Roadie endurance » Escolha final

Duke

Well-Known Member
alem disso a escala de vendas da Canyon Vs Rose por exemplo deve ser astronómica
A Canyon deve andar a vender tanto, então no mercado das BTT imagino... que perder um ou outro cliente porque não dá para fazer configurações é cagativo :p
precisamente...
a escala de vendas da Canyon para outras marcas deve ser astronómica...
 
A canyon vende mais barato por algum motivo. Vendas online têm este problema. Se andarem a personalizar componentes para todos os clientes acabam por perder margem de lucro.

(Não vale a pena a comparação com a rose. Eles não gastam nem de perto, nem de longe, o que a canyon gasta em publicidade/patrocínios).
não comparei. de todo. e esse investimento levou a um incremento do caroço do preço das binas. mas eles gastam mais em processos de qualidade.
em relação à personalização, creio ter deixado isso particularmente claro com as observações que fiz no email baseadas na resposta que tive:
  1. a peça é inhouse e não de fornecedor externo. entendia a não troca se fosse esse o motivo
  2. se fosse guiador com avanço integrado (cockpit style) eles trocavam. peça que deve ser bem mais cara que um simples avanço da própria marca. isso é estranho no mínimo.
cheers.
 
A Canyon deve andar a vender tanto, então no mercado das BTT imagino... que perder um ou outro cliente porque não dá para fazer configurações é cagativo :p
a canyon teve um enorme incremento de vendas nos últimos dois três anos devido ao investimento feito no mercado americano (rede de distribuição, apoio, etc.), seguindo as pisadas da orbea, precisamente. orbea que foi o primeiro fabricante com a possibilidade de customização das quadros, curiosamente. nos próximos 5 anos a consolidação vai dar-se e com mérito.
 

Carolina

Well-Known Member
Se for integrado estamos a falar de outros valores e aí têm mais margem. Vais comprar um modelo mais barato, não lhes compensa interromper a linha de produção para escolher avanços.

O guiador integrado também tem medidas específicas de largura, portanto a escolha acaba por ser ainda mais pessoal. Não é algo que consigas meter igual para toda a gente sem depois teres demasiadas desistências.
 
Se for integrado estamos a falar de outros valores e aí têm mais margem. Vais comprar um modelo mais barato, não lhes compensa interromper a linha de produção para escolher avanços.

O guiador integrado também tem medidas específicas de largura, portanto a escolha acaba por ser ainda mais pessoal. Não é algo que consigas meter igual para toda a gente sem depois teres demasiadas desistências.
é içu. lulz.
 

jpacheco

Well-Known Member
@pedrodoprior quer-me parecer @Carolina que nem se importaria de pagar um ligeiro extra para os coitados da Canyon não terem prejuízo...Coitados devem ter umas margens tão pequeninas que até estou com pena. Ridículo no mínimo. Se fosse eu e estivesse na dúvida entre dois modelos já sabia o que não comprar. Ainda por cima tem que estar 2 meses á espera que fabriquem a bicicleta?!
 
@pedrodoprior quer-me parecer @Carolina que nem se importaria de pagar um ligeiro extra para os coitados da Canyon não terem prejuízo...Coitados devem ter umas margens tão pequeninas que até estou com pena. Ridículo no mínimo. Se fosse eu e estivesse na dúvida entre dois modelos já sabia o que não comprar. Ainda por cima tem que estar 2 meses á espera que fabriquem a bicicleta?!
eu percebo o que a carolina disse. não é essa a questão. mas o argumentário (margens) é falacioso, parece-me. a questão de stockagem é uma muito boa prática. ao teres pouco stock, reduzes as margens de prejuízo se os modelos não se venderem.
em todo o caso, estou á espera de resposta ao email. ao enviar para o info normal e para o português abri dois tickets. a ver quem responde primeiro. não obstante já tenho o paypal carregado.
cheers.
 

Duke

Well-Known Member
já li algures que quando estás alguns meses a espera da bicicleta normalmente o problema não é do fabricante da bike mas sim nos fornecedores de componentes/transmissões neste caso provavelmente a shimano que não consegue produzir material suficiente a tempo que as marcas precisão.
 
já li algures que quando estás alguns meses a espera da bicicleta normalmente o problema não é do fabricante da bike mas sim nos fornecedores de componentes/transmissões neste caso provavelmente a shimano que não consegue produzir material suficiente a tempo que as marcas precisão.
nim:
  1. pode ser assim em situações extremas. não me parece ser o caso. como foi dito por outros, a canyon é agora um fabricante de renome;
  2. a compra dos componentes é sempre acautelada nos meses prévios ao lançamento por duas razoes simples: a) stockagem mínima considerando as previsões de vendas por trimestre; b) a compra em bundle de componentes permite uma junto do fabricante preços muito mais atractivos aumentando margens e mantendo PVPs dentro da estratégia de mercado/produto em questão.
creio que aqui é a coisa é mais ou na assemblagem ou a fabricação quadros propriamente ditos.
 

NULL

Well-Known Member
Na minha vida pessoal tal como na profissional tenho uma velha máxima que me orienta: Cada um, pessoal ou empresarialmente, é livre de ter as políticas de venda que entende, é um direito deles. Eu, como consumidor, tenho o direito de escolher onde vou comprar.
Podem criticar isto ou aquilo, também é um direito, mas no fundo temos que compreender o mercado.
 
Na minha vida pessoal tal como na profissional tenho uma velha máxima que me orienta: Cada um, pessoal ou empresarialmente, é livre de ter as políticas de venda que entende, é um direito deles. Eu, como consumidor, tenho o direito de escolher onde vou comprar.
Podem criticar isto ou aquilo, também é um direito, mas no fundo temos que compreender o mercado.
não discordo.
 

Carolina

Well-Known Member
@pedrodoprior quer-me parecer @Carolina que nem se importaria de pagar um ligeiro extra para os coitados da Canyon não terem prejuízo...
Lol acho que percebeste o que quis dizer...

Tal como diz o NULL, e bem, cada empresa faz o negócio à sua maneira. Se eles não oferecem a possibilidade de troca de componentes por algum motivo é. Nem sequer é preciso existir ou não prejuízo. Eles apontam para ter um determinado lucro. Se a escolha de componentes vai dificultar chegar a essa meta, então não oferecem essa opção aos clientes. De certeza absoluta que sabem que isso pode afastar X clientes, da mesma forma que sabem que só vender online afasta alguns clientes. É tudo uma questão de pesar as vantagens e desvantagens.

Acho a opção da Canyon perfeitamente razoável e percebo o porquê de não quererem a troca. Apenas isso. Eu nem aprecio a marca. Faço parte da clientela que perderam, porque só vendem online.
 

SaintRider

Well-Known Member
É apenas a politica da Empresa. O que para nós é um processo simples à escala de uma linha de produção torna-se ineficaz o que causa erros e atrasos. Para não falar que o processo de gestão de encomendas também pode não estar preparado para isso, porque implica fazerem um tracking por cliente dos componentes a trocar e de uma bicicleta especifica para o cliente A outra para o Cliente B.

Assim sai do Stock um S Preto, um M vermelho....se calhar o processo de dispatch da fábrica é automatizado....por aí...

Na Rose há um gajo especifico que monta a tua bike e vem com a checklist de verificação do que foi feito....mas trabalham a uma escala muito mais pequena que a Canyon, o Modelo de negócio é diferente.

Eles sabem que o numero de clientes que não comprariam uma bicicleta por não trazer o componente x na medida z é infimo comparativamente com os restantes, daí não abrirem excepções ;)
 

Pires

Well-Known Member
Por acaso pintam. Project one :p (não vejas os preços lol)
Pintam mas não é em todos os modelos infelizmente... É só para bicicletas já com preços proibitivos para quem faz 500-600km por mês só por diversão.
Não me importava de pagar os 500€ da pintura, mas numa bicicleta mais barata, mas isso eles não permitem, tal como a Canyon não permite troca de material..
Como já foi dito.. são políticas, aceites ou não.