Volta a Portugal 2020 - 29/07 > 09/08

#1
Aquando da Gala dos 120 anos da Federação Portuguesa de Ciclismo, Fernando Medina, o presidente da Câmara Municipal de Lisboa, confirmou que a “Grandíssima” está de regresso à capital. O arco da Rua Augusta pretende fazer uma boa sucessão ao final apoteótico da Avenida dos Aliados em 2019.

O último final em Lisboa foi em 2016, quando Rui Vinhas terminou a prova de amarelo e a última passagem pela capital tinha sido em 2017 quando Damien Gaudin venceu o prólogo. Ao que conseguimos apurar voltará a ser um contra-relógio a determinar o vencedor da competição. Será um esforço individual entre 15 a 20 kms com início e final junto ao Terreiro do Paço. Um percurso de ida e volta que terá o ponto de retorno antes da zona do Parque das Nações.

A Volta a Portugal tem começado desde 2014 com um prólogo individual para definir quem vai envergar a camisola amarela e para fazer as primeiras diferenças. Tem sido sempre em cidades diferentes de ano para ano e em 2020 não será excepção. Depois de Fafe em 2014, Viseu em 2015, Oliveira de Azeméis em 2016, Lisboa em 2017, Setúbal em 2018 e Viseu de novo em 2019, dia 29 de Julho a prova estará em Castelo Branco para iniciar o seu curso. Os albicastrenses poderão ver o início da competição e todos os ciclistas de forma intervalada no seu esforço durante o prólogo.
http://www.camisolaamarela.com.pt/os-locais-de-inicio-e-fim-da-volta-a-portugal-2020/
 
#2
Grandes equipas estão de olho em Portugal

A Volta a Portugal tem sido criticada por ter dos pelotões mais fracos nas competições europeias a nível de corredores e equipas, no entanto, no próximo ano, surge nos planos de algumas das formações World Teams e Pro Teams (ex-Continentais Profissionais).

Este súbito interesse deve-se à falta de competições que se verificam no hiato temporal que decorre entre o final da Volta à França, a 19 de julho, e o início da Volta à Espanha, a 14 de agosto. O período de 25 dias é considerado demasiado longo, segundo relata A Bola.

As possibilidades de dar competição aos corredores passam pela Volta a Burgos (28 de julho a 1 de agosto), Volta a Portugal (29 de julho a 9 de agosto), Tour de Utah (3 a 8 de agosto) a que se podem juntar a Arctic Race of Norway e Volta à Rep. Checa (6 a 9 de agosto).

A Volta a Portugal dispõe, desta forma, da possibilidade única de apresentar um dos melhores pelotões dos últimos 20 anos. Na competição portuguesa podem participar até 50 por cento de equipas do World Teams, às quais se podem juntar Pro Teams, Continentais, Continentais e Seleções Nacionais sem limites.
http://revistabikesworld.com/grandes-equipas-estao-de-olho-em-portugal/
 

Duke

Well-Known Member
#3
Grandes equipas estão de olho em Portugal

A Volta a Portugal tem sido criticada por ter dos pelotões mais fracos nas competições europeias a nível de corredores e equipas, no entanto, no próximo ano, surge nos planos de algumas das formações World Teams e Pro Teams (ex-Continentais Profissionais).

Este súbito interesse deve-se à falta de competições que se verificam no hiato temporal que decorre entre o final da Volta à França, a 19 de julho, e o início da Volta à Espanha, a 14 de agosto. O período de 25 dias é considerado demasiado longo, segundo relata A Bola.

As possibilidades de dar competição aos corredores passam pela Volta a Burgos (28 de julho a 1 de agosto), Volta a Portugal (29 de julho a 9 de agosto), Tour de Utah (3 a 8 de agosto) a que se podem juntar a Arctic Race of Norway e Volta à Rep. Checa (6 a 9 de agosto).

A Volta a Portugal dispõe, desta forma, da possibilidade única de apresentar um dos melhores pelotões dos últimos 20 anos. Na competição portuguesa podem participar até 50 por cento de equipas do World Teams, às quais se podem juntar Pro Teams, Continentais, Continentais e Seleções Nacionais sem limites.
http://revistabikesworld.com/grandes-equipas-estao-de-olho-em-portugal/
queres ver que vamos mesmo ter o Nairo na Grandissima :D
 

bogas

Well-Known Member
#5
"As possibilidades de dar competição aos corredores passam pela Volta a Burgos (28 de julho a 1 de agosto), Volta a Portugal (29 de julho a 9 de agosto), Tour de Utah (3 a 8 de agosto) a que se podem juntar a Arctic Race of Norway e Volta à Rep. Checa (6 a 9 de agosto)."

Como se vai verificar, á imagem de outros anos, não vamos ter cá ninguém importante com certeza. Equipas WT estarão como sempre na Volta a Burgos, Utah e Norway
 

Bruso

Well-Known Member
#6
Não acredito que haja muitas equipas interessadas no Utah. É sempre um problema logístico. Apenas as equipas com patrocinadores com interesses nos EUA irão.

A Artic Race está cada vez a crescer mais e acredito que será a escolha para a maior parte das equipas.