Merida Reacto 2014/15 recolha voluntária

Morg

Well-Known Member
#1
Ciclismo a fundo

A Merida está a proceder a uma recolha voluntária do modelo Reacto dos anos 2014 e 2015 vendidas em Portugal, Espanha e França. A marca refere que "no decorrer de extensos e completos controlos de qualidade, internos e externos, no que se refere ao design e produção, decidimos, de forma voluntária e apenas como medida por precaução, fazer um recall dos modelos MERIDA REACTO dos anos 2014 e 2015. Existe um risco de queda por possível falha no travão dianteiro/forqueta. Em alguns casos, nos países citados, as roscas de fixação do travão Direct-Mount localizado na forqueta da REACTO soltou-se durante a prática de ciclismo. Testes laboratoriais levados a cabo por razões de segurança revelaram que, apesar de todas as forquetas da REACTO cumprirem os requisitos standard da EN, uma inconsistência durante o processo de produção causou variações em alguns números limitados da produção. Em alguns casos individuais do modelo de 2014 e 2015 a resistência da zona de fixação do travão pode ter sido afetada, existindo a possibilidade de queda, com consequências e danos graves e/ou lesões pessoais que possam resultar fatais." Existem duas versões diferentes de forquetas de carbono das REACTO no mercado e a principal diferença é o comprimento das roscas de fixação do travão dianteiro. Todos os casos conhecidos aconteceram na versão inicial com o comprimento de rosca mais reduzido. Para uma identificação correta das diferentes versões de forqueta, o Direct-Mount do travão dianteiro deve ser desmontado da forqueta e a profundidade da rosca de fixação do travão deve ser medida com um paquímetro.
A) Se a rosca interna tem uma profundidade de = 9,5mm, a forqueta está coberta pelo Recall / retirada voluntária e preventiva: A bicicleta não deve ser utilizada até que a forqueta seja substituída pela versão atualizada e retificada.
B) Se a rosca interna tem uma profundidade = 12,5mm, a forqueta foi produzida depois de Agosto de 2014, após a retificação tecnológica e tem a profundidade correta. É totalmente segura: Neste caso a bicicleta NÃO está coberta pelo Recall voluntário e preventivo e pode ser usada com total segurança.
A Merida vem por este meio apresentar as suas desculpas pelo incómodo e solicitar a todos os proprietários dos modelos referidos, que se dirijam ao seu agente oficial Merida para proceder à substituição da sua forqueta. Para qualquer esclarecimento adicional podem contacatr a marca através do email inforeacto@meridaswe.com, criado especificamente para o efeito.

in Facebook Ciclismo a Fundo
 

Morg

Well-Known Member
#6
Nos carros acho que até é uma estratégia de marketing, será que estão a adoptar esta estratégia às bikes ?
 
#8
Esses tambem nao brincam na minima coisa fazem logo recall
Por acaso tenho a noção da Toyota ser a "campeã" no que toca a recall's. Não há ano que passe no qual não haja pelo menos um recall da Toyota. Quanto à Honda, houve agora um recentemente devido ao problema dos airbags, mas aí arrastou mais uma série de marcas, principalmente no mercado norte-americano.

Esta coisa dos recall's, e o da Merida incluído, tanto pode jogar a favor da marca, por demonstrar uma preocupação com o detalhe e com a segurança do utilizador, levando mesmo a um excesso de zelo, como pode contribuir para a quebra de alguma confiança por parte dos consumidores. Eu sou dos que prefere a honestidade e a humildade em admitir um erro.
 

pratoni

Well-Known Member
#9
... Eu sou dos que prefere a honestidade e a humildade em admitir um erro.
x2

Quem nunca errou que atire a primeira pedra...

Outra coisa seria fazer o recall só depois de se saber casos públicos de falhas, tipos a primeira geração de travões hidráulicos de estrada/ciclocross da SRAM...