Mais uma morte ... até quando isto vai continuar a acontecer?

Quantas pessoas morrem nesta estrada por ano mesmo?? Este ano que me lembre entre peões e ciclistas conto 5.

É o espelho da política e estratégia nacional para a estrada.
Tem umas ciclovias em algumas partes, desligadas umas das outras. Essas ciclovias têm horário específico para bicicletas.
Também adoro o passeio para a malta fazer desporto ou passear a 30cm de carros a circular a 70km/h ou mais.
Na estrada propriamente dita, limites de velocidade diferentes quase em cada km resultando que cada um anda à velocidade que quer com exceção da chega à praia de sto amaro que tem o radar a 50km/h e um gajo de bicicleta tem de travar muitas vezes para que o carro que antes vem a 100 faz a travagem clássica antes do radar.

A IP diz que a gestão é das câmaras de Oeiras e Cascais, as Câmaras dizem que a gestão é da IP e não têm nada com o assunto.
Era tão simples introduzir vmax de 50km/h nesta estrada e (MAIS IMPORTANTE) garantir o seu cumprimento com lombas e radares e colocar umas placas a alertar para a presença de ciclistas.....

Felizmente que o Isaltino continua a fazer rotundas e "espaços verdes" a 1 milhão a peça e a malta no fim do mês já lhe vai renovar o mandato para mais 4 anos.
 

MiGuEl_82

Well-Known Member
Quantas pessoas morrem nesta estrada por ano mesmo?? Este ano que me lembre entre peões e ciclistas conto 5.

É o espelho da política e estratégia nacional para a estrada.
Tem umas ciclovias em algumas partes, desligadas umas das outras. Essas ciclovias têm horário específico para bicicletas.
Também adoro o passeio para a malta fazer desporto ou passear a 30cm de carros a circular a 70km/h ou mais.
Na estrada propriamente dita, limites de velocidade diferentes quase em cada km resultando que cada um anda à velocidade que quer com exceção da chega à praia de sto amaro que tem o radar a 50km/h e um gajo de bicicleta tem de travar muitas vezes para que o carro que antes vem a 100 faz a travagem clássica antes do radar.

A IP diz que a gestão é das câmaras de Oeiras e Cascais, as Câmaras dizem que a gestão é da IP e não têm nada com o assunto.
Era tão simples introduzir vmax de 50km/h nesta estrada e (MAIS IMPORTANTE) garantir o seu cumprimento com lombas e radares e colocar umas placas a alertar para a presença de ciclistas.....

Felizmente que o Isaltino continua a fazer rotundas e "espaços verdes" a 1 milhão a peça e a malta no fim do mês já lhe vai renovar o mandato para mais 4 anos.
Tudo isso no concelho com maior percentagem de licenciados do país… dá que pensar sobre o estado do nosso ensino superior tb :D
 
Ya, eu fui arrastado no mes passado. Nem levei a mal o gajo foi simpático, a culpa tb foi minha , era subida de 10% 12% e vinha aos s´s pq tava todo roto.
Não, a culpa não é tua, a bicicleta é um veiculo errático, não mantém uma linha reta, por esse motivo ter sido introduzido a distancia mínima do metro e meio, em passagens e ultrapassagens, na legislação europeia. Ninguém consegue manter uma linha reta na pedalada e muito menos ultrapassar obstáculos sem os teres que contornar, hehehe, abraço e cuidado por essas estradas.
 

newb

Well-Known Member
Não, a culpa não é tua, a bicicleta é um veiculo errático, não mantém uma linha reta, por esse motivo ter sido introduzido a distancia mínima do metro e meio, em passagens e ultrapassagens, na legislação europeia. Ninguém consegue manter uma linha reta na pedalada e muito menos ultrapassar obstáculos sem os teres que contornar, hehehe, abraço e cuidado por essas estradas.
Errático... porque fiz de propósito porque estava cansado, era a subir muito. Nas estradas normais , que nao de 12% ando sempre recto , nem desvio 20 cm. Nessa situação vi que devia ter mantido uma melhor trajetória , por isso nem fiquei chateado. Ele é que foi ousado em arriscar.
Mas eu até fiquei chateado, mas o rapaz ficou atrapalhado e era super simpático então eu nem liguei mesmo.
 

Davidoff

Well-Known Member
Hoje levei uma razia quando ia de trotineta numa descida com 12% de inclinação, com traço contínuo ao longo da descida e STOP a menos de 100 metros... ou seja, passou e meteu-se à minha frente para travar no STOP.

Agora imaginem o meu pânico a tentar travar com uma trotineta que não trava nada e tem um centro de gravidade muito baixo :mad:
 
https://play.google.com/store/apps/details?id=bike.reporter
O link acima é para uma App Android feita com a colaaboração da Mubi no sentido de agilizar a denúncia deste tipo de "incidentes".

Apenas apanhei 2 ou 3 sustos "a sério" por causa de razias. Ainda assim começo a ponderar o uso de uma camara na bike...
Não se esqueça de que sempre que enviar uma denuncia para a psp, gnr, temos que mencionar o locar, o km etc, onde ocorreu a infracção. Aqui para os meus lados, exigiram-me esses dados, para procederem à autuação dos artistas.
 
Cheira-me que exigiram esses dados para ver se desistias da denuncia...
Tanto quanto me lembro, em qualquer auto que seja levantado para uma infração de trânsito tem que constar o local da ocorrência, nem faria sentido de outra forma. Se não for o km da estrada (que nem todas têm), terá pelo menos que ter uma morada ou referência geográfica válida.