Notícias do ciclismo nacional 2020

RTC

Moderador
Staff member
Cheira-me que estas ideias ou decisões não têm a ver com questões de saúde pública mas sim mais com questões financeiras com a perspectiva de um fraco retorno financeiro. No fundo estão a virar o "bico ao prego" porque a coisa não vai render.
Penso eu de que...
 

jpacheco

Well-Known Member
Cheira-me que estas ideias ou decisões não têm a ver com questões de saúde pública mas sim mais com questões financeiras com a perspectiva de um fraco retorno financeiro. No fundo estão a virar o "bico ao prego" porque a coisa não vai render.
Penso eu de que...
Também mas não só... isto da politica tem muito que se lhe diga, andam todos com a rolha no rabo e com cagufe. O que mete impressão é a DGS dar um parecer favorável á realização e as autarquias não seguirem as mesmas recomendações. Mas afinal quem é a autoridade para a segurança e saude do nosso pais?
 

gfrmartins

Well-Known Member
Também mas não só... isto da politica tem muito que se lhe diga, andam todos com a rolha no rabo e com cagufe. O que mete impressão é a DGS dar um parecer favorável á realização e as autarquias não seguirem as mesmas recomendações. Mas afinal quem é a autoridade para a segurança e saude do nosso pais?
Claro que é a unica razão porque querem lá a volta é económica podem ter lá os programas da TV, têm as festarolas ao mesmo tempo é a unica razão, não querem saber de desporto, do ciclismo, do apoio a modalidade.

Por isso é normal quando não podem ter la festas, nem pessoas, não querem saber do ciclismo ou da volta ou da grandissima, não querem gastar dinheiro nisso quando a maioria dos que estão a frente da autarquias nem sabem o que é, ou se interessam minimamente por isso
 
Também mas não só... isto da politica tem muito que se lhe diga, andam todos com a rolha no rabo e com cagufe. O que mete impressão é a DGS dar um parecer favorável á realização e as autarquias não seguirem as mesmas recomendações. Mas afinal quem é a autoridade para a segurança e saude do nosso pais?
Eles (DGS) só dizem que se pode fazer seguindo X regras, os organizadores (nestes caso as autarquias) podem não querer fazer porque não estão para perder dinheiro e ainda terem de gastar algum para que as regras sejam cumpridas,
Como digo eu, se fosse á antiga até se fazia, agora ter mais trabalho e gastar mais dinheiro não

É exactamente o que está a acontecer com os festivais e coisas similares, organizar para perder e ter trabalho está de gesso
 
Penso que neste momento, além de ser por causa dos motivos económicos, que têm um peso substancial, deve passar mais pelo medo das repercussões que pode ter. Se depois de passar a caravana houvesse um pico, mesmo que não fosse diretamente ligado, já sabemos como iria ser
Parece é que a realização começa a ficar seriamente em risco
 

jlr

Well-Known Member
Cheira-me que estas ideias ou decisões não têm a ver com questões de saúde pública mas sim mais com questões financeiras com a perspectiva de um fraco retorno financeiro. No fundo estão a virar o "bico ao prego" porque a coisa não vai render.
Penso eu de que...
O presidente da Câmara de Viseu deixou isso nas entrelinhas:

"o município abdicou da Feira de S. Mateus e da Meia Maratona do Dão". "Não nos sentimos confortáveis para receber a Volta", explicou.
"Este ano não haverá condições. A Câmara quer continuar a ter a Volta, mas sem público não é a mesma coisa"
Não é a mesma coisa nem para os corredores nem para o comércio da cidade :D
 

Negoci8er

Well-Known Member
O presidente da Câmara de Viseu deixou isso nas entrelinhas:





Não é a mesma coisa nem para os corredores nem para o comércio da cidade :D
Penso que estas decisões têm muito de políticas....
Como foi dito: "Não permitimos a feira de S. Mateus"
Poderia desencadear desagrado dos munícipes. Permitem uns eventos e outros não...?
Um político nunca quer desagradar à população! Pelo menos tentam.
 

RTC

Moderador
Staff member
Este ano é expectável que não haja uma vaga de emigrantes como seria o normal e essa situação reflete-se nas decisões das autarquias do interior, principalmente a nível de cancelamento de eventos.
 

Bernalve

Well-Known Member
Acho que estão a publicitar mal a Volta. A transmissão televisiva não deixa de ter grande importância para o turismos e localidades.

Eles que arranjem soluções o que não falta são sítios para terminar as etapas. Não tem de ser sempre no centro de uma cidade. Até devem poupar dinheiro se a terminarem numa estrada aleatória algures sem pessoas.
 
A RTP está a noticiar que a Volta a Portugal foi adiada. Desta forma, a principal prova de ciclismo do País já não se realizará entre Julho e Agosto, sendo que, no entanto, está em aberto a possibilidade de acontecer ainda este ano.
Recorde-se que Viana do Castelo e Viseu já tinham transmitido à organização que não queriam receber a caravana.