Le Tour de France 2020

gfrmartins

Well-Known Member
#22
Eu estranharia se a malta falasse bem :D :D :D

"Epah só etapas em linha.. Que seca este Tour"...
"Epah quase não tem etapas em linha.. Querem matar o Tour"

:D :D :D
Etapas em linha não são necessáriamente seca, etapas de 300kms em linha sem interesse nenhum é que são uma seca, basta desenhar percursos interessantes.

O que eu acho mal mas é a minha opinião é que a Vuelta a Francia tenha um foco tão grande e o percurso seja construido apenas e exclusivamente para um trepador com boa equipa na montanha ganhar
 

NULL

Moderador
Staff member
#23
Eu estranharia se a malta falasse bem :D :D :D

"Epah só etapas em linha.. Que seca este Tour"...
"Epah quase não tem etapas em linha.. Querem matar o Tour"

:D :D :D
Eu gosto do percurso, mas desvirtuar um TT colocando um TT curto mais do tipo cronoescalada?

Se já tem montanha mais do que suficiente nas etapas em linha para quê meter uma cronoescalado no TT? Daqui a nada metem o TT no Alpe D´Huez...

Parece o car***** dos Granfondos! Andam todos a ver se descobrem a subida mais dura do quintal para o pessoal penar... O ciclismo não é só trepar! Há muitas mais vertentes...
 

Carolina

Well-Known Member
#24
Retirar as etapas mais longas até vai um pouco contra a "base" do ciclismo de estrada que é o endurance.

Cada GT tem características diferentes. Este traçado do Tour não é o tradicional.

A ASO devia estar com medo que o Bardet não fosse loloo
 

cutkiller

Well-Known Member
#26
Quando é que foi o ultimo tour em que ganhou um All Rounder?

Este traçado vai permitir maiores diferenças e provavelmente mais ataques para recuperar perdas.. Do meu ponto de vista pode beneficiar o espectáculo. Mas vamos ver! Se fosse sempre a mesma coisa não tinha piada! :)
 

cutkiller

Well-Known Member
#29
Por incrível que pareça até os allrounders estão uns trepadores do caraças. O ultimo foi já o Thomas em 2018, wiggins 2012. É tudo essencialmente, relação peso potência.
Esses são da antiga Sky, onde tudo era trepador :D
Mas como vês... o histórico é que seja um trepador a ganhar isto. Portanto está tudo na mesma!

E não se preocupem que nem com as etapas todas em alta montanha o Bardet ganha isto :D
 

jpacheco

Well-Known Member
#30
Esses são da antiga Sky, onde tudo era trepador :D
Mas como vês... o histórico é que seja um trepador a ganhar isto. Portanto está tudo na mesma!

E não se preocupem que nem com as etapas todas em alta montanha o Bardet ganha isto :D
Fui até 2000 mas se tirarmos o amstrong tens os 2 lugares gajos allrounders. Zulle, Ulrich, Kloden, Basso
 

SantosDaCasa

Well-Known Member
#31
Retirar as etapas mais longas até vai um pouco contra a "base" do ciclismo de estrada que é o endurance.

Cada GT tem características diferentes. Este traçado do Tour não é o tradicional.

A ASO devia estar com medo que o Bardet não fosse loloo
Se ele estiver novamente na forma do Tour deste ano, é melhor nem aparecer no de 2020...
 

jpacheco

Well-Known Member
#33
O froome é um all-rounder. Bom na montanha e bom no contra-relógio.
Extacto... estava a excluir o Alien :D Também fiz os cálculos para gajos que fazem mais outro tipo de provas durante o ano clássicas, etc. Estas classificações nunca são muito exactas porque há corredores que conseguem ser generalistas allrounders mas conseguem também trabalhar para estarem bem noutras especialidades.

É mais fácil dizer que o Bardet é trepador e especialista a subir porque sabemos que o homem nunca vai ser bom no TT nem em clássicas. Agora há allrounders que bem preparados sobem melhor que o Bardet e depois torna-se complicado defini-los. É mais fácil classifica-los por exclusão de especialidades :D
 

Bruso

Well-Known Member
#35
Froome para mim é o melhor all Rounder. Um gajo que ganha etapas no Zocolan, ganha etapas com ataques a 100kms da meta e com ataques em descida, ganha Tours, Giris e Vueltas, aguenta a roda do Sagan numa etapa no norte de França, faz pódio nos mundiais de CRI e jogos olímpicos. E não esquecer aquela corrida no Ventoux e este gancho de esquerda


O Valverde só ganha para o Froome nos sprints, mas perde em tudo o resto.

Mas sim a fronteira é muito ténue. Há ciclistas que conseguem juntar 2 especialidades a bom nível no restantes e depois há aqueles que fazem um pouco de tudo sem serem especialistas em nenhum (Rui Costa, Dan Martin, LL Sanchez e Wellens são bons exemplos).
 

gfrmartins

Well-Known Member
#36
Froome para mim é o melhor all Rounder. Um gajo que ganha etapas no Zocolan, ganha etapas com ataques a 100kms da meta e com ataques em descida, ganha Tours, Giris e Vueltas, aguenta a roda do Sagan numa etapa no norte de França, faz pódio nos mundiais de CRI e jogos olímpicos. E não esquecer aquela corrida no Ventoux e este gancho de esquerda


O Valverde só ganha para o Froome nos sprints, mas perde em tudo o resto.

Mas sim a fronteira é muito ténue. Há ciclistas que conseguem juntar 2 especialidades a bom nível no restantes e depois há aqueles que fazem um pouco de tudo sem serem especialistas em nenhum (Rui Costa, Dan Martin, LL Sanchez e Wellens são bons exemplos).
Peço desculpa mas não concordo, o Rui é optimo a apanhar doenças, até vou mais longe, é um dos melhores se não o melhor do mundo nessa vertente, é um iman o Homem, brutal de ver
 

{the_crow}

Well-Known Member
#40
Sao tudo hipoteses.. eu sinceramente acho que já ta "tudo" com mta pressa por causa dos efeitos na economia.. e falo em modo geral... mas ha um ditado mto sabio que diz: devagar se vai ao longe....
Acho que so se pode efectivamente tomar medidas qdo as curvas estiver já a descer e a descer bem...
Já sabemos o que dao os facilitimos...viu-se prefeitamente qdo nao se tomou logo medidas fortes de isolamento social...

Uma ideia possivel seria aquela que ja se falou se nao me falha a memoria noutro topico de se fazer um 3 em 1... 7 etapas em Espanha...dp França e Italia.. dificilmente vejo outra opcao.. nao vejo "espaço" nem "sentimento" para so se fazer o tour ( por completo ) e deixar giro e vuelta a chupar no dedo...