UCI WorldTour e ProSeries 2020

gfrmartins

Well-Known Member
https://mariposabicycles.ca/blog/20...nd-the-reengineering-of-professional-cycling/

Tendo a concordar com a visão da precarização crescente da profissão e, após a introdução do capacete, estagnação do investimento para maior segurança física.

Qual a vossa impressão?
Que nunca houveram tantos dados e conhecimento acerca dos atletas, assim como uma profissionalização de todos os envolvidos assim como a elevação do nivel global do pelotão e todos os atletas das equipas reduzindo as diferenças mas aumentando a competitividade e se calhar um pouco a pressão sobre todos.

Mas antigamente não tanta informação, tantos meios de comunicação, tanta divulgação e excurtinio de tudo, e basta ver algumas das etapas antigas do tour, algumas provas, o apoio que os atletas tinham etc para ver que era mais cada um por si, e o que acontecia muitas vezes nem se sabia porquê ou o que acontecia ao certo.

Por isso nem concordo muito, acho que existe é mais informação (felizmente)
 

jocarreira

Well-Known Member
É sempre uma camisola "tramada" de fazer por causa do escudo ao centro, acaba por nunca ficar direito por causa do fecho.
Já agora, sabem o porquê de ter o símbolo da federação portuguesa de ciclismo e não do world tour? Pensava que por ser equipa de world tour teria que levar esse símbolo.
 

jlr

Well-Known Member
Exactamente o que a Carolina disse, a federação obriga a que:

3.1. A camisola de Campeão nacional de Portugal de Estrada, Pista, Ciclocrosse, Trial e BTT (XCO e XCM) tem as seguintes normas:

3.1.1. Fundo branco

3.1.2. Duas listas com as cores nacionais de 3 cm de altura cada e à largura de toda a camisola na frente e costas, logo abaixo do espaço reservado à equipa. Faixa de cima verde, faixa de baixo vermelha.

3.1.3. Escudo Nacional com o diâmetro de 5 cm no centro das duas listas (igual ao da bandeira nacional) a colocar unicamente na frente da camisola.
E há multas para quem usar camisolas não homolgadas.