Novidades desta modalidade, as bikes (fotos)..

e tal como já te disse da primeira vez que disseste isso, a Apple nao é conservadora nem um pouco. Pelo contrário é bem inovadora.
ainda a microsoft andava com o ms-dos e eles ja tinham um ambiente estilo windows
ainda os fabricantes de telemóveis andavam a fazer telemóveis com teclas e ja eles tinham o iphone

nao sei onde tiraste essa ideia que a Apple é conservadora e que demora a lançar. A sério que me faz confusão
isso foi á quantos anos ?

não vejo nada de inovador nos telemoveis nos ultimos 5-6 na Apple.

mas isso não é conversa para aqui.
 
Não conheço essa barraca :p Peço desculpa.
Mas regra geral a Shimano é associada a muita fiabilidade.
o sensor de power que era colocado do lado da aranha nos pedaleiros shimano (mas não só, todos os sensores que estavam instalados nos cranks shimano - stages, 4iii) reportavam power inferior ao lado esquerdo.

O problema tem a ver com o tipo de material e design da aranha dos cranks. ou seja ao instalar o sensor do lado direito não foi 1 +1 = 2

como no crank do lado esquerdo.

Vamos ver se a shimano resolveu esse problema nesta nova evolução
 
mas só agora é que apercebeste dessa maneira de ser da Shimano ?

Quem tem que "inovar" é a SRAM que em termos de faturação deve ser 1/5 da Shimano.

E depois saem com produtos em que os testers são o cliente final.
Por acaso estava a associar a Shimano a uma empresa estagnada e conservadora, mas é uma empresa mais ponderada... (não estava a ver a realidade dentro deste ponto de vista)
 

RTC

Moderador
Staff member
Eu estou para ver é quando é que os preços do material vai baixar para os níveis pré-pandemia!
Em 2020, uma cassete ultegra custava online 60-65€. Agora custa mais de 100€.
Veremos como é que o mercado vai funcionar mas estou certo que muitos produtores, revendedores e distribuidores vão-se aproveitar da situação e alargar as suas margens, mesmo quando a produção voltar ao normal e já houver stocks.
 

pratoni

Well-Known Member
Eu estou para ver é quando é que os preços do material vai baixar para os níveis pré-pandemia!
Em 2020, uma cassete ultegra custava online 60-65€. Agora custa mais de 100€.
Veremos como é que o mercado vai funcionar mas estou certo que muitos produtores, revendedores e distribuidores vão-se aproveitar da situação e alargar as suas margens, mesmo quando a produção voltar ao normal e já houver stocks.
Só quando baixar a procura...
 
Diria que vai ser o novo standard. Por muito que queiramos a procura não vai descer assim tanto, se houve um aumento tão grande de pessoas a comprar bicicletas pelo menos no caso específico das cassetes/correntes o preço não vai diminuir porque é um componente que precisa de ser trocado com alguma regularidade, logo a procura em principio será sempre superior aos niveis de 2019
 
A Shimano tem produtos com problemas tal como as outras marcas. Vende é muito mais, portanto o número de problemas por unidades vendidas é menor.
Assim de repente lembro-me dos powermeters, cranks a partir, manetes avariadas...
 
Eu estou para ver é quando é que os preços do material vai baixar para os níveis pré-pandemia!
Em 2020, uma cassete ultegra custava online 60-65€. Agora custa mais de 100€.
Veremos como é que o mercado vai funcionar mas estou certo que muitos produtores, revendedores e distribuidores vão-se aproveitar da situação e alargar as suas margens, mesmo quando a produção voltar ao normal e já houver stocks.
O mercado vai acabr por se re-equilibrar. Se as marcas abusam nos preços aparecem outras. Se os grocistas abusarem aparecem outros. É a lei do mercado.
O maior bottle neck na industria ciclistica ainda é a parte dos grupos. Mas se a shimano/sram/campagnolo comecarem a abusar logo aparece outra
 
Eu estou para ver é quando é que os preços do material vai baixar para os níveis pré-pandemia!
Em 2020, uma cassete ultegra custava online 60-65€. Agora custa mais de 100€.
Veremos como é que o mercado vai funcionar mas estou certo que muitos produtores, revendedores e distribuidores vão-se aproveitar da situação e alargar as suas margens, mesmo quando a produção voltar ao normal e já houver stocks.
Só irão baixar, quando as pessoas deixarem de comprar por esses preços abusivos...começa a ser utopia...
 
Os preços dos produtos, não vão baixar, nem pensem sequer nisto, o nosso país não tem vencimentos ao nível de outros mercados e não estamos a conseguir acompanhar a inflação, vai ser pior daqui para a frente… estamos refém de factores económicos que não estamos a conseguir acompanhar neste momento, para terem uma ideia, estou neste momento a receber menos do que estava em 2013 e estava com corte de salário e sobre taxa de irs. Neste momento não temos esses cortes, mas os impostos aumentaram substancialmente, (irs, etc...) problemático este país.
 
Ohhh migo, mas existe muita gente que compra fora, e só estávamos a escrever/falar em compra de X produto em datas diferentes e com uma grande diferença de preço no antes de no depois de y data
Que nada mudara para ja, está mais que visto e não tem nada a ver com os portugueses, ou Portugal, é geral

Acho que vou bater os meus recordes todos na troca de material nas bicicletas, vai la andar muito mais tempo do que o normal, é tipo coelho das pilhas
 
Ohhh migo, mas existe muita gente que compra fora, e só estávamos a escrever/falar em compra de X produto em datas diferentes e com uma grande diferença de preço no antes de no depois de y data
Que nada mudara para ja, está mais que visto e não tem nada a ver com os portugueses, ou Portugal, é geral


Acho que vou bater os meus recordes todos na troca de material nas bicicletas, vai la andar muito mais tempo do que o normal, é tipo coelho das pilhas
Ó migo, nos saites em que compra fora, os componentes, etc... também estão a aumentar e vão aumentar e muito e sabe porque, porque a procura destes componentes por parte de novos mercados é exponencialmente elevada, não espere que a pandemia venha a baixar preços ou a disponibilizar efectivamente, componentes de bicicletas etc... em todos os mercados, a curva ascendente da economia de escala, está ai e é para ficar.
 
O mercado vai acabr por se re-equilibrar. Se as marcas abusam nos preços aparecem outras. Se os grocistas abusarem aparecem outros. É a lei do mercado.
O maior bottle neck na industria ciclistica ainda é a parte dos grupos. Mas se a shimano/sram/campagnolo comecarem a abusar logo aparece outra
Alguém com experiência com outras marcas? Ou com imitações do AliExpress?
Para um nível amador, ao nível da transmissão, acho que a vantagem dos grupos é muito relativa. Quanto muito a vantagem está no peso e no número de velocidades. Isto porque depois de engatar a mudança, com andamento igual, acho que tanto faz pedalar em Sora ou dura ace. Já pedalei com claris, Sora tiagra e ultegra e não notei diferença significativa: tinha de pedalar na mesma