Charge Juicer Mid - Reinvenção de uma bicicleta clássica de aço

#1
Já tinha apresentado noutro tópico, aqui fica a minha nova companheira para voltas pouco exigentes. Só tem 116kms e já começo a sentir que é muito especial. Às vezes faz-me lembrar aquelas bicicletas citadinas que vemos nos postais das cidades bike-friendly como Copenhaga, Amesterdão, mas li que alguém já fez um Audax de 200kms numa Charge Juicer.
Porquê aço? Porque sim! Porque deu-me uma panca e porque fiquei com inveja(coisa feia) das bikes do Online, do metalrider e decidi que queria ter uma assim parecida. Como o orçamento é curto e não podia esticar-me para grupos Campagnolo, tive de ponderar um bocado. Inicialmente, queria uma de ciclocross, uma bonita Charge Filter que estava por um preço bastante bom na Evans Cycles, mas o modelo mais pequeno era grande para mim. Ainda hoje sinto um aperto no coração. Para andar em comboios, ir trabalhar, etc., não podia ser nada dispendioso e que atraísse atenções.
Sem dúvida que a Wiggle, é das lojas online com melhores preços e que oferece um serviço irrepreensível. Andei uns dias a rondar a bicicleta e quando só restavam duas do tamanho XS, cerrei os dentes e tomei a decisão, aproveitando uma promoção fantástica que durou um fim de semana. A bicicleta foi-me entregue ao fim de 4 dias por DHL e agradeço à Bykemania a paciência e o apoio na montagem.
Aqui ficam alguns dados:

Quadro: Tange Prestige
9 velocidades
Grupo Sora
Pedaleiro compato 50/34
Cassete 12-27 (estou à espera de outra cassete)
Guarda-lamas
Pedais PD-A520 - Shimano
Selim Charge Spoon
Fita do guiador em pele sintética Charge
9kgs




Quem já tem experiência de pedalar com bicicletas de aço conhece a sensação e eu notei que apesar de ter um ou dois quilos a mais que a Nikita, que oferece um rolar agradável e mal sinto as irregularidades do chão.
Ponto negativo: as manetes. Têm sido a minha dor de cabeça, pois mal consigo chegar com os dedos aos travões. Felizmente que trava bem, pois basta um toque. Ainda estou a pensar como remediar isso.
Outra novidade foram os pedais PD-A520 - Shimano. Nunca tinha usado destes e só os spd que encaixam dos dois lados e adaptação está a correr bem. Interessa é que desencaixem quando for preciso :D
A minha dúvida é se consigo conservar aquela cor vermelho-escarlate durante muito tempo?
Um dia destes, tento subir a Arrábida com ela :)

Espero que esta sugestão diferente vos agrade, pois o mercado das bicicletas está quase todo virado para a performance e sinceramente, não me parece pratico levar uma bicicleta de milhares de euros num percurso casa-trabalho, casa-café, casa-compras.
 

duchene

Well-Known Member
#2
Parabéns! Aqui está mais uma bicicleta com alma, feita longe do laboratório e das resinas!

Gosto do quadro, da cor e dos guarda lamas. Não sou tão fã dos periféricos cromados e do castanho no selim e fitas, mas sei que é assim de origem. Mas talvez se torne verdadeiramente interessante com umas grades de inox da King Cage, e um selim e fitas pretas, mantendo assim cromados de origem.

No geral é uma bicicleta perfeita para o que pretendes. Simples, prática e eficaz. Com uns ajustes aqui e ali, mais do que subir a Arrábida, espero que lhe dês o prazer de fazer contigo um Brevet.

Quanto às manetes, existem umas cunhas de plástico próprias para o efeito que fazem a manete aproximar-se do guiador uns bons milímetros:



Estas estão à venda na Evans Cycles. São baratas e resolvem-te o problema...
 
#3
Obrigada pelo olho crítico duchene. Vou aproveitar as preciosas sugestões, quando fizer as devidas alterações. Pedalar neste "ferrinho" está a revelar-se uma agradavel surpresa. Tenho muita curiosidade em saber até onde pode ir.
 

Bruso

Well-Known Member
#4
Parabéns pela compra!! Não sendo especialista neste tipo de bicicletas concordo totalmente com o duchene, principalmente no que se refere às grades. E acho que era o 1ºponto a ser retificado.

Só espero ver aqui alguns relatos de voltas com esta bicicleta!! Novamente parabéns e diverte-te :D
 

Lyp

Active Member
#5
Parabéns pela compra! Diverte-te com ela.

Quanto às sugestões, de facto as grades ficam mal. Umas em inox como sugeriu o duchene, acho que fazem todo o sentido. O selim e as fitas até gosto como estão, sinceramente... Mas isso já será o teu gosto a decidir.

Dá-lhe km´s :)
 
#6
é sempre bom ver uma bike diferente do plastico que nos habituamos a ver. Tudo a correr bem e será a minha próssima aventura, ter um quadro de aço.
Apenas acho que uma forqueta em carbono pode dar mais algum conforto nas viagens mas da-lhe nos pedais
 

grouk

Active Member
#7
é sempre bom ver uma bike diferente do plastico que nos habituamos a ver. Tudo a correr bem e será a minha próssima aventura, ter um quadro de aço.
Apenas acho que uma forqueta em carbono pode dar mais algum conforto nas viagens mas da-lhe nos pedais

se uma forqueta em carbono da mais conforto se calhar se for toda em carbono dará ainda mais conforto:cool::cool:


tou a brincar, gosto de as ver( as bikes de aço) nao fazem bem a minha cena, quer dizer há uma com que sonho diariamente Colnago master mas isso são outros 500
o que te desejo é sorte com ela e usa a para aquilo que ela foi feita andar andar e andar
 
#8
@grouk, eu percebo e claro já experimentei bikes com quadro em carbono e há um conforto diferente.

Porem para mim o aço é aquela coisa! os quadros podem ser extremamente leves ao nivel dos de aluminio mas admito que prefiro forqueta de carbono não só pelo conforto adicional mas também pela melhoria de peso relativamente a uma forqueta de aço que passa sempre as 500 gramas de peso...

Tenho um amigo que tem uma bike de aço com forqueta em carbono e grupo red e a bike é um sonho de andar!
 
#9
E para tirar dúvidas, ontem fui mesmo até à serra da Arrabida e fiquei de queixo caído. O meu "ferrinho" cumpriu com muita competência a distância de 110kms e 1700m de acumulado. Tenho de dizer que acrescentei uma nova cassete, pois ainda não recuperei a 100% de uma tendinite e não quero castigar definitivamente os joelhos.
O mais engraçado foi o espanto estampado na cara de algumas pessoas com quem me cruzei.
Como alguém já me disse esta bicicleta é de uma "religião diferente" :D

@duchene qual é o nome específico das cunhas sugeridas, para fazer uma pesquisa?

@thebunny não posso tornar a bike demasiado vistosa e apetecível. Por enquanto é apenas uma commuter. Mas o aço é mesmo something else.
 
#12
Parabéns.
Que desfrutes com a nova maquina.

Vai ser utilizada para as deslocações do dia-a-dia?
Obrigada
Ainda não tenho a certeza, entretanto vou pedalando até descobrir as suas reais potencialidades. É um bocado pesada, mas há algumas semanas que ando nela quase diariamente. Não complica, não refila, vai para onde quero.
 

pratoni

Well-Known Member
#14
Sinceramente acho que andas a desprezar o "ferrinho" que tens aí, ou então convenceram-te que ela valia menos do que realmente vale.

É uma estradista com todo o direito e cheia de potencial, sem dúvidas... :)
 
#18
Estou muita satisfeita com as voltas que tenho dado com a Charge. Recomendo.
As grades de bidon é que são uma desilusão. Tenho de trocar. A outra bicicleta tem uma grade com saída lateral à direita do bidon e até agora, funcionou comigo na perfeição. Penso que deve ser o único tipo de grade que se adapta a quadros tão pequenos. Andei a ler bons reviews da Arundel.