O meu brevet de 600km

#1
Porque na vida não há só sucessos para contar, temos de contar com os fracassos...aqui vai a história de como fracassei ao tentar pela segunda vez completar o brevet de 600km. No ano passado desisti aos 389km e este ano fui mais longe e por uma unha negra não consegui chegar lá.
Doi um bocado, mas foi o mais sensato, pois caso contrario não estaria aqui a contar-vos como correu.
Para o ano, a minha "canoa" chega lá.
Cumprimentos

http://littlerandonneuse.blogspot.pt/2013_06_01_archive.html
 

Figueiredo

Active Member
#2
@ angel@

Mais uma vez sem palavras 520km em autonomia... para quem há pouco tempo atrás nem sabia andar de bicicleta é um feito notável.

Agora começo a acreditar que um dia com uma pontinha de sorte ainda chega ao tão desejado "PARIS - BREST - PARIS"
 

pratoni

Well-Known Member
#3
Estive a ler a crónica e só te tenho a dizer uma coisa:

Parabéns!!

Realmente é pena teres que abandonar tão perto do fim, ainda por cima por uma questão de não te sentires segura e não por falta de capacidade física, imagino a tua frustração.

Mas foram 520 kms de seguida!! Não é, definitivamente, para todos...

Só um aparte, qual é o guiador da velo orange que tens e que falas no blog?
 
#4
Boas,

Mts parabéns @angel@ pelo Randonneur de 520km, mm não teres acabado completas-te um grande desafio.
Realmente não é para todos, é um verdadeiro desafio que leva ao teu limite a parte física e psicologica.
 
#5
Ola obrigada @Luis, @pratoni e @João
O Paris Brest Paris é so em 2015. Nao sei se estou à altura. Paralelamente, preciso tambem de um curso de defesa pessoal :D
Se não tiver a companhia de um dos randonneurs participantes não posso aceitar a companhia de mais ninguem pois estarei a desrespeitar as regras da autonomia. Por vezes, aparecem pessoas amigas ex-participantes de outros brevets que querem acompanhar-nos durante uns quilometros, mas isso não é permitido (contudo sei de países onde ha exceções: por razoes de segurança, as randonneurs mulheres podem ser acompanhadas)
@pratoni trata-se de um Velo Orange Grand Cru Rando
Venham daí pessoal...os brevets não são coisas de super homens e super mulheres, são para pessoas normais como nós que conhecem muito bem as suas fraquezas
 
#6
Grandissima e Brava ( no sentido italiano!)....lembra que Roma não foi feita em um dia!!..520 ou 600 não importa tu estavas lá e isso não é de todos!!.
Angel@ eu sabado a noite estavo a chegar de Aveiro para Figueira da Foz..e ví um de vocé na nacional N109 perto de Mira, pensai logo "randoneers", estava cheio de reflectores com 3 farois a frente bem potentes mas não sabia que havia a 600 km do Portugal.
A unica coisa que me mete medo nestas avventuras é o mix da noite com os carros...só isso.
Bem deste passo acho que a mitica PBP está no teu target e depois a RAAM!!!;-)


parabens
 

Figueiredo

Active Member
#9
Angela,

Guarde bem estas recordações juntamente com algumas fotos, estas aventuras aliadas ao seu jeito para a escrita ainda vão acabar num livro... dada a sua actividade profissional espero que sirva de inspiração para muitos dos seus alunos.

Não precisa provar nada a ninguém mas ficou bastante claro já há algum tempo que pode não ir mais rápido que os restantes companheiros de pedal, mas vai mais longe... duvido mesmo que a maioria dos ciclistas do pelotão internacional alguma vez tenha ousado fazer tantos km de seguida.
 

Bruso

Well-Known Member
#10
Não tinha conhecimento da existência deste tipo de desafios mas queria lhe dar os parabéns pela proeza conseguida. Desistir por razões de segurança deve-a ter deixada frustrada mas é uma consequência deste tipo de desafios, porque pelo que li não pode levar companhia. No entanto foi uma grande evolução de um ano para o outro portanto para o ano completa o desafio.

Agora tem é de fazer contas para não passar à porta de discotecas nas madrugadas de sábado e domingo hehe.

Muitos parabéns!!
 

Morg

Well-Known Member
#11
Muitos parabéns e força para a próxima. À terceira é de vez!!!

Em relação à segurança não havia possibilidade de ligar para a GNR?
 

moshinho

Well-Known Member
#12
Olá Ângela.
Antes de mais parabéns!
É um prazer ler e reler as suas "aventuras" e sonhar um dia também fazer o mesmo.
Vou deixar uma dica! Como habito em Alcácer e aqui é a terra do mosquito...isto é...de milhões deles, já começo a estar habituado.
Sempre que tenho visitas de amigos e amigas de outras localidades, ficam bastante incomodados com as picadelas. Claro que nós aqui também nos incomoda, mas é muito menos e assim, após ler o que lhe sucedeu, aconselho-a a ir comprar "Previpiq" a uma farmácia. É um roll-on muito bom, de cheiro suportável e que afasta e bem os mosquitos.
É este:

Quanto aos cães, este assunto tem estado a ser debatido em outro tópico e há alguém que usa um "aparelhómetro" que emite uma frequência que incomoda os disto cujos.
O mais barato que achamos foi este:
http://www.ebay.com/itm/140911716135?ssPageName=STRK:MEWAX:IT&_trksid=p3984.m1423.l2649
Agora se é bom ou não sabemos. Um membro daqui mandou vir um e depois certamente irá dar um feedback.
Espero ter ajudado na dica para os mosquitos.
Boas pedaladas ;)
 
#13
Muitos parabéns.
A terceira será de vez.
Um verdadeiro prazer ler o Blog.

Ficam a faltar umas linhas sobre a titânica e sobre o novo guiador.
Como funcionam em longas distâncias, quais são as diferenças para a/os anteriores.
 

Lyp

Active Member
#17
É sempre prazeroso ler o que escreves... Obrigado!

Quanto ao resto... Profunda admiração! Não é para todos. Muitos parabéns, na próxima não vai escapar :)
 
#18
É sem dúvida um espirito fantástico dado seres do sexo feminino e te expores dessa forma aos perigos...

Claro que não tentamos pensar nisso mas as coisas podem acontecer.

Da próxima tenho a certeza que irás conseguir.
 
#19
Só tenho duas coisas a dizer-te, a primeira, profunda admiração pelo que fazes, sendo que muitos de nós que estamos aqui e que partilhamos o prazer de andar de bicicleta quase certamente que pensariam muitas e muitas vezes para se aventurarem em tais distancias e desses muitos só uma pequena minoria se atrevia a fazer tal feito. Já há alguns anos que admiro e tenho um enorme respeito por todos aqueles que são randoneures e fazem este tipo de desafios.
Segundo, tudo aquilo que consegues, mesmo que não termines, tens de ver como mais uma vitoria e mais uma conquista, assim prova após prova vais ver que numa proxima consegues finalizar.
Desejo-te as maiores felicidades e que chegues ao fim nas proximas provas que entrares.
 
#20
Obrigada, por comentarem este post; espero ver-vos a participar nos proximos brevets muito em breve.

@moshinho, a partir de agora o repelente de mosquitos faz parte da minha lista de compras. Obrigada pela sugestão.

@paradawt, é perfeitamente possível as mulheres fazerem brevets. Ha anos que isso acontece nos outros países onde os brevets estão enraizados. Medo é uma coisa relativa...(pensando bem, a coisa mais difícil que fiz até hoje, foi decidir arranjar uma bicicleta e ganhar coragem de sair para a rua e pedalar, isso sim foi de uma extrema dureza :D)

@Torui, nada disso ...ninguem se mete nisto com espirito de sacrificio, mas sim por gosto. Quando começa a ser sofrimento é melhor arranjar outra coisa para fazer

@fonsecarlos, tenho pouco jeito para análises mecânicas; quando não dói nada e dá para pedalar para longe...é porque deve estar tudo bem.

@ Paulo V. Os brevets não são provas. Não há uma classificação final. A vitória é conseguir chegar ao fim dentro do tempo regulamentado

Boas pedaladas de verão