Cicloturismo em Portugal: o que melhorar?

#1
Boas caríssimos!

Estou a fazer um trabalho de investigação acerca do estado do cicloturismo no nosso país. Tenho entrevistado pessoas na área da hotelaria e restauração e gostaria também de saber a opinião dos ciclistas e cicloturistas nacionais.

O que acham é necessário melhorar?
Qual é a vossa opinião em relação às nossas infraestruturas (ecopistas, ciclovias, etc...)?
Acham que economicamente existe um nicho por explorar?
O que é que acham que os municípios e Portugal em geral deve fazer para dinamizar esta área?

Dêem a vossa opinião pois acredito ser de extrema importância!
 
#2
Creio, que talvez fosse mais indicado criar um inquérito, com perguntas abertas. Opiniões de reposta através do fórum, podem levar a uma dispersão, para temas que podem não contribuir para a investigação
 
#3
Creio, que talvez fosse mais indicado criar um inquérito, com perguntas abertas. Opiniões de reposta através do fórum, podem levar a uma dispersão, para temas que podem não contribuir para a investigação
Tem toda a razão! futuramente vou tentar colocar um inquérito aqui. A razão porque criei este post foi porque tendencialmente as pessoas não gostam de inquéritos e em trabalhos nos quais utilizei esta estratégia, tenho vindo a receber mais feedback.
Enfim no fundo o que quero mesmo é saber a opinião de outros apaixonados por este desporto no que concerne ao cicloturismo. Não posso de todo meter a minha opinião na investigação portanto é menos um ciclista que conta. :)
 
#4
Tentando responder às tuas questões, embora concorde que um questionário também fazia sentido:

O que acham é necessário melhorar?
Alguma coisa já foi feita, mas muitas mais é necessário fazer. Uma das melhorias, e talvez a principal seja a mentalidade das pessoas. O não olhar para as bicicletas (e o seu envolvente) como um objecto ou entrave, mas sim como uma forma como meio de transporte, desporto, etc. Sem esta mentalidade mudada, isto, por muito boa vontade que haja, não anda para a frente. Não falo só de quem conduz ou de quem pedala, é de todos.

Qual é a vossa opinião em relação às nossas infraestruturas (ecopistas, ciclovias, etc...)?
Poderia haver mais, mas não se trata apenas de as construir, trata-se também de as manter! Do que nos serve um pedaço pintado de vermelho no chão (ou uns postes todos catitas a dizer ecovia) se depois não há preocupação em as manter/fazer manutenção? Tenho visto algumas que, depois de construídas e de se cumprir calendário/promessas político, ficam ali... paradas, esquecidas...

Acham que economicamente existe um nicho por explorar?
Boa pergunta... Poderá haver se se souber rentabilizar o turismo por este meio.

O que é que acham que os municípios e Portugal em geral deve fazer para dinamizar esta área?
Os municípios (e por consequente o país) ao ter algumas destas infraestruturas estão não só a mostrar a beleza paisagística/arquitectónica aos locais, como também criam (ou reforçam) um cartão de visita aos turistas que queiram tirar um maior proveito da sua estadia no local. Com uma ecovia por exemplo, lucram os serviços de restauração, hotelaria, serviços de "desporto" (falta-me agora o nome, mas refiro-me ao aluguer de bicicletas e restante equipamento para passear em bicicleta), é uma circulo grande onde todos beneficiariam.
Se forem criadas ecovias/ciclovias há que criar também uma estrutura capaz e competente de trabalhar no sentido de manter as vias em bom estado de conservação, isso talvez criasse um ou outro posto de trabalho.
 

joseruivo

Well-Known Member
#5
O que acham é necessário melhorar?
Qual é a vossa opinião em relação às nossas infraestruturas (ecopistas, ciclovias, etc...)?
Acham que economicamente existe um nicho por explorar?
A maior queixa que ouço sempre (e sinto) é dificuldade em transportar a bicicleta de comboio ou, pior ainda, de autocarro! É uma oportunidade de negócio, da CP e das empresas de autocarros. A malta não se importa de pagar qualquer coisa extra por levar a bicicleta, e quem facilitasse este transporte iria ter mais passageiros.

Não costumo usar ciclovias e afins, mas lembro-me de andar à procura da ecovia do algarve e nem vê-la. A via Algarviana está muito melhor, mas mesmo assim sem track de GPS não se vai lá. Tracks de GPS é o que acho mesmo fundamental para quem quer fazer cicloturismo de média/longa distância, porque as tabuletas entendo que vão desaparecendo, e qualquer pessoa tem um smartphone onde pode seguir um track. Mais sítios onde ficar e melhor informação fariam muita diferença.
Lembro-me de planear o dia para chegar a determinada localidade indicada num guia como o princípio ou fim de um percurso, conforme o sentido, chegámos lá ao fim do dia só havia um café, que nem refeições servia! A senhora que nos atendeu disse que já tinha tentado convencer o marido a arranjar uma casinha que alí tem para alugar de vez em quando a pessoas que por ali passam, mas não consguiu convencer o homem :-( A povoção mais próxima era daí a 10 km, sempre a subir

Acho que é um nicho por explorar, que poderia resultar com a união de esforços das partes envolvidas, mas tenho ideia que isto de cicloturismo é uma coisa que a maioria dos possíveis intervenientes ainda não percebeu como funciona.
 
#6
@joseruivo a Via Algarviana faz-se bem e está bem marcada, pelo menos quando a fiz em 2015. Só senti mais dificuldades na zona de monchique, tirando isso dava para perceber bem para onde se tinha que ir. A ecovia do algarve, daquilo que vejo e sei está longe de ser a ideal, tem um leve cheirinho...
 
#9
Algumas novidades em relação à conclusão do trabalho de investigação?
Boas Miguel, entretanto estou a enviar um questionário aos alojamentos nacionais para melhor compreender a realidade do cicloturismo enquanto nicho de mercado na área da hotelaria turismo.
De momento tenho recebido muitas respostas (já tenho mais de duzentas!) e pude verificar que depende muito do tipo de alojamento e da área geografica.
Existem muitos alojamentos que afirmam que os cicloturistas têm um grande peso no seu negócio porém a grande maioria afirma que ajudou mas não de uma forma significativa.
Entrevistei um empresário que tem um alojamento em viseu e ao longo dos anos adaptou o seu negócio a este tipo de turista, afirma que os cicloturistas representam cerca de metade dos seus clientes e que tem vindo a crescer muito na região.
Quando terminar o projecto vou publicar aqui alguns gráficos e números interessantes acerca do cicloturismo!
Miguel o seu comentário foi igualmente importante para o trabalho bem como de outros ciclistas que pude entrevistar pessoalmente.
Quiçá o Turismo de Portugal fique interessado no meu trabalho e futuramente possa ajudar me a melhor aprofundar esta área, a meu ver é um win-win tanto para a cultura velocípede nacional como para a economia nacional/regional.
 

ruilebs

Well-Known Member
#11
Isso do guia é algo verdadeiramente interessante.
Será que existe isso?
Um mapa dos melhores trajetos de bike. Isso é que era.
Vi há tempos um site qualquer, associado a um equipamento desses de GPS de ciclismo, que sinalizava com cores os trajetos, e então via-se quais aqueles mais usados pelos ciclistas. Se bem me lembro o exemplo que mostravam era nos EUA.
 

sidorio

Well-Known Member
#12
Isso do guia é algo verdadeiramente interessante.
Será que existe isso?
Um mapa dos melhores trajetos de bike. Isso é que era.
Vi há tempos um site qualquer, associado a um equipamento desses de GPS de ciclismo, que sinalizava com cores os trajetos, e então via-se quais aqueles mais usados pelos ciclistas. Se bem me lembro o exemplo que mostravam era nos EUA.
“Trendline popularity”, pelo menos é assim que a Garmin lhe chama na navegação do novo 520 plus.

Faz um heat map dos sítios que os ciclistas vão para te indicar esse caminho, assim evitas ser enviado para locais que não são apropriados para pedalar como vias de muito tráfego ou com muitos peões
 

sickflick

Well-Known Member
#14
Isso do guia é algo verdadeiramente interessante.
Será que existe isso?
Um mapa dos melhores trajetos de bike. Isso é que era.
Vi há tempos um site qualquer, associado a um equipamento desses de GPS de ciclismo, que sinalizava com cores os trajetos, e então via-se quais aqueles mais usados pelos ciclistas. Se bem me lembro o exemplo que mostravam era nos EUA.
Relembro este Site ao Forum

ALGARVE – PERCURSOS DE CICLISMO DE ESTRADA

http://www.ciclismoalgarve.pt/2017/05/25/guia-algarve-percursos-de-ciclismo-de-estrada/
 

zorza

Well-Known Member
#15
Já fiz uma data destes percursos e aconselho.
Fazem-se bem - desde que adequados à condição física de cada um.
Vi coisas bem giras e passei por locais e estradas por nunca iria sozinho ou sem saber.
O facto de termos um track a apontar para ali, ajuda a acreditar..
Depois é só escolhar o tipo de track e da zona do algarve para onde queremos ir pedalar e quantos kms fazer.

Muito bom!

Zorza
 

Bruso

Well-Known Member
#16
Isso do guia é algo verdadeiramente interessante.
Será que existe isso?
Um mapa dos melhores trajetos de bike. Isso é que era.
Vi há tempos um site qualquer, associado a um equipamento desses de GPS de ciclismo, que sinalizava com cores os trajetos, e então via-se quais aqueles mais usados pelos ciclistas. Se bem me lembro o exemplo que mostravam era nos EUA.
O Strava tem isso. No criador de rotas, vai às opções e ativas o global heatmap.
 

Bruso

Well-Known Member
#17
Em relação ao tópico e às questões, o que falta a Portugal em termos de cicloturismo é um maior investimento por parte das empresas privadas.
Como em tudo em Portugal, o povo fica à espera que seja o governo a tomar iniciativa. Neste caso esperam que o governo dê apoio financeiros e que reabilite a nossa rede viária para então criarem empresas na área do cicloturismo.
Deveria ser ao contrário. Se muitas empresas privadas investiram na área, criará um lobby, que quanto maior, mais poder terá nos centros de decisão. Foi assim que a indústria automóvel conseguiu que o Governo construísse tantas autoestradas.

Atualmente vivo em Inglaterra, e acho que ainda não falei com nenhum ciclista que não tenha ido para Espanha ou França pedalar. Muitos até vão mais de 1 vez por ano. Vejam lá a mina de ouro que aqui está...(meu conselho para eles é sempre o mesmo - "têm de ir à Madeira").
 

ruilebs

Well-Known Member
#19
Em relação ao tópico e às questões, o que falta a Portugal em termos de cicloturismo é um maior investimento por parte das empresas privadas.
Como em tudo em Portugal, o povo fica à espera que seja o governo a tomar iniciativa. Neste caso esperam que o governo dê apoio financeiros e que reabilite a nossa rede viária para então criarem empresas na área do cicloturismo.
Deveria ser ao contrário. Se muitas empresas privadas investiram na área, criará um lobby, que quanto maior, mais poder terá nos centros de decisão. Foi assim que a indústria automóvel conseguiu que o Governo construísse tantas autoestradas.
Atualmente vivo em Inglaterra, e acho que ainda não falei com nenhum ciclista que não tenha ido para Espanha ou França pedalar. Muitos até vão mais de 1 vez por ano. Vejam lá a mina de ouro que aqui está...(meu conselho para eles é sempre o mesmo - "têm de ir à Madeira").
Tenho muito essa ideia também.
Já me aconteceu amigos nórdicos - daqueles que costumam fazer aquelas viagens de ciclismo para espanha, por exemplo maiorca ou zona de barcelona - a perguntar-me sobre portugal.
Temos aqui uma mina e andamos a assobiar para o ar.