Praticam mais algum desporto para além do ciclismo?

#21
Fogueteiro, grande aventureiro:D Neste Verão vou experimentar Geocaching e campismo selvagem mas não cá, vai ser na Alemanha e na Áustria:D
Burning, se nunca experimentaste vais ficar fã. O dormir ao relento numa montanha é uma coisa que me fascina. Ver o céu limpo e cheio de estrelas fascina-me igualmente. Desde sempre fui escuteiro e tudo que se relacciona com a natureza, técnicas de sobrevivência, campismo selvagem, orientação com bússola, carta militar e elementos naturais, me atrai.

No ano passados em Gredos, a uns escassos metros do pico Almanzor, estive acampado durante uns dias em cima de neve... outro fascinio

Se cá já é bom, imagino na Alemanha e Austria... nos alpes. Deve ser espectacular.

A única coisa que tenho receio é se estas actividades se poderão chamar "desportivas".
 
Last edited:
#22
Natação e corrida sempre que posso.
Natação pelo bem que faz a todo o corpo e corrida pelos campos e florestas que tenho perto de casa.:p
É óptimo sentir o ar dos eucaliptos e pinheiros a entrar nos pulmões.;)


Filipe

Conheço essa zona muito bem, e bem sei do que falas. Um dia destes ainda vou morar nas Mouriscas.:D:D
 
#23
Mouriscas é aqui mesmo bem perto.
Costumo pegar na minha asfaltista e andar também nessa zona.
Mouriscas, Mação, Belver...

Filipe
 

A P

New Member
#25
joguei andebol muitos anos, até ao escalão de seniores, sempre federado.
depois durante 3 anos treinei um club tb em andebol em infantis e iniciados.
 

RJLA

New Member
#26
Tenho a sorte de ter um emprego que me permite e mesmo obriga a fazer desporto. Sendo assim faço alguma corrida, de vez em quando um futebol. Mas de forma mais séria e convicta é mesmo o BTT e, principalmente, o ciclismo de estrada! ;)
 

patrick pires

Well-Known Member
#27
Este ano e com o pouco tempo e pelo belo inverno que temos tido, optei por fazer um pouco de atletismo...
Por norma tento fazer uns 6/8 treinos de 50min por mês..
 
#28
Pois este fim de semana foi para a caminhada. Após maratona de bike a semana passada nada melhor que uma caminhada de mochila às costas e dormir ao relento.

Eu e mais um grupo de amigos fomos fazer a trilha dos túneis entre o Pocinho - barca de Alva - La Fregenda, aproveitando a linha desactivada do comboio. Deixamos os carros no Pocinho, e com as mochilas às costas começamos o nosso passeio que se iria prolongar por 47 kms, debaixo de um sol abrasador. Ânimo nos limites superiores, só sabiamos que nada sabíamos do que estava para a frente. Logo ao início fomos alertados por um sujeito que deveríamos levar muita água porque não havia nada em todo o percurso a não ser em Barca de Alva, 30 kms acima.

Logo começamos a ver que a coisa não ia ser fácil. Para alem do calor caminhar em traves de linha em mau estado ou mesmo no cascalho, torna o avanço mais lento e doloroso. Apesar de todos irmos bem equipados os pés começaram a sentir o peso do corpo + o da mochila, onde levavamos sacos-cama, colchonetes, alimentos, fogareiros, etc. Caminhar em casacalho não é fácil, porque os pés não vão estáveis e mesmo com solas grossas os bicos das pedras começam a magoar. Mas nada que incomodasse o nosso animos ou não estivessemos habituados.

As horas foram passando e o calor a exigir a ingestão de líquidos, e a nossa preocupação aumentava porque na realidade nem casas nem fontes. Berber água do rio era uma possibilidade mas desde logo descartada pelos mais "sensíveis" por esta não ser limpa. O nosso objectivio era a estação de Almendra para passarmos a 1ª noite, mas ficamo-nos pela de Castelo Melhor. Relativamente perto havia uma casa de uma das quintas do Porto Ferreira. Fomos lá procurar água e como não estava viva alma tomamos a liberdade de encher os recipientes numa torneira que lá existe. Na realidade a água era um pouco turva, mas nem nos importamos, porque ela foi como coca cola gelada num dos dos nossos passeios de bike. Dormimos ao relento nessa estação, e foi impressionante a calma, que nos rodeava. No outro dia, 6ª feira, acordamos cedo e antes de partir fomos reabastecer de água ao mesmo sitio. Só que já estava lá gente e pedimos permissão para fazermos o mesmo, ao que ela nos disse que não enchessemos lá porque a água não prestava... era água do rio;);););). Foi para bom para que alguns preconceituosos engolissem o tinham dito no dia anterior.

A 6ª feira foi ainda mais quente, e mais dura pela vegetação que existe no meio da linha, muitas vezes silvas e cardos, que nos arranharam todos. Finalmente Barca de Alva. Encontrar um fontanário foi a primeira preocupação e ao encontrá-lo parecíamos crianças a brincar com a água. Depois veio a escolha do local para pernoitar, ao que nos foi indicado um no cais onte encostam os barcos de turismo que ligam o Porto a esta localidade. Tinhamos os WC públicos, e as pessoas são extremamente simpáticas. Um grande elogio para as GENTES DE BARCA DE ÁLVA. Continuem assim.

Sábado, à tarde foi para mais uma tirada, desta vez a parte mais emotiva e bela do percurso do lado espanhol. Sempre a subir, teve o bálsamo dos túneis onde podíamos refrescar e descansar. As pontes, sobretudo duas delas, são medonhas para mim, que sofro de vertigens "agudas". Tive que as fazer pelo mato. Num dos túneis vimos uma colónia imensa de morcegos, e nos penhascos uma colónia de abutres. Finalmente tivemos que ultrapassar um tunel de 2 kms que parecia não ter fim.

Visitem este blog. Não é meu nem as fotos minhas, mas poderão ficar com um bichinho que vos leve lá. Recomendo vivamente....
Aos que tem vertigens, preparem-se porque vão sofrer um pouco.
 
Last edited:
#29
Já fiz uma caminhada pela Linha do Tua e espero qualquer dia fazer esse troço do Pocinho a Barca D'Alva. Também gostava de passar para Espanha até à famosa La Fregeneda, mas não sei se seria capaz. Tenho um pouco de vertigens e aqueles viadutos com muitos metros de altura, não sei não. Além de que já ouvi dizer que o estado de conservação dos mesmos é deplorável e que é bastante perigoso atravessar os mesmos. Mas a verdade é que sempre que vejo fotos desse troço só me apetece lá ir:D

Só por curiosidade, não fervem a água que vão apanhando pelo caminho? Não é recomendável por causa das bactérias que a mesma pode ter?

A progressão em linha de comboio é, de facto, um pincel do caraças:D A Linha do Tua é de via estreita pelo que as travessas tem um espaçamento decente. Além disso, (ainda) está em bom estado. Mas a linha do Douro é de via larga e as travessas são mais juntas e é mais complicado por causa dos passos. Eu fiz a linha do tua com umas botas de 15€ da Decathlon e por acaso fiquei surpreendido com o conforto e protecção das mesmas, mas recentemente comprei umas Lowa e é outra loiça. Também me custaram os olhos da cara, portanto espero bem que sejam boas e durem muito:D
 
#30
Amigo Gonçalo,

quanto às pontes é o seguinte: O material ferroso está em óptimas condições, e vão lá estar mais uns largos anos. A questão põe-se na madeira. Esta sim está em muito mau estado. Ora estando em mau estado torna-se perigosa. As que tinha madeira eu passei, com muito muito cuidado colocando os pés onde esta está apoiada nas vigas de ferro. Assim não via o abismo, porque sem madeira temos que caminhar em cima das vigas com os vãos totalmente desprotegidos, o que em mim cusa cá um medo, que até me envergonho. As mais perigosas são: a mais alta (60 metros) e a que faz curva (única). A primeira tens a possibilidade de ires pelo mato. Desces muito acentuadamente e depois sobes igulamente muito acentuadamente... sempre a corta mato muito denso, o que de mochila às costa custa o dobro. A ponte em curva tens a possibilidade de ir pelo mato, que é muito simples, mas a dificuldade é desceres até lá. Eu tive que fazer de homem aranha... mas não podia olhar para baixo. Preferi esta "vergonha" e passar do que ir pela viga o que na realidade está muito alem das minhas capacidades vertiginosas.

Dois conselhos: Leva muita água, se for no Verão, porque não existe tirando Barca d'Alva ou o rio. Se a fizeres não deixes de fazer a parte espanhola. É na verdade a melhor, apesar das pontes. Já agora outro: Vai quanto antes para que a madeira não desapareça toda e assim fazeres a maioria no tabuleiro.

Quanto à água que bebemos costumamos ser cuidadosos. Na realidade a que recolhemos na casa da quinta que falei, era um pouco amarelada, mas pensamos que era da canalização, ou do depósito, e fomos um pouco enganados porque depois de a deixar correr ela ficou mais limpa, não deixando antever que seria do rio. Ferver a água é uma boa opção e já a fizemos noutras ocasiões, mas na realidade nesta a coisa falhou. Por outro lado ferver 5 litros de água (a minha quantidade) precisava de todo o gáz que levei e não chegava e não podemos acender fogueiras. Na próxima levarei comigo umas pastilhas purificadoras de água, que tem o problema de necessitar de 2 horas para purifcar 5 litros de água, e naquela situação era tempo demais, olhando ao calor que fazia e à necessidade de beber. Não serve de exemplo, mas por vezes temos o preconceito que tudo que não seja purificado faz mal, quando na realidade não, e prova disso é que nenhum ficou doente. Não se deve abusar...
 
Last edited:
#31
Regularmente, apenas ciclismo (estrada, monte e estático).
Este ano experimentei o esqui mas, para quem vive em Portugal, é complicado praticá-lo com regularidade.
 
#32
Boas pessoal :)

Eu já pratiquei:
- Futebol
- Karaté
- Futsal

Agora pratico:
- Ciclismo (BTT e ciloturismo)
- Duatlo
- Triatlo
- Por vezes jogo umas futeboladas com o pessoal
- Também volei de praia e canoagem e orientação
- Adorava exprimentar OriBTT
;) I LOVE SPORT :p
 
#33
Boas,em criança pratiquei:
.ginástica no solo
.ginástica acrobática(trampolins)
.atletismo escolar(corta matos)
.karaté

Hoje em dia:
.btt(maratonas,ultra maratonas e raids resistencia)
.ciclismo
.corrida de montanha
.natação
.adorava experimentar uns triatlos(longos),pra um dia.......................................I HAVE A DREAM,fazer um IRONMAN,pode ser o de lanzarote que me parece ser o mais perto de Portugal e o mais "barato"dasssssssssssssssssssssssss
 
#34
eu tirando ciclismo faço uns btt mas tambem faço outros desportos como por ex.sueca matraquilhos snoquer mas como são desportos muito violentos evitos um pouco,a todos um até breve.
 
#35
ora bem eu pratico a futebolada semanal com os amigos do vinho lol...1 vez por semana 1 bom jogo de futebol para se exercitar os musculos onde o ciclismo nao chega :) e sabe sempre bem um jogo de futebol seguido de 1 banho e um jantar dequeles do aço...... :)
 
#37
Boas

Quando era miudo pratiquei, Andebol e Râgbi no Belenensses, BMX, Karaté e Semi-Contact, dos 20 aos 30 +/- fiz TT e motocross, depois fiquei mais ecológico e iniciei-me no BTT, e há 2 anos DH....o ciclismo iniciei à 1 mês como complemento da recuperação das lesões que sofri quando era pouco ecológico...e estou a adorar!

Iniciei também à 2 meses a natação e corrida, indicada pelos Dr´s...e já ando de olho no Triatlo do Estoril em Outubro, no modo SuperSprint, que é a versão para os iniciados, mais jovens, menos jovens...e coxos como eu :))

Abraço

Grilo
 
#38
Já fiz karate e atletismo. Actualmente faço mais estrada, BTT, algumas corridas de atletismo e pedestrianismo. Pratico também caça, pesca, ginásio e alguma canoagem, etc... Futuramente tenciono experimentar algumas provas de estrada, duatlo e ori-BTT.
 
#40
Já foi federado em Vela (na vertente de radio-modelismo)

Actualmente sou federado em Xadrez (é discutível se é desporto ou ciência)

E para além do ciclismo de estrada pratico Futebol de 11 e Futsal