N10 e Ciclovias

cconst

Well-Known Member
#1
Quem mora entre Lisboa e Alverca já se deve ter deparado com as obras que decorrem há uns meses.

Estaria tudo bem se estas obras fossem de requalificação da N10 e suas bermas e envolventes de modo a dar mais segurança a todos os seus utilizadores. MAS acontece que alguém decidiu criar zonas de ciclovia em que na sua maioria se tem uma zona ciclável com menos de 1m, intercepções com a estrada que retiram prioridade ao ciclista, obstáculos (sinais de trânsito verticais)... para enumerar algumas coisa que a mim me parecem mal pensadas.

Aceito que se tente melhorar a mobilidade urbana, nomeadamente dar espaço aos ciclistas. Mas da forma que estas intervenções estão a ser feitas parece-me que irá falhar - como habitualmente - o seu propósito.

Nós que praticamos ciclismo e usamos a via pública para treinar, não conseguimos partilhar uma ciclovia delimitada quer por lancil de passeio quer por pilaretes com os demais utentes recreativos ou commuters e teremos que partilhar o alcatrão com os demais. Com os automobilistas que por verem que existe uma cilcovia e verem a "sua" N10 mais estreita me parece que serão menos complacentes para connosco.

Temo sinceramente que estas alterações na N10 venham a causar mais desconfortos numa estrada já muito movimentada, mas que por ter bastantes bermas cicláveis sempre me consegui resguardar e evitar sustos de maior. Estas bermas irão desaparecer numa grande parte.

O que acham relativamente a este assunto?!
 

Davidoff

Active Member
#2
Também acho que estão a complicar, quanto a mim bastava pintarem uma faixa para ciclistas na berma, com algum tipo de "barreira" ou mini pilaretes a delimitar a estrada, em vez de criar vias estreitas com aquele lancil enorme e que tiram a prioridade aos ciclistas, além de que vão atrair muitos pedestres "distraídos".

Passo pouco nessa zona e estava com esperança que o "produto" final fosse melhor do que parece para já.
 

antunesfilipee

Well-Known Member
#5
Nos que andamos a "treinar", não podemos lá andar, logo as ciclovias não nos servem para nada, serve para quem anda numa de passeio
Isso é uma questão onde tenho uma dúvida... Há ciclovias (senão todas) que têm o sinal de obrigatoriedade para bicicletas. Ao andar fora das ciclovias, não estamos a transgredir o código da estrada?
Por um lado são os automobilistas a mandar-nos para o c*r*lh* porque há uma ciclovia e vamos na estrada. Por outro é passar a 30 ou 40 kms/h ao lado de velhotes e/ou crianças...
 

cconst

Well-Known Member
#6
@antunesfilipee : no primeiro parágrafo das "Regras Específicas" do documento na ANSR:
http://www.ansr.pt/SegurancaRodoviaria/Publicacoes/Documents/GUIA CONDUTOR VELOCÍPEDE.pdf
Os velocípedes deixam de estar obrigados a circular nas pistas que lhes são destinadas podendo fazê-lo junto do restante trânsito se se considerar que esta seja uma alternativa mais vantajosa.
Por um lado são os automobilistas a mandar-nos para o c*r*lh* porque há uma ciclovia e vamos na estrada. Por outro é passar a 30 ou 40 kms/h ao lado de velhotes e/ou crianças...
Este para mim é o grande problema e que me parece que ninguém se lembra ao desenhar estas vias da moda...
 

Tourmalet

Well-Known Member
#7
Eu ando sempre na estrada, só muito raramente utilizo uma ciclovia e nunca são esses passeios minúsculos pintados de vermelho. As ciclovias fazem sentido para malta no passeio ocasional ou peões.

Também ja levei com 1 ou 2 ressabiados a dizer isso: "andar de bicicleta é ali" ao que normalmente retribuo com 1 "vai po car****" ou um acenar de reprovação com a cabeça.

Normalmente esta malta ressabiada é malta adepta dos Doritos & Cigarradas, em que o único desporto que praticam é mudar de canal entre os programas de comentários futebolístico e que gosta de mandar o seu bitaite quando vão com o cu sentado no conforto do carro, e que pasme-se, odeiam ciclistas (em qualquer via) .

Do que conheço (ou conhecia da Lei) uma bicicleta pode andar na estrada e nunca em passeios, agora se é obrigado a usar ciclovia em detrimento da estrada quando ela existe, não faço ideia... Mas para multarem-me também vão ter que apanhar-me :D
 

NULL

Well-Known Member
#8
Todos sabemos que em condições normais as ciclovias não são para nós. Servem para quem quer passear descontraidamente, normalmente crianças ou pessoas com bicicletas que atingem pouca velocidade. Não me parece o sítio indicado para circular a 30 ou 40km/h.

Mas há mais ratoeiras nas nossas estradas. Muitos de nós sujeitam-se a andar na berma para não incomodarmos a circulação automóvel, isto é, circulamos à direita da linha da faixa de rodagem. Em caso de acidente causado por buracos ou maus estado da via esqueçam a indemnização. Só podemos exigir indemnização em caso de mau estado/buracos na faixa de rodagem, caso seja na berma estamos f0did0s!!
 

cconst

Well-Known Member
#10
Do que conheço (ou conhecia da Lei) uma bicicleta pode andar na estrada e nunca em passeios, agora se é obrigado a usar ciclovia em detrimento da estrada quando ela existe, não faço ideia... Mas para multarem-me também vão ter que apanhar-me :D
Tanto quanto sei - e vou tentando atualizar-me de tempo a tempo - não há neste momento lei que OBRIGUE o ciclista a usar a ciclovia.

Eu ando sempre na estrada, só muito raramente utilizo uma ciclovia e nunca são esses passeios minúsculos pintados de vermelho. As ciclovias fazem sentido para malta no passeio ocasional ou peões.
Todos sabemos que em condições normais as ciclovias não são para nós. Servem para quem quer passear descontraidamente, normalmente crianças ou pessoas com bicicletas que atingem pouca velocidade. Não me parece o sítio indicado para circular a 30 ou 40km/h.
Eu faço o mesmo: uso a estrada. Apesar de tudo, sinto-me mais seguro. No entanto, neste caso da N10 - certamente aplicável noutras estradas - reduz-se a faixa de rodagem, eliminam-se bermas para criar ciclovias de 70 ou 80 cm limitadas por obstáculos físicos que evitam que quem lá circule se desvie ou consiga ultrapassar.

Nestes casos, esses 70 cm na faixa de rodagem mais um bocadinho de berma, é - para mim - o suficiente para ir no traço contínuo e não me sentir demasiado apertado... e nesse troço vou deixar de os ter.
 

cou7inho

Well-Known Member
#11
A última vez que fui para uma ciclovia fui ao chão porque rolar a 30km/h nesse tipo de vias é tudo menos seguro. Desde peões no meio da faixa, crianças pequenas, cicloturistas que ocupam as duas faixas. Usar a estrada é sem duvida a melhor opção. Já agora, não há limite de volicidade numa ciclovia? É que tenho ideia que por exemplo no brasil existe, 25 km/h acho eu.
 

Ganfas

Well-Known Member
#12
Eu não considero uma ciclovia uma via para andar a 30km/h.

Faço todos os dias a ciclovia Entrecampos - Campo Grande e assusta-me a velocidade a que trotinetes e bicicletas passam lá. Não podemos dizer que a culpa é sempre dos peões, quando na maior parte dos casos não existe da parte de quem anda de bike ou trotinete um comportamento defensivo.

Para me deslocar para casa / trabalho uso a ciclovia, vou devagar e atento para não passar por cima de ninguém, curiosamente a semana passada levei com uma trotinete em cima porque a pessoa que ia nela ia a brincar aos S's.

Para treinar uso a estrada mesmo quando tenho ciclovia ao lado. Sim é verdade que quem vai de carro pode mandar vir, e com alguma razão, porque não percebem, e não vai ser no momento que se eu parar e responder ao gajo do carro ou se começar a gritar com ele, que ele vai entender.
 

Bipbip

Active Member
#13
Isto é o que se faz usando o dinheiro dos contribuintes de forma despudorada....nalguns locais o custo associado à obra de separação do trafego é brutal .... sendo que a maior parte do percurso é dentro de localidades e limitida a velocidade de 50km/h ou menos.....ou seja aquilo faz pouco ou nenhum sentido, efectivamente mais valia investir na melhoria das bermas e em sinalização informativa sobre como proteger os elementos mais frageis na estrada, leia-se,o peão e o ciclista.
Recordo o que vi recentemente em Espanha em termos de sinalizacao.
Agora achar que a populacao das zonas vão para uma Nacional pejada de carros e poluição andar a passear como se faz na marginal junto ao Tejo.....enfim apenas uma opiniao.
 

Francisco Costa

Well-Known Member
#14
Mas há mais ratoeiras nas nossas estradas. Muitos de nós sujeitam-se a andar na berma para não incomodarmos a circulação automóvel, isto é, circulamos à direita da linha da faixa de rodagem. Em caso de acidente causado por buracos ou maus estado da via esqueçam a indemnização. Só podemos exigir indemnização em caso de mau estado/buracos na faixa de rodagem, caso seja na berma estamos f0did0s!!
É verdade.
Além disso o facto de circularmos na berma de uma estrada que por si só já é estreita, estamos quase a incentivar os condutores a fazerem-nos rasas e a colocar a nossa vida em risco, ou seja, se por alguma razão tiver que circular numa estrada estreita (situação que evito ao máximo) NUNCA circulo na berma.
Quem vier atrás que espere!!!
 

nmt

Active Member
#15
Quem desenha/projeta essas ciclovias nunca andou de bicicleta, seja como desportista seja como commuter seja em lazer, pois da forma que se apresentam não servem a nenhum. Para mais, as bermas existem para circulação de peões quando não existe passeio e para se poder parar uma viatura em segurança no caso de avaria. Desta forma criam ciclovias que de nada servem e eliminam bermas que existem para proteção de todos. Estas negociatas nas autarquias existem apenas por um motivo, $$$$
 

pratoni

Well-Known Member
#16
Se quiserem andar na ciclovia têm de andar com buzinas de camião para os peões os ouvirem e desviarem-se a tempo. Isto porque muitos vão de phones e não ouvem nada...
 

joseruivo

Well-Known Member
#17
As ciclovias parecem-me a forma de nos limitarem ao sítio onde acham que devemos andar: se houver ciclovia, acham que temos de andar na ciclovia; se não houver ciclovia, acham que não deveriamos andar naquela estrada! É dinheiro mal gasto sem contribuir para que ciclistas e automobilistas aprendam a conviver no mesmo espaço.

E os automobilistas estacionam em cima dos sítios com o traço a delimitar uma faixa para bicicletas? Boa fonte de receitas para a autarquia ou outra autoridade que para lá fosse multá-los! Se tivessem vontade e coragem, em vez de caçar descaradamente a multa de outras maneiras.
Podiam investir em estradas mais largas, isso sim, seria inteligente.
 

Bipbip

Active Member
#19
Estes habilidosos de gabinete conseguem tornar as deslocações a todos nós ainda mais perigosas:
- criando maior apetência para o conflito entre os ciclistas e os restantes utentes da via, se vamos na estrada com uma ciclovia ao lado temos o pessoal motorizado a mandar-nos para a ciclovia, se vamos na ciclovia a 30/40 km/h somos "suicidas" e potenciais "assassinos"...
-estreitam as vias em defesa do politicamente correcto....esquecem as avarias, estacionamentos incorrectos...etc, ou seja estragulam as vias.
- em hora de ponta a n10 na malha urbana entre Lisboa e VFX é uma fila pegada, sendo que em caso de emergencia o estrangulamento da via certamente vai dificultar ....as alternativas são... A1 e pouco mais.....
Confesso que vejo mais coisas negativas que positivas, pelo menos neste caso....mas isto sou eu que sou ciclista e condutor.
 
#20
Vou opinar de uma forma generalizada e não em concreto porque não conheço essas obras e resultado que se pretende.

Na grande maioria, quando estas obras são projetadas, não acho que seja com o intuito de retirar mais valias económicas, o resultado (deficiente) é mais uma questão de cultura e estratégia, no caso a falta dela, isto porque as ciclovias são encaradas mais como um equipamento de lazer mais do que de mobilidade, mas é que nem para isso serve...em condições, claro. Senão vejamos:

É verdade que nos ultimos anos se fez muita asneira para se conseguir racios de sustentabilidade ao nivel da mobilidade, veja-se Gondomar que apresenta uma rede ciclável de umas boas dezenas de km, mas que ao fim e ao cabo, ciclovias no verdadeiro sentido da palavra se podem resumir a um meia duzia de km, o resto são ciclofaixas que se vão deteriorando ao longo do tempo e que tendem a desaparecer, mas pior do que isso, em nada acautelam e salvaguardam a nossa posição (débil em relação aos demais), mas pelo menos é melhor que nada.

No mapa é optimo, na realidade...nem tanto.

Sem dúvida que este tipo de obras tem um peso politico, mas com isso até vivo bem, agora a questão antes de mais nada é, para que queremos as ciclovias?

Para vocês para que serve uma ciclovia? Para treinar ao final do dia? Para ir trabalhar? commuting (conceito "first or last mile")?