Técnica de descida

Qual a vossa posição predileta para "aquela" descida perfeita??

  • Sagan

    Votes: 4 23.5%
  • Froome

    Votes: 1 5.9%
  • Pantani

    Votes: 0 0.0%
  • Nibali

    Votes: 6 35.3%
  • Mais tradicional

    Votes: 6 35.3%

  • Total voters
    17

Bruso

Well-Known Member
#1
Cientistas holandeses fizeram um estudo em relação às posições mais aerodinâmicas aplicadas no WT.

Compararam a famosa posição do Froome (sentado no top-tube e completamente deitado sobre o guiador), com a posição do Sagan (sentado no top-tube mas numa posição mais central), Pantani (quase sentado no pneu traseiro), Nibali e Cancellara

Fizeram miniaturas destas posições e realizaram testes em túnel de vento e estes são os resultados



Chegaram ainda a outras conclusões engraçadas. Entre elas é que o Froome se tivesse adoptado a posição "Top tube safe/Sagan" teria sido 1min mais rápido, na etapa 8 no Tour 2016. Afirmam ainda que, o facto do Contador ter adoptado a posição Froome no Paris-Nice deste ano, custou-lhe a vitória, pois se tivesse adoptado uma postura mais tradicional (back down) poderia ter sido mais rápido (relembro que perdeu por 2")

Fonte: http://www.cyclingnews.com/news/professors-conclude-dont-descend-like-froome/

Só tenho a dizer que aquela posição do Pantani é ainda mais estranha que a do Froome.

PS: fiz scroll down e vi a opção de criar uma Poll e achei engraçado.
 

Bernalve

Well-Known Member
#2
O Contador não usou a do Froome. Sinceramente acho que a posição Froome não existe e sim apenas a posição top tube safe, se ele poe a cabeça mais a frente ou atrás não me parece que faça ganhar mais um minutos lol.
 

jpacheco

Well-Known Member
#3
Algumas das posições para além de não serem suportáveis durante muito tempo fisicamente também tem um revés ao nível da segurança... só dá para adoptar em recta e com visibilidade! Para o amador o melhor é andar no position back down sempre com o rabo no selim e com o peso distribuído pelas 2 rodas. Descer ou curvar com o peso numa das rodas é preciso cuidado.
 

Carolina

Well-Known Member
#4
Não percebo por que insistem em atribuir a técnica do mohoric ao froome, mas ok.

Desço terrivelmente mal, portanto selecionei a tecnica tradicional, que é a mais segura.
 

Bruso

Well-Known Member
#5
Porque ninguém conhece o Mohoric xD

Eu uso a back down e o mais arriscado que faço é agarrar o guiador bem junto ao avanço, logo não tenho acesso aos travões, nem grande poder para curvar.
 

Carolina

Well-Known Member
#6
mas toda a gente conhece o kiwi, que utilizou exactamente a mesma técnica nos campeonatos do mundo, um dia depois da mohoric a ter "inventado".
 

emsfc

Well-Known Member
#8
Back down em troços com boa visibilidade. Mas não sou exemplo para ninguém a descer, sou uma nódoa!
 

Bruso

Well-Known Member
#10
Na posição Pantani é que nunca me vão ver. Corrijam-me se estiver errado mas o traseiro do homem ficava a uma altura inferior ao selim certo? Imaginem o regresso à posição normal!! Muita coisa pode falhar.
 

Knox

Active Member
#11
Eu normalmente é em "back down", já experimentei em "top tube safe" e mete medo mesmo só experimentando alguns metros.
 

Zeni7

Active Member
#12
Essa posição PAntani para mim é posição Cadel Evans, é o último que me lebro ver a descer com essa posição.
Eu não tenho coragem para a fazer, imagino sempre as jóias da famíla esmagadas na roda de trás.
Eu normalmente desço com as mãos nos drops e com mair ou menor inclinação consoante a pressa, gosto de aproveitar a descida para descansar.
Se tiver boa visibilidade faço a top tube safe.
 
#13
Se o estudo for fiável, um ganho de 17% não é brincadeira e pode tornar-se decisivo. Todos os ciclistas profissionais descem de uma maneira completamente "maluca". Agora cada vez se vão ver mais nessas posições "ultra-malucas" - a meu ver excessivamente perigosas. Da minha parte, a posição preferida a descer é a travar. Não arrisco mais de 50 k/h (e já é muito) desde que vi um camarada aterrar de cabeça no chão a quase 70k/h quando do nada lhe rebentou o pneu da frente e não morreu com muita sorte. Quando vou pedalar levo sempre uma ideia na cabeça: regressar a casa intacto, porque tenho aqui uns passarinhos de boca aberta a piar, a quem é preciso alimentar e educar.
 

pratoni

Well-Known Member
#14
Eu a descer vou com as mãos nos hoods e sempre a travar por mais ligeiro que seja para não embalar.

Eu não compito...
 

Morg

Well-Known Member
#15
"Back down" e quando o piso está muito mau passa a "back horizontal" sempre com as mãos perto dos travões.

A Sagan já experimentei mas a ponta do selim nas costas assusta-me.

Sou homem das planícies não tenho treino de downhill :)
 

NULL

Moderador
Staff member
#16
E dicas para melhorar a técnica de curvar nas descidas?

É que não é muito agradável sair em grupo e aguentar bem a rolar, aguentar bem a subir e depois ficar sozinho nas descidas...

Quais os factores que consideram mais importantes para curvar bem, rápido mas sem arriscar demasiado a segurança?
 

jpacheco

Well-Known Member
#17
E dicas para melhorar a técnica de curvar nas descidas?

É que não é muito agradável sair em grupo e aguentar bem a rolar, aguentar bem a subir e depois ficar sozinho nas descidas...

Quais os factores que consideram mais importantes para curvar bem, rápido mas sem arriscar demasiado a segurança?
Tens que entrar nas curvas sabendo quando elas acabam... só assim consegues medir a melhor trajectoria e adequar a velocidade. É que ha curvas fechadas que na parte final em vez de aligeirar ficam mais fechadas e lixaste porque entras com velocidade a mais. O ideal é conhecer as descidas e ter confiança no material que estas a conduzir. Outro ponto é adequar a velocidade ao estado do piso... molhado seco em bom estado paralelo. Ter um bom jogo de penus em bom estado para que a meio de uma curva não ouças "pppfffffffeeeeeeeeeee" e tenhas que ir fazer uma visita aos eucaliptos ou outro cenario pior. Sem ser em competição, com estradas fechadas, e não ganhando dinheiro com a modalidade... muito juizo a descer.
 

jocarreira

Well-Known Member
#18
O "estudo" tem uma falha evidente: a posição que o Froome adoptou até pode não ser tão aerodinâmica, mas partiram do pressuposto que o Froome estava estático e na verdade ele ia a pedalar.
Acreditando que não ia a pedalar "em seco", isto é, que ia efetivamente a transmitir potência logo a imprimir maior velocidade, afirmar que a posição "Top tube safe" é mais "rápida" do que a do Froome é errado.
 

Bernalve

Well-Known Member
#19
Descer nas drops e travar com dois dedos ou só um, travar na roda da frente, a roda de trás em último caso. As posições aerodinâmicas também ajuda na estabilidade, vamos mais rápidos e a bicicleta mais estável. As cruvas usar a perna/joelho para dentro da curva tipo moto GP e tentar não travar nem pedalar dentro da curva. Eu não sou nenhum Às, mas acho que é o básico. O segredo está nas cruvas, ganhar experiência e arriscando aos poucos, só assim é que se melhora.
 

NULL

Moderador
Staff member
#20
Tens que entrar nas curvas sabendo quando elas acabam... só assim consegues medir a melhor trajectoria e adequar a velocidade. É que ha curvas fechadas que na parte final em vez de aligeirar ficam mais fechadas e lixaste porque entras com velocidade a mais. O ideal é conhecer as descidas e ter confiança no material que estas a conduzir. Outro ponto é adequar a velocidade ao estado do piso... molhado seco em bom estado paralelo. Ter um bom jogo de penus em bom estado para que a meio de uma curva não ouças "pppfffffffeeeeeeeeeee" e tenhas que ir fazer uma visita aos eucaliptos ou outro cenario pior. Sem ser em competição, com estradas fechadas, e não ganhando dinheiro com a modalidade... muito juizo a descer.
O problema é entrar nas curvas sabendo como elas acabam... muitas vezes não conseguimos ver o fim. Umas das dicas que utilizei quando consigo ver o fim da curva é olhar para o final, não olhar apenas para a frente da roda como eu fazia...