Prof. João Freitas na Clínica do Dragão. É o cardiologista do F. C. Porto.

Na mesma clínica também tens o Prof. Ovídio Costa, pelo que me disseram também é bom.
Exato, já tinha referências do dr. João Freitas, obrigado.
Se puderes depois então ver isso, manda-me mensagem privada ou assim se não quiseres expor aqui.

Muito obrigado pela ajuda
 

NULL

Moderador
Staff member
#18
Exato, já tinha referências do dr. João Freitas, obrigado.
Se puderes depois então ver isso, manda-me mensagem privada ou assim se não quiseres expor aqui.

Muito obrigado pela ajuda
No relatório não refere o nível, refere como conclusão um “Ligeiro prolapso da válvula mitral”. Em 2 anos não teve evolução, nem positiva nem negativa.
 

Cláudio

Active Member
#19
No relatório não refere o nível, refere como conclusão um “Ligeiro prolapso da válvula mitral”. Em 2 anos não teve evolução, nem positiva nem negativa.
O que importa é que andes bem. Tens limitações nos treinos ou fazes tudo normal?
Pois, podemos até estar a falar de coisas diferentes, não vale a pena estar a fazer comparações com a tua situação, nem era esse o objetivo. Fiquei apenas interessado e curioso.
De qualquer forma, tive a sorte de conseguir uma consulta com um especialista em breve. O dr. João Freitas só em Setembro tinha vagas, arranjei com o dr. Paulo Jorge Dinis em Coimbra. Tem bom currículo e é especialista em cardiologia desportiva. Veremos o que ele diz
 

NULL

Moderador
Staff member
#20
O que importa é que andes bem. Tens limitações nos treinos ou fazes tudo normal?
Pois, podemos até estar a falar de coisas diferentes, não vale a pena estar a fazer comparações com a tua situação, nem era esse o objetivo. Fiquei apenas interessado e curioso.
De qualquer forma, tive a sorte de conseguir uma consulta com um especialista em breve. O dr. João Freitas só em Setembro tinha vagas, arranjei com o dr. Paulo Jorge Dinis em Coimbra. Tem bom currículo e é especialista em cardiologia desportiva. Veremos o que ele diz
Eu é sempre a fundo! Não tenho limitador... Ahahahah

O prof. João Freitas passa o tempo de férias... neste momento está nas Maldivas. :D

Vá... o mais importante é seres avaliado. Ahhhh, esqueci-me de outra recomendação, fazer sempre um bom aquecimento antes de apertar com a máquina! Vais ver que não vais ter qualquer limitação. :)

Boas voltas!