Randonneurs ...

Paulofski

Well-Known Member
Pessoal, que seguro de responsabilidade civil usam para participar num brevet? já percebi que o da FPCUB não server (que é o que tenho)
é como refere o sync1, já não é obrigatório apresentar seguro de responsabilidade civil para a participação em BRM's. De qualquer forma lembro o seguro da FPCUB era válido para o efeito (sempre participei com esse), não sendo aceite o seguro da Federação Portuguesa de Ciclismo.
 
Em preparação para a época de brevets fiz um upgrade ao equipamento e testei "à seria" o meu novo conjunto para night rides no Tróia-Sagres-Tróia, das 7h00 às 3h00, com ótimos resultados:
-dínamo SON delux 28
-busch+muller Luxos Lumotech IQ2 U (à frente)
-Lezyne Strip drive Pro rear light

O dínamo, infalivel, e sem o mínimo sinal de resistência adicional. A redução na produção de energia nota-se a velocidades mais baixas mas por outro lado as necessidades são menores, pelo menos em estrada.
Optei pelo modelo da B+M pela capacidade de carregar equipamentos USB. Pois é, integrada na luz está uma bateria buffer que permite carregar aparelhos e manter iluminação mesmo parado,durante algum tempo. O GPS estava a ser carregado durante a noite sem qualquer problema mesmo enquanto usava o máximo feixe luminoso.
A Luxos IQ2 U tem um comando remoto para ligar/desligar e escolher dois modos de iluminação. Dá muito jeito quando se entra nas descidas...
Achei suficiente. Não é uma luz muito intensa até porque tem que cumprir as normas StVZO e não encadear o tráfego contrário, mas espalha muito bem e com boa intensidade mesmo no modo mais reduzido.
São fios a mais que não se podem desligar da luz mas está instalada no guiador ou pode ser instalada na forqueta. Vantagem é poder instala-la na ponta numa rack frontal e acciona-la do guiador ;)
A luz traseira é autónoma, recarregável por USB. Muitos modos e muita luz quando é necessário. Durou (e ainda dura) umas 12h no modo permanente, baixa intensidade mas muito visível.
Voltamos no L'Antique?
 
Boas,
caro trainha, usa essa roda "diariamente", ou só nas mega viagens, em que pedala noite dentro?
Comprou tudo em separado, e montou uma roda extra? Links com esse material, seria fantástico.

Obrigado pela partilha. ;)
 
Em preparação para a época de brevets fiz um upgrade ao equipamento e testei "à seria" o meu novo conjunto para night rides no Tróia-Sagres-Tróia, das 7h00 às 3h00, com ótimos resultados:
-dínamo SON delux 28
-busch+muller Luxos Lumotech IQ2 U (à frente)
-Lezyne Strip drive Pro rear light

O dínamo, infalivel, e sem o mínimo sinal de resistência adicional. A redução na produção de energia nota-se a velocidades mais baixas mas por outro lado as necessidades são menores, pelo menos em estrada.
Optei pelo modelo da B+M pela capacidade de carregar equipamentos USB. Pois é, integrada na luz está uma bateria buffer que permite carregar aparelhos e manter iluminação mesmo parado,durante algum tempo. O GPS estava a ser carregado durante a noite sem qualquer problema mesmo enquanto usava o máximo feixe luminoso.
A Luxos IQ2 U tem um comando remoto para ligar/desligar e escolher dois modos de iluminação. Dá muito jeito quando se entra nas descidas...
Achei suficiente. Não é uma luz muito intensa até porque tem que cumprir as normas StVZO e não encadear o tráfego contrário, mas espalha muito bem e com boa intensidade mesmo no modo mais reduzido.
São fios a mais que não se podem desligar da luz mas está instalada no guiador ou pode ser instalada na forqueta. Vantagem é poder instala-la na ponta numa rack frontal e acciona-la do guiador ;)
A luz traseira é autónoma, recarregável por USB. Muitos modos e muita luz quando é necessário. Durou (e ainda dura) umas 12h no modo permanente, baixa intensidade mas muito visível.
Voltamos no L'Antique?
Boas, quanto ao dinamo de acordo com expectativas, como diz um amigo torna-nos independentes.

Agora quanto á luz traseira e depois de testar (comprar) inumeros modelos e automomias diferentes, cheguei á conclusão que não há nada que chegue aos sistemas mais simples das pilhas AAA ou CR's, ou então ligas ao dinamo. Tem atenção que apresar de não ser obrigatório, existem situações em que, pelo menos eu, sinto-me mais seguro mesmo de dia a andar com a luz ligada.

Cumps
 
trainha tenho umas luzes mais ou menos como tu, só a de trás é diferente, comprei a secula da BM, é forte e penso que se vê as uns bons metros de distancia.

optei assim porque andava farto de pilhas e nunca tinha arranjado nada que me satisfizesse, quer em autonomia quer em iluminação. Por outro lado como faço da bicla o meu meio diário de transporte, no inverno a factura em pilhas aumentava exponencialmente.

adoro a luz da frente, espalha pela estrada toda em largura e bastante para a frente, dá perfeitamente para ir a ritmos elevados à noite. e a tomada usb é igualmente muito util, por exemplo de dia podes ir a carregar as coisas para teres autonomia à noite, se bem que parece que conseguiste carregar à noite tb o que é uma excelente noticia (ainda não tinha feito este teste).

Vi para trás questões dos coletes, a minha sugestão em primeiro lugar é em caso de dúvida levarem o colete do carro que de certeza que é homologado e desta forma garantem a participação, e depois perguntam se o "outro" que têm dá.
podem reler (ahaha) as regras em forma de faq: BRM FAQ

há requisitos novos, como por exemplo uma manta térmica é obrigatório levar, backup de luzes (frente e trás) nos BRM mais longos ou com grandes periodos nocturnos etc.

releiam para evitar dissabores no dia do BRM.

abraços
 
Esta coisa deixou de enviar email a avisar de mensagens novas... ou estão a ir para o spam :-/

Comprei a roda completa (tipo isto: https://www.bike24.com/1.php?content=8;product=164993;menu=1000,2,140,141), a luz dianteira (https://www.bike24.de/p1123381.html) com o adaptador para o guiador (https://www.bike24.de/p1144886.html).
Uso para voltas grandes que incluam noite, brevets e penso fazer uns tourings em que a autonomia energética é essencial.
Não devo levar para o L'Antique. Não é complicado de instalar mas não justifica. Já para o Lost300 irá certamente.

De negativo apenas a quantidade de fios da luz da B+M, não removivéis, não há fichas. Parece que o modelo anterior tinha mas dava problemas elétricos.
E se comprarem não precisam de 1,6m de fio... a não ser que montem numa rack à frente.
Não testei ainda a carregar o telemóvel mas julgo que o fará sem problemas.
 
Boas,

perfeito, camarada trainha! Muito obrigado!!! Desta forma (comprar roda já completa), tornar-se-á ainda mais simples. No dia em que decidir avançar para a compra, será rever medias do meu aro, e voilá. O mesmo se aplicará às luzes. :)

Mais uma vez obrigado. ;)
 
Boas,
antes de mais, deixe-me agradecer-lhe pela partilha da crónica! Muito bom. Não imaginava que o amigo "Manel Couto" também alinhava nestas "brincadeiras". Imagino a festança. :D

Grande abraço
 

Paulofski

Well-Known Member
Obrigado Skyforger, procuramos que cada brevet seja um prazer e uma roda de amigos. Também comecei nestas andanças breveteiras com o L'Antique, é sempre bom retornar a viajar por locais onde já fui feliz. O grande Jacinto está em forma, é um exemplo de vitalidade e juventude.

Abraço

Obrigado Medroso#78, este foi o brevet inaugural para o Couto, ele que está mais habituado a andar aos pulos pelo monte. Ficou fã e voltará para outras pedaladas e festanças em estradas alcatroadas.

Grande abraço
 
...é do BTT que conheço o amigo Couto. :)

Relativamente aos brevet´s, por motivos diversos, ainda não tive oportunidade de alinhar em nenhum (estou inscrito pelo segundo ano)! Principalmente, pelo facto de ainda não ter "Team" formado para estas andanças, tal como tenho no BTT. Havendo equipa, o incentivo é outro!! Tudo se torna mais fácil. Companhia nas viagens, divisão de despesas, etc.. etc.. se Deus quiser, no "Baixo Minho e Barroso", lá estarei (é pertinho, quem sabe, não se faz amizades para eventos futuros). Se bem que, o "CaMinho 200", não está fora de hipótese. Alqueva 400, também deve ser excelente..... vamos lá ver... ir sozinho, está, para já, fora de questão. ;)

Abraços
 

FSilva

Moderador
Staff member
Parabéns pela viagem e pelo artigo!
Realmente o ribatejo (de onde sou) tem excelentes paisagens que merecem ser desbravadas e apreciadas.

A passagem na Ponte D. Amelia leva a adrenalina a níveis altos ;)
 

Paulofski

Well-Known Member
Sim, é um facto Medroso#78, a divisão de despesas facilita a logística. Também tenho prevista a participação dos brevets a norte. Quanto ao Alqueva implica uma estratégia diferente da minha parte (ter de gastar dias de férias!) e como tal ainda está em análise. Abraço

Obrigado FSilva. Das três travessias que fiz pela Ponte D. Amélia, em todas já estavamos mergulhados na escuridão, como tal acho que deixei escapar um pouco dessa adrenalida. De dia, dizem, até se vêem os peixes! Abraço

Obrigado fcsaimon, sou também leitor assíduo das tuas pedaladas pelo Far Oeste. Parabéns pelo relatos e belas fotos que vais partilhando. A propósito, relato aqui https://nabicicleta.com/2016/03/30/uma-aventura-no-oeste/ a nossa primeira aventura à conquista do Oeste, uma cowboyada inesquecível. Abraço
 
Olá Paulofski !
Queria agradecer-lhe pela excelente partilha das suas sensações no L'Antique 200 de 2017.
Gostei muito,e parabéns pelas belas fotos!
É sempre agradável ler coisas que nos fazem querer pegar na bicicleta e pedalar por aí fora.
Abraço,JP.