Pág 11 de 11 PrimeiroPrimeiro ... 91011
Mostrar resultados 101 a 105 de 105

Tópico: [Diário de Treino] Primeira Época

  1. #101
    Já se equilibra aos poucos Avatar de SCRReis
    Registo
    04-11-2016
    Local
    Coimbra
    Posts
    53

    Predefinido

    Citação Post Original de albertosemcontador Ver Post
    Eu NAO aconselho os Bepro!!

    Eu aconselho e em PEDAIS!!!

    Agora Bepro, pode ser, Mas os que aconselho mais Sao os que tenho, Power tap!!

    Agora para mim o mais importante e ser em pedais!!!



    E o mais engracado disto Tudo!!

    E que Tu ainda nem sequer o tens!! E Ja Estas a sentir Isto no corpo!!

    Quando falas em upgrade de cranck de 105 para dura ace etc... Sem saberes Estas a ser vitima disto mesmo!! E nem te das conta!

    Por Isso e que eu meti Aqui o bedelho!!

    Para te ajudar a simplificar e NAO a confundir ou complicar...

    Agora imagina que Tu fazes o upgrade para dura ace di2 e que Amanha lancam 12 velocidades? Lol

    Agora uns pedais? Isso ai meu amigo!! Uns pedais Sao uns pedais!!

    Grande abraco...
    PowerTap. Ok vou ver os preços e ter em atenção esta hipótese, uma vez que vocês tem bem mais experiência do que eu nestas coisas. O meu único receio são os pedais estarem bem mais expostos ao impacto, caso a bicicleta vá ao chão ou assim.

  2. #102

    Predefinido

    Citação Post Original de SCRReis Ver Post
    E não há o problema do desgaste do pedal? Sei que os pedais tem mais desgaste do que os braços da pedaleira. Como é depois feita a manutenção dos pedais? Deve ser mais caro que pedais normais certo?
    Acho que os pedais estão mais expostos ao impacto com o chão ou algo do género, do que propriamente o braço da pedaleira.

    Mas isto sou eu a falar sem saber, no entanto vou averiguar essas duas hipóteses.
    Qual desgaste dos pedais?

    Quantas pessoas conheces que tenham mudado de pedais Por causa de desgaste? Eu poucas!! Ou quase nenhumas, conheco pessoas que Mudam de pedais Por ter power meters, Conheco pessoas que Mudam de pedais Para ir para uns mais leves, conheco pessoas que Mudam de pedais porque Mudam de bicicletas, etc...etc... Agora Por desgaste? Ou Por manutencao? Isso NAO!! Mas sei de pessoas que NAO sabem fazer a manutencao a bicicleta, Isso sim, agora Quando o pedal NAO e limpo Como deve ser e mantido com cuidado e com regularidade, Entao sim, qualquer coisa se estraga!!

    Os cleats sim!! Tem que ser mudados!!

    Ainda estou e para entender que manutencao e essa? Mais Cara que a dos normais? Que filtros e que oleo e que Mudam dentro dos pedais? So se eles tiverem motor e eu NAO sei? E que as lojas para vender material Saem com cada uma!!! Os Unicos pedais que podem eventualmente precisar de alguma manutencao desse genero Sao os Speedplay de 2000 em 2000 kilometros... Mas Isso e um sistema de bearings... Agora sistemas de mola? NAO ha necessidade... Se houver algum problema com a mola, o que e raro!! E so mandar para a marca e Esta resolvido!! Mas a quantidade de bracos que a stages Ja recebeu, e a Rotor? E a Quarq? Por ai fora, nem e sequer comparavel Ao numero de pedais que a garmin ou a power tap e Mesmo a Bepro recebem com reclamacoes!!

    Agora e evidente!! O cair? O cair tanto parte um pedal, Como parte um cranck Como parte um quadro ou uma bicicleta inteira...

    Amigo Reis Muito honestamente em 2017!! Com o avancar disto Ja passamos essa fase!! E ainda Bem!! Cada vez mais, felizmente para nos, ciclistas e donos das nossas carteiras, Ja estivemos mais longe de sair deste triangulo ou piramide de incompatibilidades!! Hoje em dia so cai nelas quem quer!!

    Grande abraco...

  3. #103
    Sempre a subir! Avatar de DMA
    Registo
    08-07-2013
    Posts
    1182

    Predefinido

    Zorza, Alberto e Reis, obrigado pelas vossas palavras

    Reis, a questão não é apenas o Tacx dar-te valores exagerados (ou abaixo?). A questão é que no nível de resistência 5 (por exemplo) e a 85 rpm ele dá-te 30W a mais, no nível 7 já te dá 10W a mais (estou a usar números à sorte). A questão é que não tens regularidade e isso limita a utilidade dos valores. Por isso é que referi anteriormente; usa sempre a mesma resistência para um treino a x watts, assim diminuis a incerteza dos valores.

    De qualquer forma percebes que mais tarde ou mais cedo, se quiseres treinar com valores de potência vais precisar do PM. E não é só pela questão da consistência dos valores. Vais também poder saber a carga semanal e a carga de "longo prazo" a que estás submetido e assim gerir melhor as fases de maior intensidade e volume de treino com as fases em que vais em que reduzes (um ou ambos).

    O Alberto com o post dele focou bem a questão; não será melhor uma opção como o Vector 2 ou o Powertap (ambos single)? São realmente escolhas muito versáteis

    Dois apontamentos: Fui ver e a zona SS (Steady State) do Carmichael que se falou anteriormente é um bocado acima da zona Sweet Spot. A zona SS do Carmichael anda em aprox 100% do FTP, o que é claramente Z4 nas zonas do Friel ou do Hunter Allen.
    Não "pares" em demasia nesta fase inicial. Os teus ganhos vão-se embora num instante. Tudo bem, respeita os sinais de fadiga; mas não subestimes a capacidade que o teu corpo possui de evoluir e aceitar maiores níveis de estímulo.

  4. #104
    Sempre a subir! Avatar de DMA
    Registo
    08-07-2013
    Posts
    1182

    Predefinido

    Outra coisa ... há formas engraçadas de desenvolver o ritmo @ Z3 alta, Z4 e entrada da Z5 sem teres um PM.
    Tal como eu e o Mig77 (entre outros) temos martelado em outros tópicos, podes criar trajectos de ida e volta ou circulares (usa o Strava para criares segmentos) de forma a monitorizares o teu andamento e evolução. Algo com 60-80 km. Pode ter alguma altimetria e terreno variado a mistura. Excelente para teres noção da gestão que tens que fazer em percursos maiores, mas em que ainda assim se anda a ritmo razoável. Excelente também para fortalecer a parte mental, principalmente quando o treino for a solo e com vento pouco favorável. Custa um bocado mas dá frutos.
    Podes também criar segmentos relativamente planos com 25-40 km, sem grandes obstáculos de trânsito, semáforos, etc., em que possas rolar a fundo (estilo CR). É excelente para te conheceres a ti próprio, para apreenderes a gerir o andamento ... e para apreenderes a sofrer, a colocar o desconforto de lado, a mandares as pernas calarem-se e a darem mais é ao pedal
    Para Z5 e entrada de Z6 podes fazer um percurso de 50-60 km em que rolas confortável e à vontade; nos pequenos topos apertas o ritmo até o mesmo acabar. Se demora 30 segundos ou 120 segundos cabe-te a ti gerir o ritmo e aprender o que é viável e o que não é ... mas é para apertar a sério nos topos e sentir a musculatura a ser mesmo solicitada.

    Usa a tua imaginação e aproveita o que a estrada te dá O importante é variar percursos, variar ritmos ... no fundo variar os estímulos que dás ao teu corpo.

  5. #105
    Já se equilibra aos poucos Avatar de SCRReis
    Registo
    04-11-2016
    Local
    Coimbra
    Posts
    53

    Predefinido

    Citação Post Original de DMA Ver Post
    Zorza, Alberto e Reis, obrigado pelas vossas palavras

    Reis, a questão não é apenas o Tacx dar-te valores exagerados (ou abaixo?). A questão é que no nível de resistência 5 (por exemplo) e a 85 rpm ele dá-te 30W a mais, no nível 7 já te dá 10W a mais (estou a usar números à sorte). A questão é que não tens regularidade e isso limita a utilidade dos valores. Por isso é que referi anteriormente; usa sempre a mesma resistência para um treino a x watts, assim diminuis a incerteza dos valores.

    De qualquer forma percebes que mais tarde ou mais cedo, se quiseres treinar com valores de potência vais precisar do PM. E não é só pela questão da consistência dos valores. Vais também poder saber a carga semanal e a carga de "longo prazo" a que estás submetido e assim gerir melhor as fases de maior intensidade e volume de treino com as fases em que vais em que reduzes (um ou ambos).

    O Alberto com o post dele focou bem a questão; não será melhor uma opção como o Vector 2 ou o Powertap (ambos single)? São realmente escolhas muito versáteis

    Dois apontamentos: Fui ver e a zona SS (Steady State) do Carmichael que se falou anteriormente é um bocado acima da zona Sweet Spot. A zona SS do Carmichael anda em aprox 100% do FTP, o que é claramente Z4 nas zonas do Friel ou do Hunter Allen.
    Não "pares" em demasia nesta fase inicial. Os teus ganhos vão-se embora num instante. Tudo bem, respeita os sinais de fadiga; mas não subestimes a capacidade que o teu corpo possui de evoluir e aceitar maiores níveis de estímulo.
    Boas DMA

    Muito obrigado pelas tuas dicas têm sido seguidas .
    Relativamente ao tacx, eu já faço o que dizes, ou seja, o rolo esta sempre com a mesma resistência, a única coisa que mudar são as mudanças. E mesmo no nivel 1 de resistência na 50X11, já se fazer umas boas series de sprint.
    Já meti na cabeça que o PM tem de ser mesmo. Já tive malta a dizer-me que isso é só para os prós, e que é dinheiro mal empregue, que podia comprar umas rodas ou um quadro em carbono, etc. Mas pronto lá esta cada um tem a sua pancada, e eu tenho esta, gosto de treinar com valores de power e não tanto com frequência cardíaca.
    Sim vou seguir o conselho do Alberto, mas estou mais inclinado para os bePro, os powertap é para pessoal com outro tipo de orçamento e não gosto muito dos Vector a nível estético.

    Esta semana já vou voltar aos treinos. Já tenho umas provas de btt em Março, para me dar uma motivação extra para o treino.

Regras

  • Você não pode colocar novos tópicos
  • Você não pode responder
  • Você não pode adicionar anexos
  • Você não pode editar as suas mensagens
  •