Porto - Fátima - Mealhada - Porto

dragom

Active Member
#1
Viva, eu e um amigo meu, estamos a planear fazer uma ida e volta a Fátima, partindo do Porto, mas parando na Mealhada para jantar no regresso. Em princípio deverá ser a 12 de Setembro.

Alguém já fez um percurso semelhante que possa dar umas dicas ou tenha um link de Strava para recomendação do melhor percurso. Estamos a pensar ir pela 109,e para vir pela Mealhada temos dúvidas se a N1 será a melhor opção ou se será muito perigosa.
 

jocarreira

Well-Known Member
#2
Boas, a N109 é chata mas faz-se.
Já a N1 (no fundo é o IC2) desaconselho fortemente entre Leiria e Pombal, o troço que conheço. Não sei como é daí para a frente. Existem zonas para sul de Leiria em que dá para andar no IC2 em relativa segurança pois tem bermas largas, mas entre Leiria e Pombal é uma merda: tens piso em mau estado em algumas zonas e noutras onde o piso está novo os carros andam a velocidades elevadas e é um troço com bastante sinistralidade.

Se fosse eu, fazia a N109 nos 2 sentidos.
 

Paulofski

Well-Known Member
#3
Mesmo sendo uma estrada pouco interessante, a N109 até a Guia é a melhor opção. Já fiz isso (podes ver aqui o link do Strava) ida e volta Porto-Fátima-Porto, e no regresso optamos por "apanhar" a N109 em Leiria, mas num erro de navegação quando demos por ela estavamos no turbilhão da N1. Não foi uma experiência agradável. Desaconselho vivamente. Depois, mal chegámos ao Barracão, fugimos dali e retomamos o caminho da ida.

Podes ler a crónica dessa aventura aqui: https://nabicicleta.com/2018/05/17/porto-fatima-porto-uma-santa-volta/
 

jocarreira

Well-Known Member
#4
Já tens um bom trajeto nesse link que o @Paulofski aqui deixou.
Vou só fazer uma sugestão:
- Logo a seguir à Figueira da Foz, na Gala, não sigas pela N109, essa estrada está em obras e com o piso degradado. Vai antes pela antiga N109, ou seja: Gala - Armazéns de Lavos - Marinha das Ondas. Aqui retomas a N109 em direção ao Carriço.

O regresso é fácil, é só virar o track ao "contrário" :)
 

dragom

Active Member
#5
Obrigado malta. Então confirma-se o que tinha receio, a N1 é para esquecer. Lá se vai o jantar de leitão... :(

Sendo assim, outra pergunta :) conhecem algum bom restaurante, já aí por Aveiro, para o jantar no regresso (que faça esquecer o leitão)?
 

RTC

Moderador
Staff member
#10
Se a N1 é assim, mesmo a N109 tem zonas que não me sinto nada confortável passar.
Está bem que foi a um dia da semana mas na sexta passei lá vindo do Porto e algumas partes é um stress:confused:
Passar Aveiro foi uma delas. Ponte da Figueira outra. Mais para o norte e na zona da Tocha o alcatrão é mau, com mau piso e buracos.
Não é fácil ir a Fátima para quem é do Porto...
 

Paulofski

Well-Known Member
#11
N
Não é fácil ir a Fátima para quem é do Porto...
Não é fácil, não, mas a N109 não difere muito de algumas estradas que por cá temos, exemplos a N12 (Estrada da Circunvalação) a N13, N14, N15 e a N108. As zonas urbanas de Aveiro, Figueira e Leiria (para quem perfere passar por Leiria) são os pontos mais complicados da N109 devido à pressão rodoviária, mas passa-se bem. O piso degradado é um mal geral do estado das estradas em Portugal.
A N1 é muito pior. Por vezes tenho de a "aprioveitar" entre a Vila da Feira e os Carvalhos, e isso sim, é um perigo iminente. Essa eu não arrisco fazê-la de noite.
 

jocarreira

Well-Known Member
#12
Pois, é mal geral. E um dos motivos sei bem qual é, até porque tive uma situação há umas semanas onde deu para ver isso claramente: o preço das portagens nas ex-SCUT.
Exemplo: há umas semanas apanhei "boleia" de um camião que vinha na N109 perto de Santo André de Vagos e foi até à entrada da A25 na Gafanha da Nazaré em direção a Aveiro (aí já não arrisquei ir atrás dele :p). Ele podia claramente ir pela A17 até à A25, mas como paga portagens foi por dentro de localidades (Vagos, Ílhavo, Gafanhas). Isto é trânsito completamente desnecessário para aquele troço da N109.
E quem diz aquele troço diz o resto da N109 que leva com bastante tráfego (de pesados!) que poderia e deveria circular na A17 se essa estrada fosse economicamente viável, mas é cara.
 

Paulofski

Well-Known Member
#15
E de bons restaurantes na 109? Também é preciso alimentar os cavalos..
Dependendo da hora do tacho, da fome e do que pretendes almoçar, ao longo da 109 há alguns restaurantes e pastelarias à face da estrada por onde escolher.

Normalmente páro na Gala (logo após a ponte da Figueira) para almoçar. Com +/- 140 km´s feitos é costume chegar ali entre as 12h00 e as 12h30. Logo a seguir à rotunda do pescador, tens um restaurante, um café e uma frutaria. É só escolher o menu.

A N109 original segue para sul nessa mesma direcção (Av 12 de Julho) e é mais interessante do que a sua variante.

Bom restaurante que te posso aconselhar é o Restaurante Carreira, em Carnide, mas aí já vão mais de 170 km's percorridos.
 
#16
Dependendo da hora do tacho, da fome e do que pretendes almoçar, ao longo da 109 há alguns restaurantes e pastelarias à face da estrada por onde escolher.

Normalmente páro na Gala (logo após a ponte da Figueira) para almoçar. Com +/- 140 km´s feitos é costume chegar ali entre as 12h00 e as 12h30. Logo a seguir à rotunda do pescador, tens um restaurante, um café e uma frutaria. É só escolher o menu.

A N109 original segue para sul nessa mesma direcção (Av 12 de Julho) e é mais interessante do que a sua variante.

Bom restaurante que te posso aconselhar é o Restaurante Carreira, em Carnide, mas aí já vão mais de 170 km's percorridos.
Normalmente tambem paro nesse restaurante. Fica logo ali ao lado da estrada. Não é preciso grandes desvios.
Deixo aqui tambem o track de quando fiz Porto - Fátima

https://www.strava.com/activities/2397250629
 

dragom

Active Member
#17
Dependendo da hora do tacho, da fome e do que pretendes almoçar, ao longo da 109 há alguns restaurantes e pastelarias à face da estrada por onde escolher.

Normalmente páro na Gala (logo após a ponte da Figueira) para almoçar. Com +/- 140 km´s feitos é costume chegar ali entre as 12h00 e as 12h30. Logo a seguir à rotunda do pescador, tens um restaurante, um café e uma frutaria. É só escolher o menu.

A N109 original segue para sul nessa mesma direcção (Av 12 de Julho) e é mais interessante do que a sua variante.

Bom restaurante que te posso aconselhar é o Restaurante Carreira, em Carnide, mas aí já vão mais de 170 km's percorridos.
Vou ficar com as referências. Embora a nossa pesquisa por restaurantes é mais para o jantar.

Como vamos e vimos estamos a planear chegar a Fátima à hora do almoço (sair às 4h). O jantar, já que não vai dar para ser na Mealhada, deverá ser por Aveiro / Ovar, etc.
 

dragom

Active Member
#18
Já agora para os que fizeram ida e volta, fizeram a sair mais cedo (3h-4h) ou pelas 6h? Nós estamos a pensar sair pelas 4h, para dividir a parte noturna em dois, e não termos as horas de noite todas no final, já quando estamos mais cansados.

Alguma sugestão quanto aos horários?
 

Paulofski

Well-Known Member
#19
Já agora para os que fizeram ida e volta, fizeram a sair mais cedo (3h-4h) ou pelas 6h? Nós estamos a pensar sair pelas 4h, para dividir a parte noturna em dois, e não termos as horas de noite todas no final, já quando estamos mais cansados.
A hora de saída depende do ritmo que vão fazer e da hora que pretendem chegar a Fátima. Nesta altura do ano é importante atender a vários factores que influenciam o ritmo, como o calor e a Nortada que vai estar. A noite é excelente para pedalar, mais fresquinha, sem trânsito e sem vento.

Ano passado tivemos de alterar planos. A intenção inicial era a de ir e voltar como haviamos feito no ano anterior, mas atendendo ao factor físico acabamos por pernoitar em Fátima e voltar no dia seguinte.

https://www.strava.com/activities/2396807746

No regresso chegamos à Figueira com vontade de continuar para Norte mas a Nortada e o relógio "obrigaram-nos" a rumar a Coimbra para apanhar o IC. A força do vento era descomunal e pedalar os 140kms em falta iam ser penosos. Portanto, atenção a isso.

https://www.strava.com/activities/2398793445

Portanto, atenção a isso.