Caminho do Tejo

mussulo

Well-Known Member
#1
Ando com ideias de fazer esta volta, ainda antes do calor apertar,
Será a minha maior volta (espero não me arrepender),

Já vi alguns relatos de malta a fazer em BTT, mas com a Gravel, já alguém a fez? é muito dura? pelo que me apercebi, a primeira parte (talvez 80kms) são bastante planos, mas os restantes 50/60kms começam a ter alguma elevação.

Alguém tem um track? é facil de seguir a rota, sem GPS, seguindo os sinais?
 

GuilhermeOliveira

Well-Known Member
#2
E fácil sem GPS, até Santarém não há dificuldade, depois de Santarém tens poucos sítios onde se aconselhe btt, já fiz várias vezes

Se há dúvidas, nada como apanhar o comboio para cima e vir para baixo de bicicleta, já o fiz várias vezes
 

David Raquel

Well-Known Member
#3
Já fiz com a bike de BTT, cyclocross, gravel e até com a de estrada (Defy) com pneus 33mm :p

Até Santarém é de facto sempre plano, a partir de Santarém até Minde é a zona mais acidentada e depois de Minde tem mais uma subidita trabalhosa.
 

mussulo

Well-Known Member
#4
E fácil sem GPS, até Santarém não há dificuldade, depois de Santarém tens poucos sítios onde se aconselhe btt, já fiz várias vezes

Se há dúvidas, nada como apanhar o comboio para cima e vir para baixo de bicicleta, já o fiz várias vezes
Boa opção, acho que para já a mais "segura".

Aqui o único problema, é que ao Domingo, o 1º comboio é às 07.30 +/-, o que me levaria a começar a andar às 09h
 

cconst

Well-Known Member
#5
@mussulo os caminhos do tejo estão marcados e pelo menos até Santarém, os percursos de terra - do que me lembro, pois já foi há uns anitos - fazem-se de fininha com cuidado. Sei que tens gravel, não será um problema.

Vê aqui que tens imensa informação:
https://caminhosdefatima.org/pt/informacoes

A opção que o @GuilhermeOliveira sugere é valida. Mas - mesmo para os não crentes - o percurso até um lugar de culto desperta algo mais que apenas a viagem física.

Nota que apenas me lembro até Santarém. O meu destino era Entroncamento. Sei no entanto que existe uma variante que vem de Abrantes que se junta no Entroncamento e segue até Fátima pelo outro lado da Serra D'Aire (via Pafarrão e Bairro).

O site que te deixei acima tem os KML e GPX das várias etapas (está preparado para quem o pretende fazer a pé).

Boa sorte com essa jornada.
 

GuilhermeOliveira

Well-Known Member
#6
Eu não sei os horários agora dos comboios, mas fiz por estrada o ano passado acho que em Agosto é perto das 8 estava na estação de Fátima, fazes acho que 30km de aquecimento, tem duas subidas, mas que se fazem bem e por estrada, depois de Fátima para baixo é seguir o caminho
 

mussulo

Well-Known Member
#7
Já tinha dado uma vista de olhos nesse site e nos GPX,

Mas neste tipo de "aventura" acho que é sempre melhor escutar os relatos de quem já fez e saber as dificuldades / truques.

A parte religiosa não me toca muito, mas compreendo o que dizes.

Para já vejo isto como uma maneira de me "obrigar" a fazer uns kms mais, sair da zona de conforto e conhecer outras locais de bike.
 

mussulo

Well-Known Member
#8
Eu não sei os horários agora dos comboios, mas fiz por estrada o ano passado acho que em Agosto é perto das 8 estava na estação de Fátima, fazes acho que 30km de aquecimento, tem duas subidas, mas que se fazem bem e por estrada, depois de Fátima para baixo é seguir o caminho

Pelo que vi aqui: Como chegar a Fátima? | VisitFatima.PT - são +/- 20kms da estação até Fatima, e depois o "Caminho" sao cerca de 140km até LX
 

GuilhermeOliveira

Well-Known Member
#9
Eu costumo sair na estação de Fátima, Quando escrevi 30km, é mais ou menos, mas logo no PC posso ver isso mais ao certo
Não sei ao certo o porquê dessa estação mas na altura e à uns anos foi assim, deve ter existido alguma razão que não me lembra
 
#10
FatimaCasa

Este foi um que fiz, acho que o ultimo de btt que mete Fátima ao barulho
Foi uma volta com alguma historia e com algumas historias
O almoço foi no Panturras, no track não está assinalado mas foi antes de Santarém e onde se vê o andar para a frente e para trás, aqui já havia historia
Foi o batismo de um dos amigos das bicicletas nesta coisa das distancias grandes, não terminou, ficou na Azambuja onde apanhou o comboio, mas aos 30km já se ia a queixar, na semana anterior fez uma voltinha comigo de uns 9k e com serra no meio mas as distancias grandes fez mal á cabeça


Foi um dia em cheio, boa companhia, boa volta, bom almoço, sem problemas, mesmo como se quer

O track não é sempre pelo caminho, não passamos pelo Covão do Feto, mas uma grande parte é pelo caminho
 

mussulo

Well-Known Member
#13
Ontem foi o dia,
Não fizemos o que queriamos, mas ficou uma volta muito fixe.

Começou logo "mal"

Gps diz que da estação até Fatima são 18kms, o gps do meu colega manda por um outro sitio, foram logo 30kms +/- num track brutal (com pedra), perdemos bastante tempo pq tivemos de desmontar algumas vezes, dps entramos nos ultimos KMS da Rota Carmelita, que são duros, no meio disto tudo, um furo, perdemos quase 2h30 para chegar a Fátima.

Bastante gente, nem fomos ao Santuário, arranca, primeiros troços pós Fátima, traquilos, decidimos almoçar que já era tarde, descemos (acho que Minde) e parámos no Pingo Doce. Dps disto o GPS manda subir para regressar ao trilho, subimos (duro com pedras), para o GPS dizer que é para baixo de novo....

Apanhámos a Serra de Sto António, que dor de pernas, tive de desmontar, os 34-32 não davam, e fiz parte do caminho a penantes...

Sobe a Serra, no topo tem um parque de merendas, e uma entrada para o trilho, entramos, era um rockgarden, os meus colegas de btt até fizeram relativamente bem, eu esquece... mas o ritmo era baixo, volta para trás, contorná-mos pela estrada,

Entramos em tracks brutais, estradões, aldeias que não se via ninguém, paragem nas fontes para refrescar.

Decidimos ir até Santarém, já era tarde e não ia dar para chegar a LX

Ainda assim fizemos 100 kms com +/- 1650 de acumulado

Fica um bocadinho da volta,


Iremos certamente fazer novamente, para completar o trajeto

Lá para Outubro, que agora é penoso com o calor.
 

cconst

Well-Known Member
#14
Aquela zona do PNSAC tem muito potencial. Quer para o BTT quer em estrada. Zonas com muito pouco trânsito (alcatrão) e trilhos muito técnicos de beleza incrível! (eu enho inveja de algumas coisas na vida do meu irmão: ele conseguiu viver no sopé da Serra D'Aire e faz da serra o seu playground para BTTzar à bruta). Quando lá bou BTTzar apanho sempre uma sopa de pedra monumental!!! (e uma dor de pernas a acompanhar)
 
#15
Quando se chega lá acima, a serra de Minde, tens três sítios para descer, ou talvez quatro, podes sempre ir a volta pelo alcatrão, a primeira descida, de btt é à maneira, depois há uma mais a frente também caminho mas aí a de gravel já deve de fazer bem, dependendo do kit,
Da estação até Fátima vou quase sempre em modo de aquecimento pela estrada

Por acaso estou a organizar uma frangada assada em Santarém, com partida de Lisboa e chegada a Lisboa, sempre pelo caminho do peregrino ou quase, talvez para aí uns 95%, a frangada vais ser no jardim com a vista mais linda do sitio


Na próxima almocem no Panturras